Auren (AURE3), Sabesp (SBSP3), Copel (CPLE6), Equatorial (EQTL3) e mais empresas aprovam dividendos e JCP

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta terça-feira (2)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo desta terça-feira (2) traz a Auren Energia (AURE3), que aprovou a distribuição de dividendos no valor de R$ 1,5 bilhão.

Já os acionistas da Sabesp (SBSP3) aprovaram o pagamento de juros sobre capital próprio no valor bruto de R$ 872,1 milhões.

A Copel (CPLE6), por sua vez, anunciou que vai realizar a distribuição de R$ 370 milhões em JCP, e R$ 257,8 milhões em dividendos.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Equatorial (EQTL3) aprovou a distribuição de dividendos no montante total de R$ 385,1 milhões.

A CSN Mineração (CMIN3) anunciou a distribuição de dividendos referente ao exercício findo em 31 de dezembro de 2022, no valor de R$ 1.401.391.368,66.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Bolsa, Dólar e Juros Ao Vivo

Continua depois da publicidade

Os acionistas da CSN (CSNA3) aprovaram a distribuição de R$ 1.554.059.746,09 em dividendos, em garantia referente ao exercício do ano passado, acrescidos do valor de R$ 788.693.000,11 decorrentes da reversão por receita de juros sobre capital próprio (JCP).

Depois do fechamento dos mercados, saem os resultados trimestrais de Carrefour Brasil (CRFB3), Copasa (CSMG3), ISA Cteep (TRPL4), RD (RADL3) e mais empresas.

Confira mais destaques:

Auren (AURE3)

A Auren Energia (AURE3) comunicou que, na última sexta-feira (28), a Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária aprovou a distribuição de dividendos obrigatórios e adicionais relativos ao exercício social findo em 31 de dezembro de 2022, em montante total de R$ 1,5 bilhão, equivalentes a R$ 1,50 por ação ordinária de emissão da companhia, sendo: (i) R$ 635.169.919,57, a título de dividendos obrigatórios, correspondente a 25% do lucro líquido ajustado do exercício social de 2022; e R$ 864.830.080,43, a título de dividendos adicionais.

Terão direito aos dividendos declarados, os acionistas da companhia na data base de 04 de maio de 2023.

As ações serão negociadas ex-dividendos a partir de 05 de maio de 2023.

O pagamento dos dividendos será realizado em parcela única em 15 de maio de 2023.

Copel (CPLE6)

A Copel (CPLE6) anunciou que vai realizar a distribuição de mais de R$ 370 milhões em JCP, e R$ 257,8 milhões em dividendos.

Sabesp (SBSP3)

Acionistas aprovaram o pagamento de JCP relativo ao período de janeiro a dezembro de 2022, aos acionistas detentores de ações na data-base de 28 de abril de 2023. O valor bruto a ser distribuído é de R$ 872,1 milhões, correspondente a R$ 1,2760 por ação ordinária, e será pago em 26 de junho de 2023.

Equatorial (EQTL3)

A Equatorial aprovou a distribuição de dividendos no montante total de R$ 385,1 milhões, considerando data-base de 28 de abril de 2023. O pagamento ocorrerá até 31 de dezembro de 2023.

Sanepar (SAPR11)

A Sanepar pagará JCP relativos ao primeiro e ao segundo semestre de 2022. Em junho de 2022, a companhia deliberou a distribuição de R$ 154,2 milhões, com base na posição acionária de 30 de junho de 2022. Já no fim do ano passado, o valor aprovado pelo conselho de administração era de R$ 278,4 milhões, com base na posição acionária de 29 de dezembro de 2022. O pagamento está programado para o dia 27 de junho de 2023.

Ambipar (AMBP3)

A Ambipar (AMBP3) aprovou a distribuição de dividendo mínimo obrigatório no montante de R$ 15,1 milhões, correspondente a R$ 0,13413464 por ação ordinária de emissão da companhia, com base no lucro apurado no exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2022.

