Em mercados / bitcoin

Os problemas de cripto-liquidez parecem ter uma alternativa

A startup de São Francisco Blockstream lançou, no dia 10 de outubro de 2018, a rede chamada "Liquid"

Blockchain
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A startup de São Francisco Blockstream lançou, no dia 10 de outubro de 2018, a rede chamada “Liquid” que tem como objetivo prover transações rápidas, confidenciais e seguras para garantir que as demandas das corretoras, dos brokers, players de mercado e instituições financeiras sejam supridas.

O primeiro bloco da nova “Blockchain líquida” foi gerado no dia 27 de setembro de 2018 e contou com a participação de 23 maiores instituições do mercado de blockchain como: Altonomy, Atlantic Financial, Bitbank, Bitfinex, Bitmax, BitMEX, Bitso, BTCBOX, BTSE, Buull Exchange, DGroup, Coinone, Crypto Garage, GOPAX (operated by Streami), Korbit, L2B Global, OKCoin, The Rock Trading, SIX Digital Exchange, Unocoin, Xapo, XBTO, and Zaif.

A blockchain da empresa foi criada na rede do Bitcoin, o que facilita a rapidez das transações entre as empresas e os investidores individuais. Entretanto as transações são realizadas com o ativo natural da rede chamado Liquid Bitcoin (L-BTC) através de um sistema contábil chamado 2-way peg, no qual ao se adquirir um dos dois ativos(BTC ou L-BTC), um é liberado e o outro instantaneamente é bloqueado, podendo ser resgatado a qualquer momento.

Além disso os ativos trazem funções relativas ao Bitcoin para os ativos tradicionais como: Tokens fiduciários, pontos de programas de fidelidade digital e derivativos.

Por fim, as transações da Blockstream garantirão que a quantidade e o tipo de ativo transferido só sejam conhecidos pelas partes envolvidas na transação, o que aumenta a privacidade dos negócios da rede.

Alguns reguladores levantaram pontos de preocupação com a transparência nas plataformas de Criptomoedas. Nas palavras do procurador de Nova Iorque: “Os consumidores enfrentam o risco de disponibilidade de liquidez nos ativos, que podem mudar a qualquer momento. ” 

Entretanto, a grande promessa da nova rede é melhorar a liquidez do mercado, que tem sido um problema para grandes investidores e investidores institucionais, pois a pulverização de exchanges durante o ano de 2017 aumentou o volume agregado na época, mas fez com que ele se distribuísse entre diversas corretoras, o que resultou em falta de liquidez em grande parte do universo das criptomoedas.

Quer investir em Bitcoin com taxa ZERO e atendimento 24 horas? Clique aqui e abra sua conta na XDEX

 

Tudo sobre:  Bitcoin  

Contato