Em mercados / bitcoin

A bolha estourou ou apenas correção? Bitcoin afunda 25% e caminha para pior semana em 4 anos

As últimas semanas foram marcadas por uma alta exagerada do bitcoin, que saiu da casa de US$ 10 mil para os US$ 20 mil em apenas 15 dias

Bitcoin
(Steve Heap)

SÃO PAULO - Se na véspera o maior susto parecia apenas para os brasileiros, nesta sexta-feira (22) o mundo todo "sofre" com uma forte queda do bitcoin - e de praticamente todas as criptomoedas. Em poucas horas, a maior moeda digital do mundo perdeu cerca de um quinto do seu valor, chegando a operar abaixo dos US$ 13 mil, menos de uma semana após sua máxima de US$ 20 mil, caminhando para sua pior semana desde 2013.

Sites do mundo todo já começam a usar termos como "estouro da bolha", a questão é que o termo "choque de realidade", apesar de ainda exagerado, é o que mais condiz com o cenário atual. Até o momento, nenhuma notícia ou real fator para justificar este movimento foi apresentado, mas para os especialistas e investidores mais experientes, este movimento não é exatamente uma surpresa.

As últimas semanas foram marcadas por uma alta exagerada do bitcoin, que dobrou de valor e saiu da casa de US$ 10 mil para os US$ 20 mil em apenas 15 dias. O movimento foi tão forte que Fernando Ulrich, economista-chefe de criptomoedas da XP Investimentos, chegou a dizer para as pessoas não comprarem bitcoin (relembre clicando aqui).

Este movimento de correção é natural em praticamente qualquer ativo que se conheça, das ações às commodities. E mesmo com essa queda em poucas horas, é difícil falar em "estouro da bolha" porque a criptomoeda ainda acumula alta de 30% apenas em dezembro, enquanto no ano os ganhos chegam a 1.400%.

Em entrevista ao MarketWatch, o analista Neil Wilson, da ETX Capital, afirmou que é difícil falar que acabou tudo para o bitcoin. "Podemos ver facilmente este mercado se recuperar em um período muito curto", disse. Ele vê alguma tomada de lucro convencional no mercado.

"Apesar de ter havido alguns hacks, lutas internas na comunidade de mineração, muitos rumores de forks e pressão regulatória em algumas frentes, é provável que este seja um ataque simples de venda de risco à medida que os investidores se reequilibram até o final do ano", concluiu o analista.

Nos últimos dias, um dos grandes problemas que tem afetado os investidores é o congestionamento da rede, ou seja, é muita gente tentando processar transações ao mesmo tempo. Atualmente, segundo o site blobkchain.info, são quase 300 mil transações esperando para serem confirmadas. Com isso, as taxas de transação ficam altíssimas, tornando o bitcoin inviável para muitas transações.

 

Tudo sobre:  Preços   Bitcoin  

Contato