Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa terá repique até 78 mil pontos, avalia Márcio Noronha, Papa da análise gráfica

"A tendência primária do mercado ainda é de alta, mas estamos numa secundária de baixa", explicou Noronha

Márcio Noronha
(Camila Barcelos)

SÃO PAULO - Após a tormenta do mês de maio, quando o Ibovespa despencou quase 11% e teve seu pior desempenho em três anos e meio, investidores tentam se recuperar das perdas em meio às incertezas eleitorais e à fragilidade do governo atual, explicitada na greve dos caminhoneiros.

Apesar dos tombos em proporções menores no mês de junho, o principal índice da B3 acumula perdas de mais de 5%, pouco acima dos 72.396 pontos, mas Márcio Noronha, considerado o Papa da análise técnica e que opera há cerca de 50 anos, não quer nem saber do noticiário e crava: "Devemos ter repique até os 78 mil pontos". A projeção foi feita durante palestra de Noronha no Master Trader Brasil, maior evento de traders da América Latina, no domingo (10).

"A tendência primária do mercado ainda é de alta, mas estamos numa secundária de baixa", explicou Noronha. E o que será do Ibovespa depois dos 78 mil pontos? O analista técnico preferiu não arriscar o próximo patamar do índice após a alta estimada de quase 7% no repique. 

Quer investir em mini contrato por R$ 0,09 de corretagem e por R$ 0,80 por ordem na Bolsa? Clique aqui e abra já sua conta na Clear

 

Contato