Em mercados / acoes-e-indices

Traders ignoram alerta e colocam US$ 30 bilhões em ETFs de emergentes

Para alguns grandes bancos, o rali deste ano já foi longe demais

Bolsa Ibovespa investimento gráfico
(Shutterstock)

(Bloomberg) -- Traders colocaram dinheiro em ETFs de mercados emergentes pela 17ª semana consecutiva, ignorando alertas de alguns grandes bancos de que o rali deste ano tenha ido longe demais.

Os ingressos para os fundos negociados em bolsa dos Estados Unidos que possuem ativos de países em desenvolvimento totalizaram US$ 3,68 bi na semana encerrada em 8 de fevereiro, elevando o fluxo total sob o rali atual para US$ 30,3 bi, segundo dados compilados pela Bloomberg.

Isso aconteceu exatamente quando o Société Générale, o Bank of America e o Wells Fargo estão questionando quanto valor ainda resta na classe de ativos após um forte início de 2019.

As perspectivas para uma política mais dovish do Federal Reserve provocaram um ressurgimento de ativos mais arriscados, impulsionando moedas de mercados emergentes e ações.

Ao mesmo tempo, perduram alguns riscos - as negociações comerciais EUA-China são incertas, há preocupação com a desaceleração econômica global e o valuation de ações de mercados emergentes subiram acima de sua média de cinco anos.

O FTE Vanguard FTSE Emerging Markets, que tem US$ 61 bi sob gestão e é o maior fundo negociado em bolsa para ações de países em desenvolvimento, recebeu o maior influxo desde setembro de 2011, enquanto o Portfolio de SPDR S & P Emerging Markets ETF, que acompanha o S&P Emerging BMI Index, viu entradas equivalentes a 10,7% de sua capitalização de mercado.

Invista melhor seu dinheiro! Abra uma conta de investimentos na XP.

A seguir, estão tabelas detalhando os fluxos líquidos para ETFs de mercados emergentes em dólares norte-americanos. Os dados incluem as alocações ponderadas de participações de fundos de vários países, bem como fundos específicos de país (valores em milhões de dólares, a menos que indicado de outra forma):

  • ETFs de ações receberam US$ 3,01 bilhões.
  • ETFs de renda fixa receberam US$ 673,5 milhões.
  • O total de ativos subiu para US$ 265,4 bilhões, de US$ 263,9 bilhões.
  • O índice MSCI Emerging Markets fechou em queda de 1,3% em relação à semana anterior, em 1.036,03 pontos.
  • China/Hong Kong teve o maior influxo, de US$ 977 milhões, liderado por Vanguard FTSE Emerging Markets.
  • Nenhum país individual sofreu uma saída.

 

Tudo sobre:  Emergentes  

Contato