Em mercados / acoes-e-indices

ENTREVISTA: "ex-especialista" de small caps explica por que gosta tanto de Raia Drogasil

Gestor da Fama Investimentos, Fabio Alperowitch será um dos 7 palestrantes do Value Investing Brasil, evento que acontecerá nesta terça-feira (23) em São Paulo

Drogasil 05 - Fachada
(Divulgação Drogasil)

SÃO PAULO - Ele já foi um especialista em small caps, tendo grandes feitos em empresas que um dia já foram “micro” e hoje são grandes potências - o caso mais emblemático é a M. Dias Branco (MDIA3), fabricante de alimentos a base de farinha com forte atuação no Nordeste. Hoje, Fabio Alperowitch, gestor da Fama Investimentos, não carrega mais esse status:

Em entrevista ao InfoMoney, o gestor explica que essa mudança de percepção decorre principalmente da transformação causada no mercado após a crise do subprime em 2008, fato que fez os grandes investidores priorizarem o fator “liquidez” na hora de escolher um investimento - item que nada combina com small caps. “O investidor quer ter a possibilidade de mudar de ideia a qualquer momento, ninguém quer na hora de trocar de posição sofrer com isso, o ativo tem que ser vendável, negociável”, explica Alperowitch.

Outro item importante é a maior busca por empresas de qualidade: “temos épocas que o mercado busca barganha, e épocas que busca qualidade. Em geral, estamos buscando qualidade, por causa do momento de maior incerteza”, explica o gestor (detalhe importante: a entrevista foi feita antes de toda turbulência política acionada dia 17 de maio com as delações de Joesley Batista atingindo em cheio o governo Temer).

Isso explica, segundo o gestor, porque ações “de qualidade” como Multiplan (MULT3), Localiza (RENT3), CVC (CVCB3), RD (antiga Raia Drogasil, RADL3), B3 (antiga BM&FBovespa, BVMF3) e M. Dias Branco (MDIA3) estão perto de suas máximas históricas.”Essa tendência deve continuar até que se forme uma clareza de cenário”, conclui.

Fabio Alperowitch será um dos palestrantes da 10ª edição do congresso “Value Investing Brasil”, que acontecerá nesta terça-feira (23) no bairro Vila Olímpia (zona sul de São Paulo). O evento contará com 7 palestrantes, entre eles Pedro Sales (Verde Asset) e Luiz Fernando Figueiredo (Mauá Investimentos). As inscrições custam a partir de R$ 950 e podem ser feitas no site do evento.

Neste papo exclusivo com o InfoMoney, o gestor deu detalhes de duas posições interessantes do fundo dele: RD (antiga Raia Drogasil) e Localiza. Confira:

RD (antiga Raia Drogasil) - RADL3
Não estou comprando ações da RD por achar que ela está cara. Eu não acho a empresa cara, eu acho barata. É hoje uma das maiores exposições do fundo. Não vendemos nenhuma ação da empresa e ainda por cima ficamos arrependido de não ter aumentado exposição em R$ 60 (preço atingido em meados de março). Pessoas olham muito para múltiplos, mas olhamos muito mais para aumento de margens, novos mercados, barreiras de entrada. Além disso, a Raia tem diferentes maneiras de agregar valor: serviço na própria farmácia é uma maneira, Farmasil é outra maneira; produto private label é outra maneira... então conforme vemos produtos sendo criados e a cadeia aumentando, eu enxergo ainda mais valor na companhia.

Leia também: enquanto analistas cortam Raia, ações seguem em alta; até onde vai o rali da companhia?

Localiza (RENT3)
O business da Localiza está na capacidade de comprar um ativo barato e vendê-lo caro. Com a escala que ela tem, ela sempre vai comprar mais barato que a Movida (MOVI3, concorrente do setor que entrou na bolsa em 2017) e vai ter um custo de capital menor que a Movida, com muito mais capilaridade. É muito mais fácil vender um Gol preto do que um Hyundai vermelho. À medida que o tempo passa, as forças da Localiza vão ficar mais evidentes.

Os múltiplos da Localiza são maiores do que da Movida, mas tanto lucro quanto Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) da Localiza continuarão crescentes, enquanto a Movida vai ter estagnação ou queda logo menos. É parecido com Raia Drogasil: com a capacidade que eles têm de gerar escala e reduzir custo financeiro, é difícil você entrar no mercado delas e se manter saudavelmente rentável.

 

Contato