EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / acoes-e-indices

Ações da Minerva disparam com possível fusão bilionária com BRF

Segundo o site Brazil Journal, o investimento de uma capitalização da BRF poderia ficar entre US$ 2,5 bilhões e US$ 3 bilhões

BRF
(Divulgação)

SÃO PAULO - O frigorífico Minerva (BEEF3) está estudando propor uma capitalização da BRF (BRFS3), o que poderia ajudar na desalavancagem da dona das marcas Sadia e Perdigão. As informações são do site Brazil Journal. Segundo a reportagem, o valor do investimento poderia ficar entre US$ 2,5 bilhões e US$ 3 bilhões e seria concomitante a uma fusão. Dependendo do 'valuation', a operação poderia dar ao consórcio Minerva até 30% do capital da BRF.

De acordo com o site, que não detalhou fontes, foram procurados para a operação investidores internacionais, que querem que a Minerva também encontre outros sócios operadores para a empreitada. Um dos possíveis sócios locais citados pela matéria seria o controlador da Cosan (CSAN3), Rubens Ometo, que ainda não estaria convencido dos méritos da transação.

Em nota enviada após o fechamento do pregão, a BRF afirmou que "não recebeu nenhuma formalização a respeito". "A BRF manterá o mercado informado sobre qualquer eventual desdobramento acerca desse tema", ressalta o comunicado da companhia

Segundo o Broadcast, plataforma de notícias do Estadão, a operação seria uma das estratégias analisadas por Pedro Parente, ex-presidente da Petrobras, para revigorar a indústria de proteínas. O objetivo final seria fortalecer ambas empresas e ganhar mercado. Mais tarde, o executivo negou que esteja articulando qualquer negociação neste sentido.

As ações da Minerva, que estavam em queda, viraram para alta após a notícia e entraram em leilão cerca de uma hora antes do fim do pregão. Os papéis da companhia encerraram o dia em alta de 4,58%, a R$ 8,00, após chegarem a disparar 9,67% na volta do leilão. Já os papéis da BRF fecharam em alta de 0,74%, a R$ 24,57.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato