Em mercados / acoes-e-indices

O anúncio dos Correios que pode atrapalhar o Mercado Livre e impulsionar o Magazine Luiza na bolsa

Correios elevarão em médio 8% o custo das entregas no Rio - enquanto algumas empresas sentirão nas margens, outras não verão mudanças significativas em seu case

Carteiro, correios
(Agência Brasil)

SÃO PAULO - A EBCT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) comunicou, na última terça-feira (27) que elevará em média 8% o custo de entregas para o Rio de Janeiro. De acordo com a empresa, o motivo é a situação de violência que permeia a capital, o que tem aumentado o custo de entrega das mercadorias.

Essa decisão ocasionou discussões sobre o impacto no e-commerce, uma vez que muitas empresas utilizam os serviços da estatal. Em uma nota a clientes publicada pelo BTG Pactual, os analistas apontam que esta decisão impactará principalmente o Mercado Livre, uma vez que 90% da volume de mercadoria bruta vendida no Brasil é entregue pelos Correios. Vale destacar que a empresa não possui negociação na B3, porém tem capital aberto na NASDAQ, sob o código MELI.

Por esta razão, os analistas do banco acreditam que haverá uma deterioração da margem do Mercado Livre. Por outro lado, a B2W (BTOW3) tem reduzido a sua dependência dos Correios e deve ser pouco impactada. 

A varejista que atua no setor eletrônica menos afetada, de acordo com os analistas, será o Magazine Luiza, tendo em vista a sua dependência dos Correios é muito pequena. Vale destacar que a empresa está na Carteira InfoMoney de Fevereiro e apresentou resultado na última sexta-feira (23), que foi muito bem recebido pelo mercado, fazendo inclusive com que o BTG reforçasse a companhia como "top pick" do setor.

Quer investir em ações de e-commerce e pagar só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear.

 

Contato