Desinvestimento

Allos (ALSO3): nova venda de ativos destrava valor e analistas reforçam visão positiva para ações

Companhia vendeu de sua participação de 37% no Santana Parque Shopping e de 75% no Boulevard Shopping Campos por R$ 298 milhões

Por  Felipe Moreira -

A Allos (ALSO3), antiga Aliansce Sonae, anunciou na última segunda-feira (9) a venda de sua participação de 37% no Santana Parque Shopping e de 75% no Boulevard Shopping Campos, pelo valor total de R$ 298 milhões. O movimento marca terceiro anúncio de venda em menos de três semanas.

O pagamento será recebido em parcela única à vista, mediante o cumprimento das condições precedentes e o ganho de capital gerado na operação será integralmente compensado por meio de prejuízos fiscais correntes.

O Bradesco BBI avalia o anúncio como positivo, uma vez que a venda de ativos não essenciais – desta vez Boulevard Shopping Campos e Santana Parque Campos, classificados em 39º e 47º, respectivamente, em termos de receita operacional líquida (NOI, na sigla em inglês), além dos ativos anteriormente vendidos — deve gerar NOI de curto prazo, mas deve principalmente ajudar a melhorar a percepção da qualidade da carteira.

Masterclass
As Ações mais Promissoras da Bolsa
Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

Para BBA, a notícia é positiva porque ressalta a capacidade de desinvestimento da Allos e marca mais um passo na estratégia de reciclagem de ativos da empresa.

Além disso, o negócio foi fechado com um cap rate (taxa de capitalização) de 8,4%, considerando a economia fiscal da transação, ou 9,0% considerando o NOI dos últimos  – ambos abaixo do cap rate de 13,1% implícito no preço atual das ações.

O cenário macro deverá continuar a dar o tom às ações, e analistas notam que a vantagem decorrente da estratégia de reciclagem de ativos pode ser compensada por um aumento contínuo das taxas reais de longo prazo.

O Bradesco BBI reiterou recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado, equivalente à compra) para ações da Allos, com preço-alvo de R$ 30, pois Allos é sua principal escolha entre os shoppings listados no Brasil, devido sua avaliação atrativa, com a empresa sendo negociada a um atraente Preço (P)/fluxo de caixa operacional (FFO) de 8,6 vezes para 2024 e um desconto excessivo de 27% para Multiplan.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Itaú BBA também tem visão otimista com o papel e manteve avaliação equivalente à compra e preço-alvo de R$ 29. O JPMorgan também tem recomendação equivalente à compra (overweight, ou exposição acima da média do mercado) para os papéis da Allos, vendo a notícia como positiva, pois a gestão continua focada em desbloquear valor por meio de vendas de ativos agregados.

Compartilhe