Em mercados / acoes-e-indices

Destravou: Ibovespa engata alta e dólar cai 1% com fala do presidente do Fed de NY

Mercado tem seu primeiro pregão com mais volatilidade na semana que precede o início da temporada de resultados

ações índices gráfico alta bolsa mercado
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa engata alta nesta quinta-feira (18) e finalmente sai do movimento lateral que teve durante toda a semana, que precede o início da temporada de divulgação de resultados das empresas. 

A guinada otimista que tomou conta dos investidores veio das falas do presidente do Federal Reserve de Nova York, John Williams, que disse ser "melhor tomar medidas preventivas do que esperar para que o desastre aconteça."

Às 15h53, o principal índice da B3 tinha ganhos de 0,8% a 104.681 pontos. Enquanto isso, o dólar comercial cai 0,86% a R$ 3,7282 na compra e a R$ 3,7294 na venda. O dólar futuro com vencimento em agosto recua 0,9% a R$ 3,733. 

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 cai quatro pontos-base a 5,53%, ao passo que o DI para janeiro de 2023 recua dois pontos-base a 6,35%. 

Williams destacou que os bancos centrais devem se mover rapidamente nesta era de baixas taxas de juros quando veem sinais de problemas na economia. Williams é considerado um membro do Fed de postura mais neutra, o que dá um peso maior às suas declarações. 

Com isso, ficam fortalecidas as expectativas de que o Fed corte os juros na próxima reunião, que ocorre nos dias 30 e 31 de julho, e o ritmo pode ser ainda maior que o já precificado 0,25 ponto percentual. Devem ser revividas as apostas de pelo menos meio ponto de queda na taxa básica dos EUA. 

As notícias envolvendo o presidente do Fed foram tão comemoradas no mercado que ofuscaram as falas do presidente norte-americano, Donald Trump, de que o acordo para encerrar a guerra comercial com a China não caminha bem. 

O cenário externo domina o noticiário hoje principalmente porque o principal fato que os investidores esperavam no Brasil, o anúncio oficial da liberação dos saques do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS), foi adiado. 

Segundo o ministro da Casa-Civil, Onyx Lorenzoni, o anúncio ficará para a próxima semana. Ele disse que os detalhes técnicos ainda estão sendo ajustados pela equipe econômica e isso motivou o atraso. 

Além dos saques das contas ativas do FGTS, o governo deve liberar o acesso a contas inativas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

Noticiário Corporativo

A Vale (VALE3) informou que sua subsidiária Mineração Rio do Norte (MRN) teve emitidas as Declarações de Condição de Estabilidade de todas as suas estruturas operacionais em março de 2019, conforme novos parâmetros e seguindo as novas regulamentações do poder público, em especial da Agência Nacional de Mineração (ANM).

Em junho de 2019, 11 estruturas localizadas em Oriximiná (Pará, Brasil) foram reclassificadas como de maior dano potencial associado.

O Valor destaca que o governo poderá manter uma “Golden share” na Eletrobras (ELET6), dentro do processo de privatização da companhia. A ação especial, que possibilita poderes especiais ao seu detentor, poderia facilitar a tramitação do projeto de lei de venda do controle da elétrica no Congresso, a partir da sua capitalização.

O Estadão traz que a China inspecionará quatro frigoríficos brasileiros de aves e suínos na próxima sexta-feira, 19, por meio de videoconferência. Funcionários do Ministério da Agricultura brasileiro farão transmissões, a partir das fábricas, para a China.

O Brasil enviou à China uma lista de 30 unidades frigoríficas para serem habilitadas a exportar para o país - entre unidades de abate de bovinos, suínos e frangos.

A China escolheu uma dessas unidades e associações brasileiras ligadas ao setor de proteína animal, outras três. Espera-se que a resposta do país asiático - em forma de liberação para exportação ou não - seja rápida. A China está ampliando as importações de carnes por causa da peste suína africana, que vem assolando seus plantéis.

