É hoje?

Após ficar a um ponto de superar 20 mil pontos, Dow Jones perde força e adia quebra de recorde

Após recordes sucessivos com a vitória de Donald Trump, índice voltou a ser aproximar da barreira psicológica dos 20 mil pontos

SÃO PAULO – O índice Dow Jones, um dos mais importantes dos Estados Unidos, ficou a um ponto de bater a marca dos 20 mil pontos nesta sexta-feira (6). Após sucessivos recordes impulsionados pela vitória de Donald Trump, o índice acumula valorização de cerca de 9% desde a vitória do republicano, em novembro. Desde então, o mercado entrou em clima de “contagem regressiva” para o rompimento da barreira psicológica. O índice passou boa parta da tarde a menos de 15 pontos da marca, mas acabou fechando em 19.963 pontos.

Após fechar em 19.899 pontos na véspera, o benchmark da bolsa dos Estados Unidos subiu no pregão desta sexta impulsionado por dados de emprego de dezembro divulgados no fim da manhã. O payroll apontou a criação de 156 mil postos de trabalho e uma taxa de desemprego em 4,7%. Os dados foram bem avaliados pelo mercado.

Se ultrapassar os 20 mil pontos nos próximos dias, este será o segundo avanço mais rápido de mil pontos registrado pelo índice desde que foi criado em 1896, segundo o Market Watch. O Dow Jones alcançou os 19 mil pontos em 22 de novembro. O salto mais rápido ocorreu entre os 13 mil e os 14 mil pontos, que levou 59 pregões, entre o fim de março e o início de julho de 2007.

PUBLICIDADE

O portal norte-americano destaca, porém, que saltos de mil pontos ficam cada vez mais fáceis para o índice, uma vez que este volume de pontos representa cada vez menos da pontuação total do índice. Por exemplo, para sair dos 1 mil para os 2 mil pontos, o índice precisou avançar 100%. Quando passou de 10 mil para 11 mil pontos, a alta necessária foi de 10%. Agora, dos 19 mil para os 20 mil pontos, o benchmark da Bosla de Nova York necessitará subir 5,3%.