Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa fecha acima de 97 mil pontos e dólar cai a R$ 3,85 com otimismo no exterior

Mercado teve leve otimismo um dia após vitória do governo na Câmara seguindo as fortes altas das bolsas norte-americanas

Ações gráfico
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa fechou em leve alta nesta terça-feira (4) pegando carona no otimismo que prevaleceu nas bolsas internacionais. Os índices S&P 500 e Dow Jones dos Estados Unidos subiram 2,14% e 2,06% respectivamente, ao passo que o Nasdaq – benchmark das ações de empresas de tecnologia – recuperou-se do tombo da véspera e disparou 2,65%. 

A principal razão para o otimismo dos mercados foi o aceno dovish (mais afeito a relaxamento monetário) do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell. O chairman do banco central dos EUA disse que o Fed vai agir como apropriado para sustentar a expansão da economia.  

Com isso, o principal índice da B3 terminou o pregão em leve alta de 0,37% a 97.380 pontos, com volume financeiro negociado de R$ 14,492 bilhões. Enquanto isso, o dólar comercial caiu 0,83% a R$ 3,8563 na compra e a R$ 3,8567 na venda. O dólar futuro para julho tem queda de 0,72% a R$ 3,866.

Segundo o sócio da Novus Capital, Luiz Eduardo Portella, a única coisa que freou o ímpeto comprador hoje foi um movimento de mais fraqueza para as ações de países emergentes. "Estamos devolvendo as altas recentes. Ontem, o pregão já acabou com perspectivas positivas de que a [Medida Provisória] MP 871, do combate às fraudes na Previdência, iria passar", avalia. 

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 fica estável a 6,40%, ao passo que o DI para janeiro de 2023 avança um ponto-base a 7,33%. 

No cenário doméstico, hoje foi dia de comemorar a aprovação da MP 871, que deve trazer uma economia de quase R$ 10 bilhões aos cofres públicos ao frear fraudes cometidas no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Havia ontem temores de que não fosse atingido quórum para votar a MP, uma vez que segunda-feira costuma ser um dia vazio no Congresso.

O prazo máximo para a votação da medida era ontem e a votação se deu no último minuto, mas por placar expressivo (55 votos a favor e apenas 12 contra), o que é bom para o governo. 

Para viabilizar a aprovação da matéria no último dia de sua validade, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), convocou uma sessão deliberativa – quando as sessões normalmente são destinadas a discursos, sem discussão ou votação de projetos.

Muito se fala também da intenção do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de votar ainda este mês a reforma da Previdência. Também isso será um desafio, já que tem festa junina e é tradição que deputados de alguns estados do Norte e Nordeste, além de Minas Gerais, voltem às suas bases no período. 

Fed

De acordo com Powell, usar a política monetária para impulsionar a inflação pode causar riscos de excesso no mercado. "O Fed leva a sério os riscos impostos por quedas na inflação", destacou. No entanto, Powell ressaltou que a economia está crescendo, o desemprego está baixo e a inflação estável.

No exterior, uma série de falas de membros do Fed deram o tom. Além de Powell, Charles Evans, presidente do Fed de Chicago, John Williams, presidente do Fed de Nova York, e Lael Brainard, diretora do Fed, deram declarações hoje. Todos eles têm direito a voto nas decisões de política monetária e vieram a público em um momento no qual os yields (taxas) dos treasuries (títulos públicos dos EUA) projetam até três quedas na taxa de juros este ano. 

Esse movimento é causado pelas preocupações de que a guerra comercial dos Estados Unidos com a China e o México possam causar uma recessão na maior economia do mundo. Tudo isso enquanto ações de empresas de alta tecnologia como Apple, Amazon, Alphabet (dona do Google) e Facebook desabam na bolsa de NY por conta da iniciativa do governo norte-americano de abrir investigações contra supostas práticas anticompetitivas no setor. 

Noticiário corporativo

Entre os destaques corporativos, a varejista online Netshoes informou que o conselho da companhia decidiu que fará uma Assembleia Geral Extraordinária no dia 14 de junho para deliberar sobre a aprovação da proposta da rede de varejo Magazine Luiza (MGLU3).

Em relação à proposta da Centauro (CNTO3), o comunicado afirma que, “após exame e análise” da proposta, foi concluído que a proposta “não fornece garantias suficientes em relação à situação financeira” da Netshoes e que não se constitui como proposta superior à da Magalu.