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 ESTC3 ESTACIO PARTON 33,48 +4,95 +44,27 144,40M
 KROT3 KROTON ON 12,56 +4,67 +42,85 137,29M
 SBSP3 SABESP ON 53,87 +4,24 +71,02 110,40M
 RAIL3 RUMO S.A. ON 22,56 +2,50 +32,71 72,75M
 SANB11 SANTANDER BRUNT EJ 47,96 +2,48 +17,45 66,68M

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 CIEL3 CIELO ON 6,75 -2,88 -20,38 107,11M
 CVCB3 CVC BRASIL ON 49,17 -2,17 -19,59 84,47M
 IRBR3 IRBBRASIL REON 89,58 -1,99 +10,12 151,05M
 IGTA3 IGUATEMI ON 48,75 -1,42 +19,84 89,29M
 SMLS3 SMILES ON 37,13 -1,33 -8,90 28,35M
* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)

Noticiário Econômico

A liberação dos recursos de contas ativas e inativas do FGTS pode contribuir para que o Produto Interno Bruto (PIB) cresça cerca de 1,1%, informa o jornal O Estado de S.Paulo. A previsão atual, sem essa medida, é de alta de 0,8%.

Para analistas, o impacto sobre o consumo deverá ser maior agora na comparação com 2017, quando o governo do presidente Michel Temer liberou R$ 44 bilhões de contas inativas. Na ocasião, cerca de 40% dos recursos foram usados para o pagamento de dívidas.

O Globo ressalta que o volume de empréstimos para o financiamento da casa própria não deve ser afetado, segundo o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), José Carlos Martins.

“Eles disseram (integrantes do governo) que vão liberar recursos de um lado, mas compensar de outro. Ainda não sei detalhes, mas tivemos o compromisso de que os recursos para o financiamento da casa própria não serão afetados”, afirmou, ressaltando que do total de R$ 78 bilhões do orçamento do FGTS, R$ 69 bilhões serão destinados ao setor da habitação.

Os R$ 42 bilhões – previstos inicialmente - de recursos que podem ser sacados do FGTS seriam suficientes para a construção de aproximadamente 420 mil moradias populares no País, ao custo de R$ 100 mil cada.

Esse montante equivale a aproximadamente um ano de Minha Casa Minha Vida (MCMV), de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc). "Com menos recursos, serão construídas menos casas e não vamos conseguir reduzir o déficit habitacional”, diz o presidente da Abrainc, Luiz França.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

O jornal Valor Econômico pontua que o governo estuda duas alternativas para os saques. Uma atingiria igualmente contas ativas e inativas, com porcentuais escalonáveis, conforme o saldo da conta do trabalhador, mas que implicaria na retenção dos recursos em caso de demissão sem justa causa.

Segundo a publicação, o acesso parcial ao dinheiro das contas ativas poderia ser uma espécie de 14º salário e permanente, repetindo-se uma vez por ano. A outra proposta contemplaria apenas as contas inativas.

O Valor destaca ainda que o Ministério da Economia vai propor, na tramitação da reforma tributária a recriação do Imposto sobre transações financeiras (ITF), com alíquota de 0,60%. A ideia é que o novo impostos substitua todos os tributos federais, com exceção do imposto de renda.

A porcentagem é superior à da antiga CPMF, de 0,38%, que incidia sobre transações financeiras até o final de 2007, e cuja prorrogação foi rejeitada pelo Congresso em 2007.

Segundo o Valor, o ministro Paulo Guedes rechaça a comparação com a CPMF, argumentando que o novo imposto não eleva a carga tributária, mas simplifica as regras de funcionamento do regime.

O tributo substituiria os encargos previdenciários na folha de pagamento, por isso seria necessária a alíquota de 0,3% nas duas pontas da transação.

No entanto, o novo imposto poderia subir e ficar com alíquota de 0,84%, para extinguir também a CSLL. Guedes é favorável também a um imposto único federal, no lugar do IPI, PIS e Cofins.

 

Contato