Banco do Brasil (BBAS3) vai desdobrar ações para atrair investidor pessoa física

Desdobramento ampliará quantidade de ações emitidas sem diluir acionistas

Equipe InfoMoney

Publicidade

O Conselho de Administração do Banco do Brasil (BBAS3) vai encaminhar para deliberação da Assembleia Geral de Acionistas a proposta de desdobramento (split) de 100% das ações BBAS3.

Caso seja aprovada, a operação irá atribuir uma nova ação para cada uma ação já emitida.

O desdobramento ampliará a quantidade de ações emitidas sem alterar o patrimônio do Banco Brasil e a participação percentual dos acionistas, e será efetivado após aprovação pela AGE.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Banco do Brasil (BBAS3) quer ampliar acesso às ações

“A intenção com isso é democratizar o acesso às ações do banco para os investidores, em especial as pessoas físicas. É um movimento que se justifica pelo alto crescimento no valor das ações do BB neste ano, em torno de 50%”, afirmou o vice-presidente de gestão financeira e relações com investidores do Banco do Brasil, Geovanne Tobias, em comunicado à imprensa.

Na abertura dos negócios, por volta das 10h40, as ações do banco tinham alta, de 0,37%, cotadas a R$ 54,07.

Em relatório, a XP destaca que o desdobramento não altera os fundamentos e as perspectivas de crescimento do Banco do Brasil (BBAS3).

Continua depois da publicidade

A XP vê o movimento como marginalmente positivo para as ações, que, com um valor mais baixo, podem ser compradas por um maior número de investidores.

Por fim, a instituição destaca ainda que, caso aprovado o desdobramento, o preço-alvo (atualmente em R$ 61,0/ação) seria ajustado para R$ 30,5/ação, com a recomendação de compra seguindo válida.

Leia mais: Desdobramento de ações do Banco do Brasil (BBAS3) afeta os dividendos? Analistas respondem

O que é desdobramento de ações?

No desdobramento ou split, a companhia aumenta a quantidade de ações em circulação, sem aumentar o seu capital social.

Assim, a empresa aumenta a liquidez de seus ativos, deixando as ações “mais acessíveis” para o pequeno investidor.

No caso do Banco do Brasil, cada uma ação que valia, abertura dos negócios desta sexta-feira, R$ 53,88, passaria a valer R$ 26,94, caso a iniciativa seja aprovada.

Dessa forma, o investidor desembolsaria R$ 2.694 para adquirir um lote de 100 ações, ao invés de R$ 5.388.

Lembrando que é possível adquirir ações de forma fracionada, o que reduz o custo, também para a aquisição das ações.

No mais, é importante ressaltar que essa operação em nada muda os valores na carteira de investidores que já aplicam no Banco do Brasil.