Alpargatas (ALPA4): anúncio de novo CEO já era esperado e deve ajudar no processo de recuperação

Conselho de Administração elegeu Liel Miranda, ex-CEO da Mondelez Brasil, para ocupar a posição de CEO da companhia

Felipe Moreira

Publicidade

O Conselho de Administração da Alpargatas (ALPA4) elegeu na última quarta-feira (14) Liel Miranda, ex-CEO da Mondelez Brasil, para ocupar a posição de presidente da companhia.

Ele substituirá Luiz Fernando Edmond, que ocupava a presidência da Alpargatas interinamente desde que Roberto Funari anunciou sua saída em abril.

O Bradesco BBI avalia o anúncio do CEO como positivo, pois a empresa definiu todos os principais cargos de gestão rumo a 2024, que deve ser um ano chave para inversão de marcha operacional da Alpargatas.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“A transição no cargo de alta administração já era esperada, pois Luiz Edmond foi nomeado CEO interino em abril de 2023, e a previsão era de permanência por menos de um ano”, destaca analistas do BBI.

Liel Miranda possui vasta experiência em marketing em diversas posições na Sousa Cruz, onde trabalhou durante 27 anos. Além disso, sua sólida experiência em empresas não listadas em diferentes geografias e posições deve ser uma característica fundamental nos esforços para simplificar a Alpargatas e retomar o crescimento.

De forma geral, na avaliação do JPMorgan, o anúncio não surpreende, dada a natureza temporária da posição de Edmond. Seu mandato de aproximadamente 10 meses (até fevereiro) está focado na reestruturação dos processos da empresa, desde os industriais até os comerciais, para apoiar os planos de crescimento sustentável e internacionalização. Nesse contexto, o banco não espera movimentos significativos no preço das ações em resposta ao anúncio, especialmente considerando que Edmond permanecerá no conselho para apoiar a transição.

Continua depois da publicidade

Para o Citi, a falta de um papel definitivo de CEO durante uma fase desafiadora e complexa de recuperação tem sido razão fundamental de ceticismo. Diante disso, o banco ainda acredita que o desafio é complexo.

Segundo Citi, a Alpargatas não só precisa reduzir seu portfólio de produtos complexo, mas também precisa revisar estruturalmente seu planejamento de vendas e operações, entre outras ações.

Com uma relação Preço/Lucro de 21 vezes (excluindo a Rothy’s), o JPMorgan reitera classificação neutra e preço-alvo de R$ 8,50.

O BBI e Citi também reiteram recomendação neutra para Alpargatas e preços-alvo de, respectivamente R$ 9 e R$ 8,70.