A empresa de alimentos BRF (BRFS3) informou ontem à noite que concluiu hoje a venda para a Tyson Foods a totalidade de sua participação na Europa e na Tailândia. Os ativos em questão são unidades de processamento de alimentos e abate de aves, por um valor de US$ 377,042 milhões. Dessa forma, a companhia destaca que conclui as vendas previstas no seu plano de reestruturação anunciado em junho do ano passado.

A Coluna do Broadcast do Estadão diz que o pedido de recuperação judicial da Odebrecht S.A. está mais perto do que se esperava, com a Caixa e o Votorantim indicando que podem executar empréstimos concedidos, depois que a Atvos, braço sucroenergético, recorreu à recuperação judicial na quarta-feira da semana passada. Os passivos totais do grupo somam R$ 97,6 bilhões, no que seria a maior recuperação judicial já realizada na América Latina.

Ainda sobre Odebrecht, o grupo holandês LyondellBasell desistiu de comprar a companhia petroquímica Braskem (BRKM5), controlada pelo grupo  em sociedade com a Petrobras.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 SBSP3 SABESP ON 48,89 +10,96 +55,21 348,29M
 JBSS3 JBS ON 22,37 +5,42 +93,03 264,25M
 ENBR3 ENERGIAS BR ON 20,56 +4,84 +47,12 129,33M
 CSNA3 SID NACIONALON 16,79 +4,42 +99,27 173,57M
 MRFG3 MARFRIG ON 6,77 +3,52 +23,99 29,38M

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 BRKM5 BRASKEM PNA 34,15 -17,11 -27,92 685,84M
 HYPE3 HYPERA ON 29,20 -2,99 -2,33 78,41M
 VVAR3 VIAVAREJO ON 4,86 -2,02 +10,71 138,07M
 CIEL3 CIELO ON 6,60 -1,93 -23,57 78,96M
 CVCB3 CVC BRASIL ON 50,22 -1,91 -17,88 55,34M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram :

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN N2 26,20 +0,81 969,56M 1,28B 33.254 
 VALE3 VALE ON ATZ 49,11 +0,57 949,49M 1,07B 34.642 
 BRKM5 BRASKEM PNA 34,15 -17,11 685,84M 120,23M 46.772 
 BBAS3 BRASIL ON 52,94 +1,63 593,89M 532,99M 29.987 
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN ED 35,02 -0,17 573,57M 633,43M 30.409 
 BBDC4 BRADESCO PN EJ 37,05 +0,50 540,74M 562,42M 24.203 
 SUZB3 SUZANO S.A. ON 30,74 -1,63 396,02M n/d 35.884 
 SBSP3 SABESP ON 48,89 +10,96 348,29M 180,63M 29.981 
 ITSA4 ITAUSA PN ED 12,45 +0,24 290,80M 253,50M 30.258 
 ABEV3 AMBEV S/A ON 17,35 -0,40 283,33M 400,80M 23.234 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
IBOVESPA

Produção industrial

A produção industrial brasileira teve alta de 0,3% na passagem de março para abril deste ano. O crescimento veio depois de uma queda de 1,4% na passagem de fevereiro para março. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada hoje.

De acordo com a pesquisa, em abril, no entanto, houve quedas nos outros quatro tipos de comparação: -3,9% na comparação com abril de 2018, -0,1% na média móvel trimestral, -2,7% no acumulado do ano e de -1,1% no acumulado de 12 meses.

Noticiário Econômico

Em entrevista ao Valor, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que a economia aumentou sua dependência em relação ao setor público e que isso explica a dificuldade que o país tem enfrentado para sair da recessão e do baixo crescimento. Segundo ele, como opera no vermelho há cinco anos, o setor público perdeu a sua capacidade de ajudar e isso provocou um choque negativo na atividade econômica.

Na mesma entrevista, Campos Neto afirmou que o BC está aprofundando estudos para mudar a estrutura de preços do cheque especial, permitindo que bancos cobrem tarifas nestas operações para em troca oferecerem taxas de juros mais baixas.

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo de Barros, disse ontem que o presidente Jair Bolsonaro acredita que seu governo tem um planejamento "bem definido" em relação a pautas econômicas, de combate à corrupção e quanto ao "resgate de valores e tradições da cultura nacional".

As declarações de Rêgo de Barros foram em resposta a fala do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, de que "está faltando uma agenda para o Brasil".

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

 

Contato