EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa dispara e dólar afunda quase 2% com "Centrão" próximo de Alckmin

Maior capital político por parte do tucano gera otimismo no mercado

Geraldo Alckmin
(Sergio Lima/CNI)

SÃO PAULO - O Ibovespa subia 2,03%, aos 79.062 pontos, às 15h01 (horário de Brasília) desta sexta-feira (20), digerindo completamente a notícia de que Geraldo Alckmin (PSDB) deve levar o apoio dos partidos do "Centrão". Vale lembrar que no pregão passado o índice engatou uma forte recuperação no final e subiu 1,23% na última hora, mas não precificou totalmente o otimismo do mercado com a notícia, tanto que encerrou o dia apenas em leve alta de 0,16%.

No final da tarde da última quinta-feira (19), os partidos do "Centrão", grupo no momento composto por DEM, PP, PRB, Solidariedade e, mais recentemente, PR, chegaram a um acordo para apoiar a candidatura do ex-governador de SP à presidência da República. Caso a aliança seja confirmada, o tucano terá à disposição cerca de 3 minutos adicionais em cada bloco de 12 minutos e 30 segundos de tempo no horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão. Além disso, cresce o potencial de capilaridade da candidatura.

Apesar de bem encaminhado, o acordo ainda precisa ser confirmado pelos partidos nas respectivas convenções nacionais, que terão de ser realizadas até 5 de agosto, prazo determinado pela legislação eleitoral. De acordo com um deputado do PP que não quis ter a identidade revelada, o partido segue com divisões internas, mas falou mais alto na tendência de apoio a Alckmin o risco de extremismos na corrida presidencial. Segundo ele, ainda é cedo falar em apoio efetivo ao ex-governador pelas bancadas estaduais da legenda, o que dependerá da dinâmica das pesquisas.

O anúncio da aliança deve ser feito na próxima semana. Até lá, eventuais divergências em palanques estaduais devem ser discutidas. Segundo maior colégio eleitoral do País, Minas Gerais é uma das principais questões em aberto. Embora dê força à candidatura do tucano, a notícia não garante apoio automático de bancadas estaduais das legendas do "centrão". Segundo jornais, o acordo envolveu um compromisso de Alckmin em estudar uma forma de compensar o fim do imposto sindical para garantir a sobrevivência dos sindicatos. Além disso, o tucano também teria recebido positivamente o nome do empresário mineiro Josué Gomes como vice.

Com a candidatura de Alckmin ganhando força, reconhecidamente um candidato com viés reformista e preferido pelo mercado, o dólar comercial tinha forte queda de 1,83%, cotado a R$ 3,7743 na venda, enquanto os juros futuros com vencimento em janeiro de 2019 e 2021 registravam queda de 3 pontos-base, aos 6,68% e 9,01%, respectivamente.

Destaques do mercado

Com a euforia do mercado por conta da candidatura de Alckmin, os bancos e estatais lideram o movimento de alta, com destaque também para a Gol, que dispara com a notícia de que a parceria entre a companhia aérea Latam e a Multiplus (MPLU3) pode estar perto do fim. Do lado negativo, as ações da Tim recuam após a saída do presidente, Stefano de Angelis, que conduziu toda a recuperação da empresa nos últimos anos.

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 ESTC3 ESTACIO PARTON 26,90 +9,31 -17,28 88,57M
 ELET3 ELETROBRAS ON 17,67 +8,07 -8,64 66,60M
 ELET6 ELETROBRAS PNB 19,64 +7,32 -13,48 60,23M
 USIM5 USIMINAS PNA 8,94 +6,94 -1,33 127,95M
 GOLL4 GOL PN N2 13,79 +6,90 -5,55 67,25M

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 SUZB3 SUZANO PAPELON 40,09 -4,55 +115,54 207,93M
 TIMP3 TIM PART S/AON 13,15 -3,31 +1,34 98,27M
 FIBR3 FIBRIA ON 71,80 -2,05 +51,07 98,76M
 WEGE3 WEG ON 18,51 -1,44 +0,63 51,33M
 EMBR3 EMBRAER ON 20,73 -1,43 +4,15 60,50M
* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)

IPCA-15 fica abaixo do esperado
O IPCA-15, que é considerado uma prévia da inflação oficial do país, desacelerou de 1,11% para 0,64% na passagem de maio para junho, enquanto os analistas de mercado esperavam avanço de 0,73% após um mês contaminado pela greve dos caminhoneiros.

Em comparação ao visto em junho de 2017, o índice passou de 3,68% para 4,53%, também abaixo da expectativa de +4,63%, mas levemente acima do centro da meta de inflação do Banco Central para o ano, que é de 4,5%.

Cenário político

Além dos reflexos do apoio do "Centrão" para a candidatura de Alckmin, o mercado ficará de olho também na agenda de convenções partidárias, que tem o pontapé inicial nesta sexta a partir das 11h com o encontro do PDT, de Ciro Gomes. Às 12h, será a vez do PSC e às 18h30, do PCB. A conferência do PDT será observada com especial atenção após o revés sofrido por Ciro Gomes na véspera com a formação de um arco de alianças dos partidos do chamado Centrão em torno da candidatura de Geraldo Alckmin à presidência da República.

Leia mais: 
Alckmin vence primeira batalha, mas a guerra mal começou
- Alckmin "conquista" Centrão e mercado comemora: o que esperar agora?
Josué Gomes: quem é o empresário que pode ser vice de Ciro ou Alckmin 

Além disso, saiu nesta manhã a nova pesquisa eleitoral elaborada pela XP/Ipespe.  Na semana em que viu o isolamento de sua candidatura crescer com o naufrágio de potenciais alianças, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança na corrida presidencial nos cenários que desconsideram a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo pesquisa realizada pelo Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) entre 16 e 18 de julho, a nona por encomenda da XP Investimentos, o parlamentar tem entre 20% e 23% das intenções de voto nas simulações de primeiro turno feitas.

Dos quatro cenários testados, Bolsonaro manteve pontuação da semana anterior em três. Na simulação que considera o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad candidato pelo PT, o deputado oscilou 1 ponto percentual para baixo, movimento dentro da margem de erro, de 3,2 p.p. para cima ou para baixo. O deputado conta com vantagem de pelo menos 8 pontos em relação ao adversário que aparece logo atrás nas simulações.

Política na IMTV

O Conexão Brasília desta semana recebe Ribamar Rambourg, economista (FEA-USP) e cientista político (FFLCH-USP), e Paulo Gama, analista político da XP Investimentos. Na pauta, o acordo firmado entre lideranças do "Centrão" e Geraldo Alckmin e as consequências eleitorais deste movimento. O programa também abordará o pontapé inicial das convenções partidárias com o lançamento oficial da candidatura de Ciro Gomes à presidência. A transmissão é ao vivo, a partir das 14h45, pela InfoMoneyTV e pelo Facebook.

Clear oferece a menor corretagem do Brasil; Clique aqui e abra sua conta

Contato