Analistas comentam com otimismo possível venda das ações da Cosan Limited

Analistas reiteram visão positiva e classificam ações como "acima da média"; Citi recomenda compra para Cosan S.A.

SÃO PAULO – A Cosan Limited anunciou que poderá vender até 5,5 milhões de ações ordinárias classe A nos próximos 12 meses, após a aprovação de um planejamento societário feito pelo seu grupo controlador.

A notícia surpreendeu o mercado na última sessão e as ações da empresa não teve boa performance na Bolsa de São Paulo. Nesta quinta-feira, a trajetória não é tão diferente, e, enquanto os papéis da ofertante avançam 1,47% (CZLT11), as ações da Cosan caem quase 0,72% (CSAN3).

Os analistas financeiros comentaram a possível venda de ações e, de maneira geral, tentaram despreocupar os investidores: tanto a equipe do Citigroup, quanto a da Itaú Corretora reiteraram uma perspectiva positiva para a empresa sucroalcooleira.

Cosan S.A.

Na opinião do Citigroup, o plano não deverá trazer grandes impactos às ações, às estratégias ou ao valuation da Cosan S.A. “Diante disso, nós mantemos a recomendação de compra para os papéis da empresa”, informou o banco.

O Citi ainda fez questão de enfatizar que nenhuma ação classe B está sendo vendida no plano aprovado e que o controle da Cosan Limited continuará nas mãos de Rubens Ometto Silveira Mello.

Cosan Limited

A análise do Itaú também sinalizou otimismo e o grupo decidiu manter a recomendação “outperform” (acima da média) para as ações da Cosan Limited. “Nós achamos que o mercado reagiu de forma exagerada ao anúncio, uma vez que a quantidade não é tão representativa em relação ao total detido pela empresa”.

De acordo com a equipe, a reação do mercado ocasionou, na verdade, um bom ponto de entrada entre os papéis da Cosan Limited, devido ao hiato em relação às ações da Cosan S.A. “O intervalo entre elas chegou a 39%, enquanto por valor justo, essa diferença seria apenas de 6%”.