Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa Futuro cai mais de 1% pressionado por commodities e resultado do Itaú

Mercado olha para noticiário corporativo e preocupações com a China, que viu mais uma retração na atividade industrial

trader - Teoria do Mais Tolo
(Thinkstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa Futuro abre em baixa nesta terça-feira (3), pressionado pelo desempenho negativo das bolsas europeias e dos futuros dos índices norte-americanos. No radar do investidor, o PMI (Índice Gerente de Compras) da China medido pela Caixin chegou ao 14º mês consecutivo de contração em abril. Com isso, o minério de ferro caiu 4,27% a US$ 63,41, o que deve impactar as ações da Vale (VALE3; VALE5). Para piorar, o resultado do Itaú Unibanco (ITUB4) veio abaixo do esperado, com despesa para provisão chegando a R$ 7,23 bilhões no primeiro trimestre de 2016. No front político, o TCU (Tribunal de Contas da União) deve votar as contas da presidente Dilma Rousseff de 2015 no dia 15 de junho. 

Às 9h27 (horário de Brasília), o contrato futuro do índice para junho caía 1,52%, a 53.450 pontos. Já o dólar futuro para junho sobe 1,02% a R$ 3,569. No caso do câmbio, o Banco Central decidiu reduzir a oferta de swaps reversos hoje de 40.000 para 20.000 depois do leilão de ontem levar o dólar de volta a R$ 3,50. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 sobe 1 ponto-base a 13,67%, ao passo que o DI para janeiro de 2021 tem alta de 8 pontos-base a 12,47%. 

Comissão do Impeachment
Nesta terça, a Comissão Especial de Impeachment no Senado ouvirá, por sugestão dos governistas, os professores Geraldo Luiz Mascarenhas Prado, Ricardo Lodi Ribeiro e Marcello Lavenère. A sessão deve ser praticamente um aquecimento para a quarta (4), quando o relator do impeachment, Antonio Anastasia (PSDB-MG), apresentará o seu relatório pedindo a admissibilidade ou não admissibilidade do processo. A votação do relatório da Comissão ocorrerá na sexta (6). 

Produção industrial
Divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a Produção Industrial em março registrou uma queda de 11,4%, contra uma mediana das expectativas dos economistas de retração de 10,80% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Em fevereiro, a produção industrial sofrera uma contração de 9,80% na base anual. 

Balanço do Itaú
Em mais um dia importante da temporada de balanços, hoje saiu o resultado do primeiro trimestre do Itaú Unibanco (ITUB4). O banco informou nesta terça-feira que teve lucro líquido de R$ 5,184 bilhões no primeiro trimestre, queda ante os R$ 5,733 bilhões em igual período de 2015 e ante os R$  5,689 bilhões referentes aos três últimos meses do ano anterior. O índice de inadimplência das operações vencidas há mais de 90 dias cresceu 0,4 ponto percentual sobre o trimestre anterior e 0,9 ponto percentual ante o mesmo período de 2015, a 3,9%. A despesa com provisão no primeiro trimestre passou de R$ 5,5 bilhões para R$ 7,23 bilhões. 

Dilma X Temer
Destaque para as notícias tanto sobre possíveis medidas a serem tomadas por Dilma Rousseff quanto por futuras medidas a serem tomadas por Michel Temer caso assuma a presidência. Após conversa com Temer ontem, o potencial ministro da Fazenda Henrique Meirelles afirmou que o País tem condições de honrar seus compromissos e diz que é preciso reverter a trajetória da dívida pública. Já no caso do governo Dilma, o ministro Armando Monteiro afirmou que pode anunciar medida para o setor industrial até sexta-feira, enquanto a Folha noticiou que a presidente estuda elevar o IR sobre lucro presumido e o Estadão destacou que o IOF poderá subir até 3% para a compra de dólar. Ainda no campo político, a Folha informa que o procurador-geral da República Rodrigo Janot deve pedir abertura de inquérito contra Dilma e Lula. 

Cenário externo
Na Europa, o dia é de baixas, com o DAX em queda de 1,85%, FTSE em baixa de 1,19% e o CAC 40 caindo 1,67%, com os dados abaixo do esperado de bancos e também repercutindo a atividade industrial da China, que teve nova contração em abril.

Já as bolsas chinesas tiveram seu melhor dia em quase cinco semanas nesta terça-feira, com os investidores apostando em melhoras dos fundamentos corporativos no curto prazo, ainda que o baixo volume de negócios fracos na volta de feriado sugira que a confiança permanece frágil.

Os investidores chineses ficaram aliviados com os ganhos do primeiro trimestre das companhias chinesas listadas, em que os lucros não tombaram tanto quanto se esperava. Analistas disseram que as esperanças de que a estabilização da economia também possa sustentar os lucros do segundo trimestre impulsionaram a confiança.

Porém, no restante do continente, os mercados devolveram os ganhos de mais cedo e fecharam em queda, e o iene subiu para uma nova máxima de 18 meses, com as crescentes dúvidas dos investidores sobre a capacidade dos bancos centrais do mundo de impulsionar o crescimento através do afrouxamento monetário agressivo.

O Japão está no meio de uma semana de feriados. Os mercados estiveram fechados na sexta-feira, e continuarão fechados entre terça-feira e quinta-feira desta semana.

O Ibovespa Futuro é um bom termômetro de como será o pregão, mas nem sempre prevê adequadamente movimentos na Bolsa a partir do sino de abertura.

Especiais InfoMoney:

Carteira de ações do InfoMoney rende 32,4% em 2016; baixe gratuitamente

Quer operar minicontratos? "Trader da Gerdau" fará workshop dia 12/05 para mostrar estratégias com Ibovespa e dólar. Clique aqui para se inscrever. 

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

 

Contato