EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / bitcoin

Apple bane aplicativos de mineração de bitcoin em iPhone e iPad

Estes tipos de serviços já haviam se tornado alvo da companhia por consumirem muita bateria e processamento dos aparelhos

iPhone Bitcoin
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A Apple divulgou suas novas diretrizes e entre as novidades está o banimento de aplicativos que minerem bitcoin e outras criptomoedas usando recursos do iPhone, iPad ou Mac. Estes tipos de serviços já haviam se tornado alvo da companhia por consumirem muita bateria e processamento dos aparelhos.

Além disso, a empresa também quer reduzir o uso do smartphone e tablet para acessar corretoras de moedas digitais, apesar de ainda permitir o uso de carteiras virtuais ou mineração em nuvem.

"Projete seu aplicativo para usar energia de forma eficiente. Os aplicativos não devem drenar a bateria rapidamente, gerar calor excessivo ou sobrecarregar desnecessariamente os recursos do dispositivo", diz a Apple. Apesar da má notícia para os entusiastas das moedas digitais, estas novas diretrizes devem acabar com os apps que mineram criptoativos sem que o usuário saiba.

Recentemente, a companhia já tinha retirado se sua loja do Mac o aplicativo Calendar 2, que drenava bateria e reduzia o processamento do computador porque, além de oferecer um calendário, usava o aparelho para minerar. Em outro ponto importante, os apps que realizam transações de moedas digitais só poderão enviar e receber pagamentos se forem ligados a corretoras reconhecidas.

Contato