Em mercados / acoes-e-indices

Justiça bloqueia R$ 780 milhões de Thor Batista por dívidas da MMX

Segundo a juíza, documentos mostram que recursos da mineradora foram enviados para o filho de Eike Batista e empresas do Grupo X

Thor Batista Eike
(Divulgação)

SÃO PAULO - A juíza Cláudia Helena Batista, da 1ª Vara Empresarial de Belo Horizonte, decidiu bloquear cerca de R$ 780 milhões de Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, por conta de dívidas da mineradora MMX. As informações são da revista Veja. 

A decisão foi baseada em evidências de que o produto da fraude perpetrada por Eike foi destinado ao filho, em prejuízo aos credores da mineradora. Segundo a juíza, documentos mostram que recursos da mineradora foram enviados do empresário para Thor e empresas do Grupo X.

O filho foi apontado pela justiça como principal plataforma de blindagem do patrimônio de Eike, sendo utilizado como “estruturador” e “interposta pessoa” de novas offshores destinadas ao recebimento de recursos financeiros oriundos da fraude cometida por Eike, segundo a revista.

"Havendo provas de remessa de quase 1 bilhão de reais ao exterior, pelo controlador Eike Batista e seu filho Thor Batista, através de empresas criadas apenas para ocultar o patrimônio, e afastá-lo do alcance dos credores, não se pode olvidar do desvio de finalidade da pessoa jurídica e da confusão patrimonial entre aquela, seu controlador e seu filho", diz parecer do Ministério Público de Minas Gerais.

Documentos mostram que algumas operações realizadas pelo empresário foram apenas mascaradas para parecerem legais, sendo que tinham como principal função encobrir o desvio do dinheiro de credores da MMX.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

 

Contato