Retirada

Banco Central retira 337 instituições não bancárias do sistema financeiro

Aperto na fiscalização das instituições supervisionadas pela autoridade serviu para tirar do sistema aquelas que já não estavam operantes

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Entre 2010 e outubro deste ano o Banco Central retirou do sistema financeiro 337 instituições não bancárias. Segundo reportagem do Valor Econômico desta sexta-feira (21), consórcios, distribuidoras de valores, corretoras e cooperativas pouco conhecidas desapareceram.

Escandâlos com bancos como PanAmericano (BPNM4) e Cruzeiro do Sul (CZRS4) encobriram as liquidações, cancelamentos de registros e incorporações das instituições. O aperto na fiscalização das instituições supervisionadas pela autoridade serviu para tirar do sistema aquelas que já não estavam operantes, que não exerciam atividade financeira ou que tinham problemas de capital ou de gestão, diz a reportagem.

Ainda segundo o Valor, a avaliação da autoridade é que o impacto da operação foi pequeno em termos de ativos, uma vez que as instituições não bancárias respondem por apenas 2% dos ativos.