Nova alíquota

BC reduz alíquota de compulsório sobre depósito a prazo para 31%; impacto é de R$ 16 bi

A nova alíquota entra em vigor em 1º de julho, com efeitos financeiros a partir de 15 de julho

SÃO PAULO – O Banco Central anunciou a redução da alíquota do recolhimento compulsório sobre depósitos a prazo de 33% para 31% em comunicado nesta quarta-feira (26). 

Os compulsórios correspondem à parcela dos depósitos que as instituições financeiras precisam, obrigatoriamente, recolher no Banco Central. Ao reduzir a alíquota aplicada sobre recursos a prazo, o BC está liberando R$ 16,1 bilhões no sistema financeiro.

Isso significaria mais recursos disponíveis para as operações de crédito dos bancos, por exemplo. Contudo, vale ressaltar, não necessariamente este volume significará maior crédito em meio ao cenário de cautela das instituições financeiras diante das condições econômicas. 

PUBLICIDADE

A nova alíquota entra em vigor em 1º de julho, com efeitos financeiros a partir de 15 de julho.

“A alteração aproxima mais a alíquota dessa modalidade de recolhimento aos níveis históricos praticados nos anos anteriores à crise de 2008”, destacou o BC.

A redução e a simplificação dos recolhimentos compulsórios são parte da agenda de medidas estruturais do BC.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos