EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / acoes-e-indices

Warren Buffett ganha mais de US$ 2,5 bilhões em um dia com "ajuda" da Apple

Com uma grande participação na gigante de tecnologia, megainvestidor viu sua fortuna aumentar ainda mais com a disparada das ações

Warren Buffett acena - 04/05/13
(Rick Wilking/Reuters)

SÃO PAULO - Mais uma vez Warren Buffett mostra ter acertado em cheio em sua estratégia de investimento. Com a disparada de 5,9% das ações da Apple nesta quarta-feira (1), o megainvestidor "ganhou" cerca de US$ 2,7 bilhões com sua participação na companhia. O forte movimento dos papéis ocorreu após a empresa entregar um resultado melhor que o esperado pelo mercado.

Até o final de março, o Oráculo de Omaha possuía 239,6 milhões de ações da gigante de tecnologia, segundo dados do FactSet, e caso não tenha vendido nada de sua participação, os ganhos apenas nesta sessão se aproximaram dos US$ 3 bilhões. Com a alta das ações, a companhia encosta agora da marca do US$ 1 trilhão de valor de mercado, que pode ser batida nos próximos dias.

Em maio, Buffett disse em entrevista para a CNBC que gosta muito da Apple: "nós os compramos para segurar", disse. "Nós compramos cerca de 5% da empresa. Eu adoraria ter 100% dela. Gostamos muito da economia de suas atividades. Gostamos muito da administração e da maneira como eles pensam", ressaltou o megainvestidor.

A gigante de tecnologia registrou um lucro por ação de US$ 2,34 - alta de 40% em um ano -, contra uma projeção do mercado de US$ 2,18. Já a receita líquida ficou em US$ 53,3 bilhões, ante expectativa dos analistas de US$ 52,34 bilhões. O dado ruim, porém, ficou para as vendas de iPhone, que ficaram em 41,3 milhões de unidades, ante uma projeção de 41,79 milhões.

"Estamos contentes em divulgar o melhor terceiro trimestre fiscal na história da Apple, e nosso quarto trimestre consecutivo de crescimento com dois dígitos. Nossos resultados foram estimulados por fortes vendas contínuas de iPhones, Serviços e 'wearables', e estamos bem empolgados com os produtos e serviços que estão para sair", disse Tim Cook, CEO da empresa.

A receita da área de serviços da empresa foi US$ 9,5 bilhões no período, acima das projeções. A Apple destacou ainda que sua receita já inclui US$ 236 milhões em ações judiciais, como a disputa com a Samsung. Um dos destaques foi o preço médio de venda do iPhone, que atingiu US$ 724, superando as expectativas dos analistas de US$ 694.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato