BlackRock amplia lucro em 9% no 4º tri, para US$ 1,38 bilhão; ativos sob gestão superam US$ 10 trilhões

A receita trimestral da maior gestora de ativos do mundo avançou 7% em comparação a um ano antes, a US$ 4,63 bilhões

Estadão Conteúdo

Sede da BlackRock em Nova York (Angus Mordant/Bloomberg)

Publicidade

A BlackRock teve lucro líquido de US$ 1,38 bilhão no quarto trimestre de 2023 (ou US$ 9,15 por ação), 9% maior do que o ganho de US$ 1,26 bilhão obtido no mesmo período do ano anterior, segundo balanço financeiro divulgado nesta sexta-feira, 12. Com ajustes, o lucro por ação entre outubro e dezembro foi de US$ 9,66, acima do consenso da FactSet, de US$ 8,74.

A receita trimestral da maior gestora de ativos do mundo avançou 7% em comparação a um ano antes, a US$ 4,63 bilhões.

Enquanto isso, pela segunda vez na história, os ativos sob gestão da empresa ficaram acima de US$ 10 trilhões, registrando alta de 16% comparada ao mesmo período de um ano antes.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Na esteira da alta nos ativos sob gestão, a BlackRock aumentou seu dividendo trimestral em 2%, passando de US$ 5 por ação para US$ 5,10 por ação.

Em seu balanço, a companhia anunciou também que tem planos de comprar a empresa Global Infrastructure Partners por cerca de US$ 12,5 bilhões.