Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa vira para queda com Vale e bancos recuando forte; dólar cai

Ex-chefe da Casa Civil no governo de FHC diz que quer levar profissionalismo à gestão da petroleira e agrada ao mercado; exterior têm fortes ganhos

Pedro Parente
(Divulgação)

SÃO PAULO - O Ibovespa zera ganhos nesta sexta-feira (20), trazendo risco de não subir em nenhum dia em toda essa semana. Mais cedo, o benchmark seguia a alta das bolsas internacionais, com os índices europeus fechando com ganhos de 1,5% e os norte-americanos Dow Jones e S&P 500 registrando ganhos perto de 0,7%. Lá fora há uma correção das fortes perdas pós-sinalizações de alta de juros do Federal Reserve. Já no cenário doméstico, a nomeação de Pedro Parente para a Petrobras foi bem vista pelo mercado. 

Às 16h21 (horário de Brasília), o benchmark da bolsa brasileira tinha leve queda de 0,68%, a 49.792 pontos. Já o dólar comercial cai 1,29% a R$ 3,5243 na venda, enquanto o dólar futuro para junho tem queda de 1,20% a R$ 3,534, no segundo dia consecutivo sem leilão de swap reverso pelo Banco Central. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 tem alta de 3 pontos-base a 13,68%, ao passo que o DI para janeiro de 2021 recua 16 pontos-base a 12,36%. 

Ontem, o Ibovespa fez o teste na região dos 50.000 pontos, considerado decisivo para muitos analistas do mercado, que acreditam que este patamar possa sustentar o índice durante muito tempo, mas não descartam que ele possa romper o suporte e voltar até os 47.000 pontos

Ações em destaque
As ações da Vale (VALE3, R$ 14,07, -5,51%; VALE5, R$ 11,45, -3,38%) viram para queda apesar da recuperação do preço do minério de ferro. O minério de ferro spot (à vista), negociado no porto de Qingdao com 62% de pureza, fechou em alta de 2,66%, a US$ 54,89 a tonelada seca. 

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia
 VALE3 VALE ON 14,02 -5,84
 MRVE3 MRV ON ED 10,74 -4,19
 VALE5 VALE PNA 11,39 -3,88
 CYRE3 CYRELA REALTON 9,97 -3,67
 KROT3 KROTON ON ED 11,29 -3,09

 

 

Entre as quedas, as educacionais Estácio (ESTC3, R$ 11,26, -1,66%) e Kroton (KROT3, R$ 11,32, -2,83%) também recuam forte. 

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia
 RADL3 RAIADROGASILON 56,31 +4,01
 RUMO3 RUMO LOG ON 3,98 +3,92
 CMIG4 CEMIG PN 5,55 +2,97
 GOAU4 GERDAU MET PN 2,12 +2,42
 TBLE3 TRACTEBEL ON ED 36,53 +2,10
* - Lote de mil ações 
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)

Após dias de rumores e tratativas, a assessoria de Michel Temer confirmou na última quinta que o ex-ministro Pedro Parente é o novo presidente da Petrobras (PETR3, R$ 11,58, +0,61%; PETR4, R$ 9,13, +1,90%). Com isso, as ações da estatal têm um dia de ganhos. Confirmado pelo governo, o futuro presidente-executivo da estatal, Pedro Parente, prometeu na quinta-feira fazer uma gestão "estritamente profissional" na estatal, sem indicações políticas. 

 Em sua primeira entrevista como indicado para o posto, o ex-ministro da Casa Civil e do Planejamento do governo Fernando Henrique Cardoso disse que a empresa tem grandes desafios pela frente, mas que o processo de recuperação já foi iniciado pela atual diretoria."Não haverá indicações políticas na Petrobras, o que vai facilitar muito a vida do Conselho de Administração e a minha própria. Isso foi uma indicação clara que o presidente (interino Michel) Temer me passou e sem dúvida nenhuma foi um dos pontos que me ajudaram a decidir por essa opção de assumir essa posição", disse Parente, que atualmente preside o Conselho de Administração da BM&FBovespa. Parente ressaltou, contudo, que a atual diretoria, comandada por Aldemir Bendine, e o Conselho já deram início ao processo de recuperação da empresa, mas reconheceu que o desafio ainda é muito grande e que poderá indicar novos diretores.

Ainda no radar da petroleira, o petróleo tem leve queda apesar da queda continuada da produção norte-americana. O barril do WTI (West Texas Intermediate) cai 0,25% a US$ 48,04, enquanto o barril do Brent recua 0,02% a US$ 49,33. 

Meta fiscal
A nova meta fiscal, trazendo a reavaliação da situação das contas públicas realizada pela equipe econômica do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, deve ser apresentada na segunda-feira (23) e o Congresso tentará votá-la na terça-feira (24). Segundo o Estado de S. Paulo, a pauta apertada no Parlamento põe a votação da meta em risco. De acordo com a Folha de S. Paulo, o déficit fiscal deve chegar a R$ 180 bilhões.  

IPCA-15
Aqui no Brasil, o principal dado da semana saiu hoje e foi o IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) colhido entre os dias 15 de abril e 15 de maio. O dado mostrou um aumento de 0,86% na inflação em maio, contra 0,51% registrados em abril. A expectativa mediana dos economistas pesquisada pela LCA Consultores indicava um crescimento de 0,77% na comparação mensal. Em 12 meses, o acumulado da inflação chegou a 9,62%, contra projeções de 9,52%. 

Operação tem Odebrecht como alvo
A Polícia Federal e o MPF (Ministério Público Federal) deflagraram, nesta sexta, quatro mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva em operação que investiga contratos internacionais relacionados à Odebrecht. Esta fase ocorre em São Paulo e em Santos, no litoral paulista. 

A investigação foi inicialmente instaurada para apurar suposto tráfico de influência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para beneficiar a Odebrecht , se ampliou e resultou na operação de hoje. Segundo o Estadão, Lula não é alvo, mas sim pessoas ligadas ao ex-presidente. 

Investigados 
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) que integrantes da cúpula do PMDB sejam investigados sobre o suposto pagamento de propina na construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, informou a Folha. São alvos o ministro do Planejamento Romero Jucáo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e os senadores Valdir Raupp (PMDB-RO) e Jader Barbalho (PMDB-PA).

 

Contato