Em mercados / acoes-e-indices

Conselho da Petrobras aprova plano de privatização da BR Distribuidora

O processo ocorrerá por meio de uma oferta secundária de ações (follow-on)

Posto de gasolina da Petrobras no Paraguai - 11/maio/2012
(Divulgação)

SÃO PAULO - A Petrobras (PETR4) informou nesta terça-feira (22) que seu conselho de administração aprovou o modelo para venda de sua participação na BR Distribuidora (BRDT3), um passo crucial para tirar a empresa de distribuição do controle estatal.

O processo ocorrerá por meio de uma oferta secundária de ações (follow-on). Em comunicado, a Petrobras informou que, após a oferta, sua participação na companhia será "inferior a 50%". Mais cedo, o site Brazil Journal disse que a porcentagem seria de 40%. Hoje a estatal tem 71% de participação na BR Distribuidora.

"Todos os atos necessários para realização da oferta estarão sujeitos à aprovação dos órgãos internos da Petrobras, notadamente quanto ao preço e percentual efetivo das ações a serem ofertadas, bem como à análise e à aprovação dos respectivos entes reguladores, nos termos da legislação aplicável", diz o comunicado da petrolífera.

Por fim, a Petrobras disse ainda que seu comunicado ainda não pode ser considerado um "anúncio de oferta", sendo que a realização do processo dependerá de "condições favoráveis dos mercados de capitais nacional e internacional".

Em 26 de abril, a Petrobras já havia anunciado que estudava a realização de uma oferta pública secundária de ações das ações da BR Distribuidora.

"As diretrizes estão de acordo com os pilares estratégicos da companhia que têm como objetivo a maximização de valor para o acionista, através do foco em ativos em que a Petrobras é a dona natural visando à melhoria da alocação do capital, aumento do retorno do capital empregado e redução de seu custo de capital", disse a estatal na época.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta de investimentos na XP - é de graça!

 

Contato