Em mercados / acoes-e-indices

BB aprova plano de reorganização; lucro da Hypera sobe 21%, Vale suspende obras de barragem e mais notícias

Confira os destaques corporativos desta segunda-feira

banco do brasil
(divulgação)

SÃO PAULO - No Radar InfoMoney desta segunda-feira (29) destaque para os resultados de Hypera e Copasa, enquanto após o fechamento sairão os números do Itaú Unibanco. Já a BR Malls confirmou a intenção de venda de participação em sete shoppings, enquanto o Banco do Brasil tomou medidas para reorganização institucional. Confira os destaques do mercado nesta segunda-feira (29):

Banco do Brasil (BBAS3)

O Conselho do BB aprovou um conjunto de ações para reorganização institucional, que inclui transformar 333 agências em postos de atendimento, além de programa Adequação de Quadros, diz o Banco do Brasil em comunicado.

A reorganização institucional terá ações de revisão e redimensionamento da estrutura organizacional do banco nos níveis estratégico (direção geral), tático (superintendências), de apoio (órgãos regionais) e de negócios (agências). Será criada Unidade Inteligência Analítica, que acompanhará o desenvolvimento de técnicas, ferramentas e inovações que utilizam soluções com Inteligência Analítica e Inteligência Artificial.

Serão serão criadas 42 novas Agências Empresas até outubro, transformadas 333 agências em Postos de Atendimento Avançado (PAA) e outros 49 PAAs em agências. A implementação das ações ocorrerá no segundo semestre de 2019. O programa Adequação de Quadros visa otimizar a distribuição da
força de trabalho, equacionando as situações de vagas e de excessos nas unidades do banco, diz o BB.

Os funcionários que reúnam as condições estabelecidas no regulamento poderão aderir a plano de desligamento incentivado. O impacto financeiro do programa será divulgado até o final de agosto “e não altera as projeções divulgadas para 2019”, informou a instituição financeira. 

Itaú Unibanco (ITUB4)

Após o resultado do Bradesco, que levou a uma reação negativa do mercado, a expectativa hoje fica, após o fechamento do mercado, para o balanço do Itaú Unibanco. 

Segundo o consenso da Bloomberg, o lucro líquido ajustado do banco deverá encerrar o segundo trimestre em 7,038 bilhões, o que representaria uma alta de 10,3% na comparação anual.

Para o Brasil Plural, a aceleração do lucro deve ser impulsionada pelo crescimento da margem financeira. O aumento na concessão de crédito, por sua vez, deve crescer cerca de 9,7%, com destaque para pessoa física e pequenas e médias empresas.

Vale (VALE3)

A mineradora Vale informou que decidiu suspender as obras de alteamento que estavam sendo realizadas na barragem Itabiruçu, em Itabira (MG). De acordo com a empresa, a medida foi uma ação preventiva após o projetista do empreendimento identificar alterações no assentamento do terreno. O alerta preventivo também foi enviado no sábado às autoridades locais.

Segundo a Vale, não houve alteração na estabilidade e na segurança da barragem, que, segundo a mineradora, foi construída pelo método a jusante – é a parte de baixo do rio, por onde escoa a água através das comportas ou dos canais extravasores – "considerado o mais seguro".

Em março, a Justiça de Minas Gerais determinou que a Vale suspendesse as atividades em outras duas barragens em Itabira, a dos diques Minervino e Cordão Nova Vista.

Pela decisão, as atividades despertam “preocupação”, sendo recomendável que “qualquer atividade de construção ou vibração nesses locais sejam evitados”.

Na casião, procurada pela Agência Brasil, a Vale disse que os diques Minervino e Cordão Nova Vista possuem declaração de estabilidade, emitida em setembro de 2018, e já encaminhada às autoridades estaduais.

Hypera (HYPE3)

A farmacêutica Hypera registrou uma alta de 21,3% no lucro líquido do segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, somando R$ 336,9 milhões. A empresa informou ainda o lucro das operações continuadas, que foi de alta de 22%, a R$ 340,2 milhões.

Segundo a empresa, a alta do lucro refletiu, principalmente, a redução da taxa efetiva de imposto de renda por conta da declaração de Juros Sobre Capital Próprio no segundo trimestre deste ano, no montante de R$ 161,3 milhões, e o montante de R$ 91,8 milhões relacionado à reversão de parte do passivo fiscal relacionado a créditos tributários.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) das operações continuadas, por sua vez, recuou 16,7%, para R$ 282,8 milhões. A margem Ebitda das Operações Continuadas foi de 29,1% no trimestre, sendo impactada negativamente pela redução da margem bruta e pelos maiores investimentos em inovação, visitação médica e ponto de venda, o que resultou no aumento das despesas com vendas e marketing sobre a receita líquida.

A receita líquida somou R$ 973,5 milhões, um avanço de 5,8%. “Esse crescimento, inferior ao crescimento do sell-out, é resultado principalmente do desempenho da Receita Líquida no 2T18, período em que a companhia não praticava a política comercial atual que busca o alinhamento do crescimento da receita líquida com o do sell-out. É importante mencionar que o montante nominal das vendas da Companhia no trimestre (sell-in), foi semelhante ao sell-out”, destacou.

Em relatório, o Bradesco BBI destaca que, embora não tenham ocorrido ajustes significativos no segundo trimestre, como ocorreu no primeiro trimestre, os resultados da Hypera Pharma ainda não são completamente comparáveis devido a um descasamento de “sell-in / sell-out”.

O BBI ressalta os ganhos de fatia de mercado que a empresa vem adquirindo, mas pondera que, diante da pressão de margem sobre o marketing, não é possível ter certeza se a alta da receita ocorrerá à custa de margens ou se a rentabilidade aumentará naturalmente. A instituição manteve a recomendação Neutra, com um preço-alvo de R$ 30,00. 

BR Malls (BRML3)

A BR Malls informou, em esclarecimento sobre notícia divulgada pelo Jornal O Globo, na coluna do Lauro Jardim, que está em tratativas avançadas, para a venda de sua participação integral em sete shoppings, dentre eles, os Shoppings Ilha Plaza e Osasco Plaza Shopping. A empresa acrescentou, porém, que não existem documentos vinculantes com fundo imobiliário administrado pela BTG Pactual.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações

“A transação faz parte da estratégia de portfólio da companhia, que considerando a escala relevante e diversidade dos seus ativos, decidiu concentrar seu foco de atuação, priorizando shoppings de maior porte, dominantes e em mercados de grande potencial de consumo”, acrescentou no comunicado. A Companhia informa que, quando da assinatura de documentos vinculantes, realizará a devida divulgação aos acionistas e ao mercado em geral.

Petrobras (PETR3;PETR4)

O jornal O Globo destaca que o governo pretende leiloar blocos de petróleo e gás natural além dos limites de 370 km da plataforma continental do Brasil. Enquanto espera decisão da ONU para ampliar o limite para 650 km, o país usará precedente aberto no Canadá para oferecer nos próximos dois anos a exploração à iniciativa privada.

O maior interesse é na região próxima à bacia de Santos, chamada de “espelho do pré-sal”, que poderia ampliar as reservas brasileiras em 50%, acrescenta a reportagem do Globo.

Já o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, determinou a suspensão da tramitação na Justiça do Trabalho de ação em que a Petrobras foi condenada ao pagamento de diferenças salariais relativas à remuneração mínima por nível e região (RMNR). A decisão do ministro foi proferida na Reclamação (RCL) 36056, ajuizada pela Petrobras.

Segundo informações do STF, em junho de 2018, o Tribunal Superior do Trabalho (TST), no julgamento de incidentes de recursos repetitivos, definiu critérios para a base de cálculo da parcela. Os efeitos dessa decisão foram suspensos em julho do mesmo ano pelo ministro Dias Toffoli, então vice-presidente do STF no exercício da Presidência.

A cautelar foi ratificada pelo relator da petição, ministro Alexandre de Moraes, que estendeu seus efeitos para alcançar também as ações rescisórias. Em notícia publicada pelo STF, em 21 de junho, Moraes destacou que a questão da RMNR se reproduz em milhares de ações, “o que dá contornos bilionários aos valores em disputa”.

