Em mercados / acoes-e-indices

Os 5 assuntos que vão agitar os mercados nesta terça-feira

Confira no que ficar de olho na sessão desta terça-feira (11)

China e Estados Unidos
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Após a forte queda de 2,5% na abertura da semana, mesmo após a melhora do mercado americano na reta final do pregão, o Ibovespa pode apontar para recuperação acompanhando o desempenho mais positivo dos principais mercados mundiais, de olho nos desdobramentos da tensão comercial entre os EUA e China. No exterior, atenção para os dados de preços ao produtor dos EUA enquanto que, no Brasil, o BC anuncia leilão de linha após a quinta alta seguida do dólar. Confira os destaques desta terça-feira (11):

1. Bolsas mundiais

A sessão é de relativo alívio para as principais bolsas mundiais, mas ainda de olho nas tensões comerciais que tanto abalaram os mercados nas últimas sessões. As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta terça-feira, com as chinesas reagindo positivamente aos últimos desdobramentos da trégua comercial entre Washington e Pequim. 

No fim da noite de ontem, Estados Unidos e China iniciaram a última rodada de discussões comerciais com uma ligação telefônica envolvendo o Secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He. As três autoridades discutiram compras de produtos agrícolas pela China e mudanças em políticas econômicas chinesas durante a ligação, segundo o Wall Street Journal. 

Entre as moedas, a libra se fortalece após a moeda britânica despencar na véspera depois de a premiê May adiar votação sobre Brexit. Já o petróleo oscila após despencar 3,1% na véspera com dúvidas sobre como a Opep implementará seus cortes e receios sobre alta da oferta nos EUA; metais têm desempenho misto em Londres.

Confira o desempenho do mercado, segundo cotação das 8h16 (horário de Brasília):

*S&P 500 Futuro (EUA) +0,02%

*Dow Jones Futuro (EUA) +0,01%

*Nasdaq Futuro (EUA) +0,10%

*DAX (Alemanha) +1,20%

*FTSE (Reino Unido) +0,56%

*CAC-40 (França) +1,10%

*FTSE MIB (Itália) +0,72%

*Hang Seng (Hong Kong) -0,35% (fechado)

*Xangai (China) +0,07% (fechado)

*Nikkei (Japão) -0,34% (fechado)

*Petróleo WTI -0,06%, a US$ 50,97 o barril

*Petróleo brent -0,17%, a US$ 59,87 o barril

*Bitcoin US$ 3.470,05 -2,57%
R$ 13.454  -1,48% (nas últimas 24 horas)

*Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa chinesa de Dalian +0,64%, a 475,00 iuanes (nas últimas 24 horas) 

2. Agenda de indicadores

Nos EUA, o mercado fica de olho às 11h30 para os dados de preços ao produtor de novembro, com estimativa de estabilidade ante a alta de 0,6% no mês passado. Vale ressaltar que os preços ao consumidor serão revelados nesta quarta. 

Já no Brasil, o Banco Central anunciou dois leilões de linha de até US$ 1 bilhão em 11 de dezembro após o dólar fechar acima de R$ 3,92 nesta segunda-feira, na quinta alta seguida. O BC também oferta até 13.830 contratos de swap cambial para rolagem de contratos de janeiro, das 11h30 às 11h40, resultado a partir das 11h50. Entre os indicadores domésticos, o IPC-Fipe em São Paulo desacelera menos que o previsto para alta de 0,15% na 1ª quadrissemana de dezembro, ante estimativa de alta de 0,08%. 

Seja sócio das maiores empresas da bolsa com TAXA ZERO de corretagem! Clique aqui e abra uma conta na Clear! 

Nesta terça-feira, também tem início a última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) de 2018, com expectativa de manutenção dos juros em 6,5% ao ano. 

3. IMTV

No programa "Como Viver de Renda Fixa" desta semana, o analista-chefe da Rico Investimentos, Roberto Indech, traz os piores investimentos em renda fixa para 2019. O programa vai ao ar na InfoMoneyTV às 11h

4. Noticiário político

A cessão onerosa volta a entrar no radar dos mercados. De acordo com o Estadão, o governo quer marcar para meados de junho de 2019 a data do megaleilão de petróleo na próxima reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), colegiado de ministros liderado pelo Ministério de Minas e Energia (MME). A reunião do CNPE está marcada para o dia 17 deste mês.  Enquanto isso, a equipe econômica do futuro governo espera que o TCU (Tribunal de Contas da União) garanta o leilão da cessão onerosa mesmo que o projeto de lei sobre o tema não avance no Congresso. 

Já o Valor informa que o Ministério da Fazenda atual sugere à equipe de Bolsonaro que ajuste exigirá aumento de imposto, na contramão do discurso do presidente eleito. 

Na agenda de Bolsonaro, um dia depois de ser diplomado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pedir o apoio de todos, inclusive dos que não votaram nele, para governar, o presidente eleito retoma hoje em Brasília (11) a agenda com encontro com bombeiros e policiais militares, com o governador eleito de Santa Catarina, além do PSD. 

Também em destaque, a Polícia Federal (PF) cumpre na manhã desta terça mandado de busca e apreensão no apartamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), eleito deputado federal este ano, informa a Globonews. De acordo com a emissora, ocorre operação similar no endereço de Andrea Neves, irmã de Aécio, que chegou a ser presa em 2017.  As residências dos deputados federais Paulinho da Força (SD-SP) e Cristiane Brasil (PTB-RJ) também são alvo de mandados de busca e apreensão.  

A operação é um desdobramento das delações de Joesley Batista e Ricardo Saud, da JBS. Segundo a emissora, há a suspeita de compra de apoio de partidos por Aécio. Somente o Solidariedade, de Paulinho da Força, teria recebido R$ 15 milhões, em um esquema de caixa dois que envolve empresários.

5. Noticiário corporativo

Em decisão na noite de segunda-feira (10), o desembargador Marcos de Oliveira Cavalcante, do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 1ª região, suspendeu o resultado do leilão da Amazonas Energia, da Eletrobras (ELET3) que ocorreu mais cedo e foi vencido pelo Consórcio Oliveira Energia. 

No noticiário de Petrobras, a estatal reiniciou o oleoduto que havia sido fechado depois de derramamento de 377 barris. A Cesp informou que foi celebrado contrato de venda de fatia da empresa para Vtrm-SF Ninety Two. Por fim, o Pão de Açúcar adquiriu a James Delivery, sem informar o valor.

Seja sócio das maiores empresas da bolsa com TAXA ZERO de corretagem! Clique aqui e abra uma conta na Clear! 

(Com Agência Brasil, Agência Estado e Bloomberg)

 

Contato