Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa acelera ganhos puxado por Petrobras após estoques de petróleo

Mercado registra ganhos antes de uma série de eventos que devem definir o futuro dos ativos

Trader
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa acelera ganhos nesta quarta-feira (15) puxado principalmente pela alta da Petrobras após a queda dos estoques de petróleo, que diminuíram em 933 mil barris na semana passada. Desde cedo a Bolsa já subia ganhando força do exterior no que é o primeiro dia de alta das ações globais em cinco pregões, saindo de uma sequência de desvalorizações causadas pelos temores de que o Reino Unido saia da União Europeia. O principal evento que o mercado olhará hoje é a decisão de juros do Fomc (Federal Open Market Committee), que terá como destaque o discurso da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, que poderá sinalizar quando o juro deve subir nos Estados Unidos.

Por aqui, os investidores esperam para ver o texto da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que impõe um limite para o gasto do governo e que o presidente interino, Michel Temer, entregará no Congresso. 

Às 11h44 (horário de Brasília), o benchmark da bolsa brasileira subia 1,04% a 49.135 pontos. Já o dólar comercial recua 0,31% a R$ 3,4691 na venda, enquanto o dólar futuro para julho caía 0,34% a R$ 3,484. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 tem alta de 2 pontos-base a 13,76%, ao passo que o DI para janeiro de 2021 tem queda de 9 pontos-base a 12,56%. 

Entre as commodities, o minério de ferro spot com 62% de pureza e entrega no porto de Qingdao teve leve alta de 0,16% a US$ 50,65, enquanto o minério com entrega em Tianjin caiu 1,2% a US$ 50,20. 

FOMC 
O Federal Open Market Committee divulga a sua decisão de juros nesta quarta às 15h (horário de Brasília). É um dos eventos mais importantes do cenário macroeconômico da semana e deve ser acompanhado de perto pelos investidores. Para a economista da Claritas, Marcela Rocha, esta reunião é particularmente importante porque além da decisão de juros ainda trará o discurso da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, e a revisão das projeções para os principais indicadores econômicos dos EUA pelo Fed. "O Fed deve manter a banda dos juros entre 0,25% e 0,5% ao ano mantendo a janela aberta para um aumento das taxas em julho", afirma. 

Entrega do teto de gastos e TCU
O presidente interino, Michel Temer, deve entregar hoje no Congresso a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que estabelece como teto para o aumento dos gastos do governo a inflação do ano anterior. De acordo com Marcela, o evento será importante porque, por mais que o anúncio das medidas tenha sido importante, o mercado precisava de detalhes e o investidor deve ficar bem atento ao texto que Temer, entregará ao Parlamento. "Nas nossas estimativas, supondo que o governo limite os gastos à inflação do ano anterior [portanto, sem aumento real], ele deixará a trajetória da dívida mais sustentável, mas não será o bastante para começar a colher superávits em menos de seis anos", afirma.

As especulações nas últimas semanas foram de que o Ministério da Fazenda quer que a medida vigore até que a trajetória do endividamento público seja revertido, enquanto políticos do governo queriam impor um limite de tempo de 3 a 5 anos. Notícias recentes são de que Temer teria encontrado um meio-termo em colocar a medida para vigorar entre sete e dez anos.

Ainda no cenário político, o TCU pode votar contas de Dilma Rousseff de 2015, a partir das 10h30. "Após sua conclusão, o parecer será enviado ao Congresso Nacional, que tem a competência para emitir o julgamento das contas. A análise realizada pelo tribunal subsidia esse julgamento", afirmou o TCU.

Ações em destaque
Os papéis da Petrobras (PETR3, R$ 10,74, +2,48%; PETR4, R$ 8,58, +3,37%) disparam após petróleo amenizar perdas no mercado internacional. O dado que trouxe ânimo aos investidores veio dos Estados Unidos. Segundo a Agência Internacional de Energia, os estoques de petróleo comercial bruto dos EUA caíram em 933 mil na semana encerrada em 10 de junho, para 531,5 milhões de barris. Em cinco minutos pós-queda estoques de petróleo, as ações preferenciais da companhia saltaram 1,9% - indo de R$ 8,46 para R$ 8,62. 

As ações da Vale (VALE3, R$ 15,33, +4,78%; VALE5, R$ 12,32, +4,32%) registram alta após despencarem na véspera, pressionadas pelo minério de ferro. Na sessão de hoje, o minério de ferro spot (à vista), negociado no porto de Qingdao com 62% de pureza, fechou em alta de 0,16%, a US$ 50,65 a tonelada seca. Já a outra cotação usada como referência no mercado à vista, que é o minério de ferro com entrega no porto de Tianjin, caiu 1,2% a US$ 50,20 a tonelada. A cotação do minério é um importante balizador para o desempenho das ações da Vale, já que é o seu principal produto. 

Em dia de alta nos mercados internacionais, as ações das empresas siderúrgicas também registram ganhos, também após a forte queda da véspera, como é o caso de CSN e Gerdau. 

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia
 USIM5 USIMINAS PNA 1,89 +13,17
 CSNA3 SID NACIONALON 7,14 +7,05
 GOAU4 GERDAU MET PN 2,02 +5,21
 GGBR4 GERDAU PN 5,91 +4,60
 VALE3 VALE ON 15,30 +4,58

 

 

Dentro do setor mais pesado no Ibovespa, o financeiro, bancos grandes operam em alta. Itaú Unibanco (ITUB4, R$ 28,86, +0,87%), Bradesco (BBDC3, R$ 25,37, +0,55%; BBDC4, R$ 24,05, +0,38%) e Banco do Brasil (BBAS3, R$ 16,28, +1,06%) têm um dia de ganhos. Juntas, as quatro ações respondem por pouco mais de 20% da participação na carteira teórica do nosso benchmark. 

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 KROT3 KROTON ON 12,79 -2,22 +34,75 34,72M
 FIBR3 FIBRIA ON 27,79 -1,45 -45,50 17,17M
 MRFG3 MARFRIG ON 5,73 -1,38 -9,76 2,67M
 SUZB5 SUZANO PAPELPNA 12,10 -0,82 -33,85 7,93M
 ECOR3 ECORODOVIAS ON 7,70 -0,77 +51,28 8,04M


Perícia atrasará votação do impeachment
A decisão do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, de aceitar o recurso da defesa de Dilma para a realização de uma perícia no processo deve atrasar o processo de impeachment. O calendário deve ser prorrogado em oito dias. 

MSCI decide não incluir ações chinesas
O Morgan Stanley Capital International, que faz uma série de índices acionários internacionais que são seguidos de perto por fundos ativos e passivos, decidiu ontem não incluir ações do mercado chinês em seus benchmarks. A instituição disse que a China tem mais trabalho a fazer no sentido de "liberalizar" o seu mercado de capitais, famoso por ser extremamente restrito a estrangeiros e sofrer muito com o controle de capital imposto pelo governo do país. De acordo com o MSCI, as ações chinesas ainda podem ser incluídas no índice na revisão de 2017. 

Vencimento de contratos futuros do Ibovespa
Os contratos futuros do Ibovespa para junho vencem na quarta-feira. A partir desta data, ficam válidos os contratos com vencimento em agosto (INDQ16). 

Confira o InfoMoney na Bolsa desta quarta-feira: 

 

Contato