Em mercados / acoes-e-indices

Queda de valor do Facebook em um dia é maior que o PIB de 131 países

O valor perdido pela rede social hoje é duas vezes maior que toda a economia do Uruguai

Mapa Facebook
(Reprodução)

SÃO PAULO - Com uma queda de US$ 119 bilhões apenas nesta quinta-feira (26), o Facebook perdeu mais valor de mercado do que o PIB (Produto Interno Bruto) de 150, segundo dados do FMI (Fundo Monetário Internacional). O valor ficou levemente abaixo da economia do Kuwait (US$ 120 bilhões) e maior que a do Marrocos e Ucrânia, que têm PIB de cerca de US$ 109 bilhões cada um.

O valor perdido pela rede social hoje é duas vezes maior que toda a economia do Uruguai, por exemplo, que segundo o FMI tem PIB de US$ 58 bilhões. O número surpreende mesmo se comparado com gigantes econômicos, como Portugal, sendo a queda cerca de metade da economia do país europeu. Já na comparação com bolsa, estes US$ 119 bilhões equivalem a todo o mercado acionário da Argentina.

Ontem à noite, a rede social informou seus resultados, destacando que não bateu as projeções dos analistas em relação ao crescimento e receita com usuários. No after market, logo após a divulgação dos números, os papéis passaram a cair 10%, mas intensificaram as perdas com a teleconferência, onde o diretor financeiro David Wehner revelou que a gigante espera que a desaceleração da receita continue.

"Nossas taxas totais de crescimento de receita continuarão desacelerando no segundo semestre de 2018, e esperamos que nosso crescimento de receita diminua em percentuais de um dígito ante os trimestres anteriores, tanto no terceiro quanto no quarto trimestre", afirmou. Wehner também disse que o Facebook espera que as despesas cresçam entre 50% e 60% em relação ao ano passado.

A companhia começou a mostrar os primeiros sinais de impacto dos recentes escândalos de vazamento de dados, com a receita e o número de pessoas acessando o site diariamente ficando abaixo das expectativas. O Facebook teve 1,47 bilhão de usuários diários em junho, ante uma projeção de 1,48 bilhão dos analistas consultados pela Bloomberg. 

Quer investir em ações com a menor corretagem do Brasil? Clique aqui e abra sua conta na Clear

 

Contato