Argentina está se aproximando da sustentabilidade fiscal, diz Janet Yellen

Em reunião com o ministro da Economia argentino, Luis Caputo, secretária do Tesouro dos EUA disse que governo de Javier Milei herdou uma grande tarefa de estabilização, mas que obteve avanços

Reuters

A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, na reunião do G20, em São Paulo (Reuters/Carla Carniel)

Publicidade

São Paulo (Reuters) – A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, reuniu-se com o ministro da Economia da Argentina, Luis Caputo, nesta quinta-feira (29), saudando o que ela chamou de “medidas importantes” do governo de Milei para restaurar a sustentabilidade fiscal, ajustar a taxa de câmbio e combater a inflação.

“Não há dúvida de que este foi, e continuará sendo, um período de transição econômica difícil para o povo argentino”, disse Yellen em sua primeira reunião com Caputo. Ela disse que proteger os mais vulneráveis durante a transição seria de vital importância.

Yellen, a última de uma série de autoridades dos EUA a se reunir com autoridades argentinas desde que o presidente do país, Javier Milei, assumiu o cargo, elogiou Caputo por sua liderança.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“O governo de Milei herdou uma tarefa de estabilização muito grande, mas já tomou algumas medidas importantes para restaurar a sustentabilidade fiscal, ajustar a taxa de câmbio e combater a inflação”, disse ela.

Yellen afirmou que viu muitas áreas para colaboração entre os EUA e a Argentina em questões importantes na agenda durante a reunião desta semana de autoridades financeiras do Grupo das 20 principais economias. Ela disse que esperava um “relacionamento ativo e construtivo” entre o Tesouro dos EUA e o ministério de Caputo.