Copasa (CSMG3)

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) apresentou um lucro líquido de R$ 119 milhões no segundo trimestre deste ano, uma alta de 8,1%. O Ebitda somou R$ 346 milhões, alta de 0,6%. Já a margem Ebitda recuou de 32,5% para 31%.

A receita líquida avançou 6,6%, para R$ 1,086 bilhão. O número de economias (unidades consumidoras) de água da controladora apresentou elevação de 1,2% nos últimos 12 meses. Já o número de economias de esgotamento sanitário mostrou incremento de 3,5% no mesmo período. 

Para o Itaú BBA, os resultados da Copasa foram neutros, com Ebitda estável e em linha, o que não deverá pesar sobre o preço das ações no pregão de hoje. Segundo a análise, o crescimento de volume de 0,5% foi melhor do que o esperado, que era de queda de 1%, foi compensado por despesas de royalties maiores do que o esperado.

“A empresa também continua com sua tendência de redução de inadimplência, com 3,6% da receita bruta reportada, caindo de 3,8% no último trimestre e abaixo de nossa projeção de 5,7% para o trimestre”, destacou o Itaú BBA, manteve a recomendação de “Outperform”, com preço-alvo de R$ 72,00.

BRF (BRFS3)

A Citi rebaixou a recomendação da BRF para venda, de acordo com informações da Bloomberg.

Também sobre frigoríficos, o jornal Valor Econômico informa que a China deu sinais de que a autorização para que mais frigoríficos possam exportar carnes aos país asiático pode ser concedida em dez dias, segundo o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Marcos Montes. À publicação, ele afirmou ser grandes as chances de que 30 unidades sejam habilitadas, entre abatedouros de bovinos, suínos e aves. A auditoria, por parte dos chineses, vem sendo testada por meio de videoconferências, para agilizar o processo.

Braskem (BRKM5)

O Morgan Stanley retomou a cobertura de Braskem com recomendação “Underweight” e preço-alvo de R$ 34,50. Segundo os analistas, Bruno Montanari e Guilherme Levy, as ações da companhia foram negociadas sem uma referência de avaliação apropriada durante a maior parte dos últimos doze meses, dadas as negociações com a LyondellBasell. “Em nossa opinião, no entanto, a ação ainda reflete um prêmio residual de algum evento corporativo que não é baseado em nada que possa se desdobrar no futuro próximo”, destacam os analistas.

Segundo o documento, o mercado ainda está se ajustando às expectativas de spread petroquímico mais baixas no curto e médio prazo, enquanto a recente adição de capacidade de polietileno - especialmente de produtores americanos de baixo custo - ainda está sendo digerida em meio a expectativas de demanda enfraquecidas. Para o Morgan Stanley, diante da chance de que o ciclo “demorar mais para virar”, podem ocorrer revisões no lucro da companhia.

Entre os fatores de risco, eles destacam as preocupações com a questão ambietal em Alagoas, as ADR na NYSE, preocupações com fornecimento de etano no México e a potencial remoção de tarifas de importação e outros subsídios no Brasil.

Marfrig (MRFG3)

A coluna do Broadcast informa que a Marfrig prepara-se para captar US$ 500 milhões em títulos de dívida em greenbonds. Segundo a Bloomberg, a companhia prepara a emissão para esta segunda-feira.

Banco Inter (BIDI11)

Segundo a Coluna do Broadcast, a demanda pelas ações do Banco Inter chegou a uma vez a oferta A expectativa é de que a oferta subsequente seja concluída hoje.

Triunfo (TPIS3)

A concessionária Triunfo informou que o Diário Oficial do Paraná divulgou a Resolução Homologatória nº 007/2019, com o reajuste anual da tarifa básica de pedágio nas praças de Jataizinho e Sertaneja. A nova tarifa entrará em vigor a partir de 0h do dia 28 de julho de 2019 e representa a variação da inflação no período de 12 meses encerrado em novembro de 2018, correspondente a 7,8%.

A Companhia esclarece que os valores cobrados continuam reduzidos em 25,77%, decorrente de decisão judicial proferida nos autos da Ação Civil Pública de Improbidade Administrativa, conforme Fato Relevante publicado em 5 de julho deste ano.

 

(com Bloomberg, Agência Estado e Agência Brasil) 

 

Contato