O pagamento dos Dividendos será efetuado em uma única parcela, no dia 05 de julho de 2023. Farão jus aos Dividendos os acionistas detentores de ações de emissão da companhia em 15 de maio de 2023, e a partir de 16 de maio de 2023 as ações serão negociadas “ex-dividendo” na B3 S/A.

Tupy (TUPY3)

A Tupy (TUPY3) anunciou que vai realizar o pagamento de R$ 65,3 milhões em dividendos, o equivalente ao valor de R$ 0,45412297403 por ação.

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária ao fim da sessão da última sexta-feira, 28 de abril.

Cruzeiro do Sul (CSED3)

A Cruzeiro do Sul (CSED3) aprovou o pagamento de dividendos no montante total de R$ 25,1 milhões, e valor bruto de R$ 0,0688042122234678 por ação ordinária de emissão da companhia.

Farão jus aos dividendos os acionistas na posição acionária do dia 28 de abril de 2023.

As ações da Companhia passarão a ser negociadas ex-dividendos a partir de 02 de maio de
2023.

O pagamento dos dividendos será realizado até 27 de junho de 2023.

Vittia Fertilizantes (VITT3)

A Vittia Fertilizantes aprovou a distribuição de dividendos no montante de R$ 13,4 milhões, correspondente a distribuição adicional de dividendos relativos ao exercício de 2022.

Melnick (MELK3)

A Melnick (MELK3) aprovou a distribuição de dividendos complementares aos acionistas da companhia no montante de R$ 56,3 milhões, o que corresponde a R$ 0,27846229017 por ação
ordinária.

Os dividendos complementares terão como beneficiários os acionistas detentores de ações ordinárias da companhia no dia 28 de abril, de forma que as ações passarão a ser negociadas ex-dividendos a partir de 2 de maio de 2023, inclusive. Os dividendos complementares serão pagos aos acionistas da companhia até 31 de dezembro de 2023.

Cury (CURY3)

A Cury aprovou R$ 78,3 milhões em dividendos, relativos ao exercício de 2022. Do montante total, R$ 60 milhões já foram distribuídos a título de dividendos intermediários. Os R$ 18,3 milhões restantes aprovados são dividendos complementares, com data-base de 28 de abril de 2023. O pagamento dos dividendos será realizado em moeda corrente nacional, em uma única parcela, em 25 de maio de 2023.

Grupo Soma (SOMA3)

A varejista distribuirá dividendos no valor de R$ 79,6 milhões. O montante será pago de acordo com as posições acionárias existentes no encerramento do pregão desta sexta, 28 de abril de 2023. O pagamento será realizado em uma única parcela no dia 28 de junho de 2023.

Agrogalaxy (AGXY3)

A Agrogalaxy (AGXY3) aprovou o pagamento de dividendos aos acionistas da companhia no valor bruto de R$ 6.639.794,91, equivalente ao valor de R$ 0,039657303 por ação.

Farão jus ao pagamento os acionistas constantes da posição acionária da companhia em 28 de abril de 2023, sendo que a partir de 02 de maio de 2023 as ações serão negociadas na bolsa de valores “ex-direito” aos dividendos.

Hospital Mater Dei (MATD3)

O Hospital Mater Dei aprovou pagamento de dividendo mínimo obrigatório pela companhia, relativo ao resultado apurado no exercício social findo em 31 de dezembro de 2022, no montante total de R$ 24,5 milhões, equivalente a R$ 0,06434456884 por ação ordinária de emissão da companhia.

Terão direito ao dividendo declarado as pessoas inscritas como acionistas da Companhia na data-base de 28 de abril de 2023.

As ações da companhia serão negociadas ex-dividendos a partir de 02 de maio de 2023, primeiro dia útil posterior à realização da AGOE.

O pagamento dos dividendos será realizado à vista e, em moeda corrente nacional no dia 10 de maio de 2023.

Desktop (DESK3)

A Desktop aprovou o pagamento de dividendos no montante total de R$ 2,3 milhões, e valor bruto de R$ 0,01978157684 por ação ordinária de emissão da companhia.

