Em mercados / acoes-e-indices

Dow Jones pode disparar 450% e ir para 100 mil pontos, diz Marc Faber

Conhecido como "Dr. Doom", megainvestidor diz que existe um cenário onde a bolsa americana poderia decolar

Marc Faber
(Bloomberg)

SÃO PAULO - Imagine falar do Ibovespa indo a 100 mil pontos? Para um índice que esta um pouco abaixo dos 60 mil pontos esta seria uma alta considerável, agora pense quando este patamar é apontado para o Dow Jones, que hoje ronda o nível de 18 mil pontos. Pois foi exatamente este cenário praticamente inimaginável que o megainvestidor suíço Marc Faber falou que a bolsa americana pode chegar.

Para se ter uma ideia, isto representaria um ganho de 452% para um dos principais índices dos Estados Unidos. "Em um ambiente de extrema impressão de dinheiro, o Dow Jones pode ir para 100.000 pontos", disse Faber em uma entrevista recente na Epoch Times.

É importante destacar que a declaração "otimista" vem de um dos investidores mais pessimistas do mundo, também conhecido como "Dr. Doom". Tanto que junto com sua declaração sobre os 100 mil pontos, Faber também comentou o trabalho dos bancos centrais, e voltou a ser a pessoa que todos conhecem.

"Eles poderiam essencialmente rentabilizar tudo, e então você tem a propriedade estatal. E através do sistema bancário central você introduzir o socialismo e o comunismo, que é a propriedade estatal de produção e consumo. Eu não acho que os banqueiros centrais são inteligentes e espertos o suficiente para entender as consequências de suas políticas monetárias no presente", disse o megainvestidor.

E aí vem o pessimismo: "suponho que o sistema entrará em colapso antes de tornar-se como a Venezuela. No Ocidente, se eles começarem a imprimir dinheiro, o fim do jogo será breve. Dentro de cinco anos, espero que o sistema imploda", concluiu.

 

Contato