Upside de até 25,5%

Após lucro recorde e resultados acima do esperado no 2º tri, XP e Bradesco BBI elevam preço-alvo para Vamos; ação sobe 3,7%

Para os analistas, resultados vieram sólidos no período, o que levou a revisões para cima nas projeções das casas

SÃO PAULO – O Grupo Vamos (VAMO3), de locação de caminhões e equipamentos do grupo Simpar (ex-JSL), divulgou seus resultados referentes ao segundo trimestre de 2021.

No período, a empresa registrou lucro recorde de R$ 100 milhões, alta de 154,8% ante igual período do ano passado.

A receita líquida também dobrou, a R$ 665,6 milhões, ante R$ 329,9 milhões registrados no segundo trimestre de 2020.

Entre os principais destaques do balanço, a XP cita ainda a combinação “impressionante” de crescimento de receita com expansão de margem da companhia.

No trimestre, a frota operacional média cresceu 24% na base anual, para 17,2 mil veículos, com margem de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de aluguel de 79,4% (alta de 4,7 pontos percentuais na comparação anual).

A frota total, por sua vez, atingiu 18,4 mil ativos alugados, aumento de 33,4%, impulsionada principalmente pelo forte crescimento de caminhões (somando 15,4 mil unidades) e pelas máquinas, com cerca de 3 mil unidades.

Já a receita líquida da concessionária cresceu duas vezes, para R$ 665,6 milhões na base anual.

De acordo com a XP, os resultados vieram sólidos no período, acima das estimativas, implicando uma melhora nas projeções dos analistas da casa.

Neste cenário, a XP introduziu um novo preço-alvo para as ações VAMO3 em 2022 de R$ 87, ante estimativa de R$ 53 por ação em 2021 – o que implica potencial de alta de 21% ante o fechamento desta quarta.

PUBLICIDADE

A XP também atualizou suas estimativas de lucro líquido em cerca de 27% para o período de 2021 a 2023.

Segundo os analistas, o otimismo com a empresa é justificado pelo fato de o mercado de aluguel de caminhões no Brasil ser ainda inexplorado; pela posição de liderança da companhia, permitindo vantagens competitivas; bem como pelo modelo de negócios resiliente devido ao perfil de longo prazo dos contratos de aluguel da Vamos.

Um dos principais pilares da tese de investimento da XP em Vamos é o forte potencial de crescimento decorrente de um mercado de aluguel de caminhões ainda inexplorado no país, com apenas 1% de penetração no mercado.

“Observamos que a Vamos não só vem sendo bem sucedida em ser pioneira neste mercado (com expectativa de crescimento de 27% na frota de caminhões em 2021), mas também vem adicionando crescimento inorgânico de forma estratégica (ex: Monarca e Fendt, adicionando à rede pré-existente da Vamos de concessionárias de máquinas; BMB, verticalizando a customização do caminhões”, escreve o time de análise.

Além disso, apesar do forte desempenho de VAMO3, a XP continua a ver o valuation da companhia como atrativo.

Em relatório intitulado “Alto crescimento e retornos que devem persistir nos próximos trimestres”, o Bradesco BBI também teve uma visão positiva sobre os resultados da Vamos no último trimestre e elevou seu preço-alvo estimado para os papéis da companhia de R$ 73 para R$ 75 – o que implica upside de 4,37% em relação ao fechamento desta quarta-feira.

Segundo o Bradesco, que tem recomendação outperform (acima da média do mercado) para as ações VAMO3, a empresa de locação de caminhões continua a surpreender positivamente o mercado com seu forte crescimento de volume e sólida execução do time de gestão.

“Esse ritmo acelerado de crescimento deve permitir à empresa alavancar em ganhos de escala e diversificação de portfólio para entregar margens de rentabilidade crescentes”, escrevem os analistas.

PUBLICIDADE

Nesta quarta-feira (28), os papéis VAMO3 encerraram o pregão com alta de 3,69%, a R$ 71,86. Na máxima do dia, as ações chegaram a subir 5,6%, a R$ 73,20.

Transformar a Bolsa de Valores em fonte recorrente de ganhos é possível. Assista a aula gratuita do Professor Su e descubra como.