Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa Futuro opera estável à espera de fala do Fed e dados dos EUA

Mercado mantém tendência de lateralização na semana que fica marcada pela escassez de notícias

ações

SÃO PAULO - O Ibovespa Futuro abre em leve alta nesta terça-feira (16) após fechar praticamente estável na véspera. Com o segundo turno da votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados previsto só para agosto, os investidores olham para a forte agenda econômica nos Estados Unidos, que tem vendas no varejo, produção industrial e fala do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, às 14h (horário de Brasília).

Às 9h12, o contrato futuro do Ibovespa para agosto tinha leve baixa de 0,1% a 104.600 pontos, enquanto o dólar futuro com mesmo vencimento subia 0,05% a R$ 3,764. 

Ontem, analistas disseram ao InfoMoney que esperam uma lateralização do índice ao longo da semana por conta da escassez de notícias. Na semana que vem a volatilidade deve ser retomada graças à temporada de divulgação dos resultados trimestrais das empresas. 

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 sobe um ponto-base a 5,58%, ao passo que o DI para janeiro de 2023 cai um ponto-base a 6,32%. 

Às 11h haverá posse de Gustavo Montezano no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES). Montezano terá os desafios de "abrir a caixa preta do BNDES" como defende o presidente Jair Bolsonaro, e ajudar o ministro da Economia, Paulo Guedes, a tocar seu programa de privatizações. 

O BNDES tem mais de R$ 111 bilhões em participações em empresas

Lá fora, o minério de ferro crava máxima em cinco anos com a retomada lenta da oferta e a produção recorde na China. Os contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian têm alta de 2,38%, cotados a 905,00 iuanes, equivalentes a US$ 131,60 (nas últimas 24 horas).

Noticiário Corporativo

A Vale e o Ministério Público do Trabalho de Minas Gerais assinaram ontem um acordo para o encerramento da fase de conhecimento da Ação Civil Pública, em razão das consequências do desastre de Brumadinho, em 25 de janeiro. O acordo atinge famílias de 242 pessoas, que devem receber cada R$ 700 mil. A Vale irá depositar em juízo dia 06 de agosto o valor de R$ 400 milhões a título de dano moral coletivo.

O acordo ainda determinou a liberação do valor de R$ 1,6 bilhão inicialmente bloqueado da Vale. A partir de agora, os familiares dos trabalhadores vítimas do rompimento da barragem poderão se habilitar para receber reparação, iniciando a execução do acordo individual, observando-se premissas individuais.

A Petrobras informou ontem à noite o início da fase não vinculante referente à primeira etapa da venda de ativos em refino e logística associada no país, que inclui as refinarias Abreu e Lima (RNEST) em Pernambuco, Landulpho Alves (RLAM) na Bahia, Presidente Getúlio Vargas (REPAR) no Paraná, e Alberto Pasqualini (REFAP) no Rio Grande do Sul.

Em recuperação judicial, a operadora de telefonia Oi irá apresentar a investidores hoje os detalhes do novo plano estratégico, durante teleconferência, às 10h00.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

 

Contato