Bitcoin atinge nível de US$ 50 mil pela primeira vez em mais de dois anos

A principal criptomoeda do mundo subiu cerca de 16% até agora neste ano, atingindo na segunda-feira seu maior valor desde 27 de dezembro de 2021

Reuters

(Kanchanara/Unsplash)

Publicidade

WASHINGTON/LONDRES (Reuters) – O Bitcoin atingiu o nível de 50.000 dólares nesta segunda-feira pela primeira vez em mais de dois anos, impulsionada pelas expectativas de cortes nas taxas de juros mais tarde este ano e pelo aceno regulatório do mês passado para fundos negociados em bolsa dos EUA projetados para rastrear seu preço.

A principal criptomoeda do mundo subiu cerca de 16,3% até agora neste ano, atingindo na segunda-feira seu maior valor desde 27 de dezembro de 2021. Às 12h31 (horário de Brasília), o bitcoin subia 5,58% no dia, para 50.196 dólares.

“50.000 é um marco significativo para o bitcoin depois que o lançamento de ETFs à vista no mês passado não só falhou em provocar um movimento acima deste nível psicológico chave, mas levou a uma queda de 20%”, disse Antoni Trenchev, cofundador da plataforma de empréstimo de criptografia Nexo.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

As ações de criptografia também tiveram um impulso na segunda-feira, com a bolsa de criptografia Coinbase subindo 4,86% e as mineradoras de criptografia Riot Platforms e Marathon Digital subindo 11,9% e 13,7%, respectivamente. As ações da empresa de software MicroStrategy — um notável comprador de bitcoin — subiam 11,7%.

O preço do ether, a segunda maior criptomoeda, subiu 4,08%, para 2.606,60 dólares.