Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

AZUL4 ou GOLL4? Aéreas começam ano com ações em tendência de tendência de baixa

Papéis da Gol recuam 25% neste ano, enquanto os da Azul caem 21%

Rodrigo Petry

Batalha Técnica de Ações: GOLL4 vs AZUL. Ilustração: Leo Albertino

Publicidade

As ações das companhias aéreas da Bolsa – Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4) – iniciaram este ano com fortes perdas, que ultrapassam os 21%, colocando os papéis em tendência de baixa, com base na análise técnica.

O começo de 2024 turbulento para as companhias reflete, em parte, a informação de que a Gol poderia entrar em recuperação judicial nos EUA, segundo notícia publicada pela Folha de S. Paulo. Na sequência, a Gol confirmou que discute reestruturação.

Olhando para o período acumulado de 12 meses, porém, a Azul tem um desempenho positivo, com ganhos de 12%, enquanto a Gol acumula perdas de 10,3%.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Nesta quinta-feira (18), por volta das 16h30h, as ações da Azul apresentavam ganhos, de 0,72%, cotadas a R$ 12,64, e as da Gol recuavam 0,30%, a R$ 6,73.

AZUL4 ou GOLL4: Análise técnica

Para o analista técnico Rodrigo Paz, as duas ações operam com tendência de baixa, seja no curto, médio ou longo prazos. O Índice de Força Relativa (14) diário, porém, aparece neutro para Azul e como sobrevenda para Gol.

Em relação às ações AZUL4, Paz reforça que são negociadas em tendência de baixa pelo gráfico de médio prazo (semanal, que segue abaixo), próximas a um importante suporte nos R$ 12,00.

“Por isso vale muito atenção a esta faixa, como é uma região relevante pode entrar força compradora formando um repique. Porém, o seu rompimento tende a intensificar força nas vendas, com potencial de buscar suporte nos R$ 8,70, sendo que o próximo suporte fica nos R$ 6,71 – região de mínima histórica do ativo.”

Em caso de recuperação compradora, acrescenta ele, o ativo tende a romper a região de médias nos R$ 14,68, para buscar resistência na faixa de R$ 18,00, enquanto o alvo mais longo fica nos R$ 22,33

AZUL4; análise técnica; análise gráfica; trader;
Gráfico semanal Azul. Fonte: Nelogica. Elaboração Rodrigo Paz

Em relação ao curto prazo, pelo gráfico diário, é possível notar topos e fundos descendentes, com médias para baixo, o que confirma a tendência de baixa.

Segundo ele, a atenção se volta à faixa dos R$ 12,00, onde o ativo mostrou força nas compras, quando foi atingida em outubro de 2023.

“Caso segure nesta faixa, a ação tende a retomar a proximidade das médias de curto prazo”, aponta, acrescentando que os alvos de curto prazo são nos R$ 13,50/ R$ 15,40, e o alvo mais longo fica nos R$ 16,68.

Além disso, diz, seguindo na sua tendência principal e perdendo a faixa dos R$ 12,00, a ação tende a buscar, inicialmente, a faixa de R$ 9,70, com alvo mais longo na região de R$ 8,70.

AZUL4; análise técnica; análise gráfica; trader
Gráfico semanal Azul. Fonte: Nelogica. Elaboração Rodrigo Paz

Confuso sobre o que é suporte e o que é resistência? Confira nosso guia sobre análise técnica

Análise técnica: GOLL4

Em relação às ações da Gol, Paz destaca que, no médio prazo, operam em tendência de baixa e mostram potencial para continuidade baixista.

“Podemos notar a existência de uma linha de tendência de baixa (LTB) traçada desde setembro de 2021, que foi justamente onde travou após a forte alta que se iniciou em março de 2023, atingindo a faixa de R$ 13,53“, observa.

Nesse sentido, a partir do gráfico semanal (veja logo abaixo), ele vê a forte queda deste ano, de 25%.

“Seguindo tal movimento, a tendência é buscar faixa de suporte nos R$ 6,00, que, se rompida, pode intensificar ainda mais movimento vendedor, a fim de buscar a faixa de R$ 5,00, e o suporte mais longo, nos R$ 3,50.”

No sentido inverso, acrescenta ele, para buscar altas, será necessário o papel retomar o patamar de preços acima das médias de curto prazo, na região de R$ 7,80/ R$ 8,05, para então mirar região de resistência, nos R$ 10,00, e alvo mais longo, nos R$ 13,53

GOLL4; análise técnica; análise gráfica; trader
Gráfico semanal Gol. Fonte: Nelogica. Elaboração Rodrigo Paz

Olhando para o curto prazo, “fica evidente o movimento de baixa”, afirma Paz, com as médias descendentes e com potencial para buscar a faixa dos R$ 6,00.

“Devido a forte baixa recente pode haver repique e, com tal movimento, a ação tende a buscar faixa de médias nos R$ 8,15/ R$ 8,39 e, caso supere, abre espaço para novas altas, para então mirar faixa de R$ 9,70/ R$ 10,00.”

Enquanto isso, seguindo movimento baixista, a tendência inicial é que a ação busque a faixa de suporte nos R$ 6,00, região que “tende a entrar volume comprador”.

Contudo, caso seja intensificado o movimento vendedor, a ação tem potencial de buscar faixa dos R$ 5,00, complementa.

GOLL4; análise técnica; análise gráfica; trader
Gráfico diário Gol. Fonte: Nelogica. Elaboração Rodrigo Paz

Suporte e resistência

Em resumo, com base no gráfico diário, os pontos de suporte das ações da Azul são R$ 12,00 (1), R$ 9,70 (2) e R$ 8,70 (3), e de resistência R$ 13,50 (1), R$ 15,40 (2) e R$ 16,68 (3).

Já no caso da Gol, os pontos de suporte são R$ 6,00 (1), R$ 5,00 (2) e R$ 3,50 (3), enquanto as resistências encontram-se em R$ 8,15 (1), R$ 9,70 (2) e R$ 10,00 (3).

Confira aqui mais conteúdos do InfoMoney sobre análise técnica!