Farão jus ao recebimento dos dividendos os acionistas titulares de ações de emissão da companhia registrados como tal ao final do dia 29 de abril de 2023, data de realização da AGOE.

As ações da companhia passarão a ser negociadas ex-dividendos a partir de 02 de maio de 2023.

O pagamento dos dividendos será realizado até 30 de dezembro de 2023.

CSN Mineração (CMIN3)

A CSN Mineração (CMIN3) informa que, considerando que aprovou ontem, em Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária, a distribuição de dividendos referente ao exercício findo em 31 de dezembro de 2022, no valor de R$ 1.401.391.368,66.

Do valor total dos dividendos declarados, R$ 681.754.681,84 foram pagos aos acionistas em 21 de novembro de 2022, a título de juros sobre capital próprio (JCP), e R$ 87.724.362,47 serão pagos até 31 de maio de 2023, também a título de juros sobre capital próprio (JCP). Assim, há um saldo a ser distribuído aos acionistas no montante de R$ 631.912.324,35.

A empresa informou que o saldo dos dividendos, no valor de R$ 631.912.324,35, correspondendo ao valor bruto de R$ 0,11520023521 por ação, estará disponível aos acionistas residentes no Brasil até 31 de dezembro de 2023, sem atualização monetária, em seus domicílios bancários.

CSN (CSNA3)

Os acionistas da CSN (CSNA3) aprovaram a distribuição de R$ 1.554.059.746,09 em dividendos, em garantia referente ao exercício do ano passado, acrescidos do valor de R$ 788.693.000,11 decorrentes da reversão por receita de juros sobre capital próprio (JCP).

Deste montante, R$ 700 milhões de reais já haviam sido declarados pelo conselho de administração em reunião realizada em dezembro de 2022, na forma de JCP, como antecipação do dividendo mínimo obrigatório, e serão pagos até 31 de maio deste ano.

Adicionalmente, foi aprovada a distribuição de dividendos no montante de R$ 836.854.548,00 à conta de reserva de lucros, correspondente ao valor de R$ 0,63106731615 por ação, que serão pagos até o dia 31 de dezembro deste ano.

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária na última sexta-feira (28).

O saldo dos dividendos, no valor de R$ 777.145.451,90, equivalente ao valor de R$ 0,58604102195 por ação por ação, serão pagos pela siderúrgica até 31 de dezembro deste ano.

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária na última sexta-feira (28).

Americanas (AMER3)

A Americanas (AMER3) informou nesta segunda-feira (1º) em fato relevante ao mercado que recebeu pedido de renúncia de José Timotheo de Barros, diretor que estava afastado de suas funções desde fevereiro, em meio às investigações do rombo contábil revelado pela companhia no início do ano.

Barros era diretor de lojas físicas, logística e tecnologia da varejista. Além dele, a Americanas também havia afastado de seus cargos em fevereiro Anna Saicali, que comandava a Ame Digital, e Marcio Cruz, diretor de digital, consumo e marketing.

Os três faziam parte do mais alto escalão da companhia.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A estatal brasileira Petrobras abandonou um plano de vender sua participação de 44% em um promissor projeto offshore de gás que compartilha com a colombiana Ecopetrol no país andino, disse um executivo da Petrobras em uma conferência de energia em Houston na segunda-feira.

A Petrobras e a Ecopetrol anunciaram no ano passado uma descoberta de gás natural no poço de águas profundas Uchuva-1, no bloco Tayrona, a 32 quilômetros da costa da Colômbia. A empresa brasileira dois anos antes havia colocado sua participação à venda após maus resultados de exploração em um poço anterior, Orca-1.

A Petrobras opera o bloco Tayrona, que deverá fornecer a primeira produção de gás da Colômbia em campos de águas profundas em 2026, conectando-se à infraestrutura próxima, de acordo com as projeções da Ecopetrol.

“Não mais”, disse Carlos Travassos, diretor de desenvolvimento de produção da Petrobras, quando questionado sobre os planos de vender a participação da empresa na Tayrona.

“Vimos a relevância disso”, disse ele, à margem da Offshore Technology Conference.

(com Reuters)