Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa sobe, mas perde força no fim em dia de Copom e ataque terrorista; dólar bate recorde

Mercado ganha força graças a dado positivo da commodity, que interrompe forte sequência de quedas

Ações
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa fechou praticamente estável nesta quinta-feira (21), mas com leves ganhos, ficando distante das máximas do dia, quando chegou a subir 1,15%. A sessão foi de repercussão da polêmica decisão do Copom (Comitê de Política Monetária) de manter os juros e da disparada do petróleo em meio aos estoques divulgados no início da tarde e ao incêndio em um terminal de petróleo da Líbia.

O benchmark da bolsa brasileira subiu 0,19%, a 37.717 pontos, com um volume financeiro de R$ 5,011 bilhões. Já o dólar comercial fechou com alta de 1,47% a R$ 4,1655 na venda, em seu maior patamar da história, enquanto o dólar futuro para fevereiro teve alta de 1,45% a R$ 4,172. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 registrou queda de 29 pontos-base, a 14,90%, ao passo que o DI para janeiro de 2021 virou para perdas de 2 pontos-base a 16,79%. 

Segundo o economista-chefe da Opus Asset, José Márcio Camargo, a volatilidade da Bolsa hoje se deu por conta de três grandes fatos que mexeram muito no mercado. O primeiro é o Copom, que para muitos, derrubou a credibilidade da política monetária, aumentando as expectativas de inflação. Na outra ponta ficou a decisão do BCE (Banco Central Europeu), que impulsionou as bolsas mundiais após o presidente da instituição, Mario Draghi, acenar para um aumento dos estímulos. Por último, é importante olhar para o petróleo, que dispara 7% após um incêndio em terminal petroleiro da Líbia causado por um ataque do Estado Islâmico. 

Estoques de petróleo e incêndio na Líbia
Na semana passada, houve um aumento de 4 milhões nos estoques, contrariando o número divulgado ontem pelo American Petroleum Institute, que mostrava uma elevação de 4,6 milhões de barris. Logo depois da divulgação, o petróleo passou a subir 3% e as bolsas norte-americanas dispararam, movimento acompanhado pelo nosso índice. 

A estatal National Oil Corporation (NOC) da Líbia confirmou a informação de que está ocorrendo um grande incêndio de petróleo no terminal petrolífero de Ras Lanuf nesta quinta-feira, em comunicado divulgado no site da companhia. A NOC qualificou o incidente como uma "catástrofe ambiental", que deve causar problemas respiratórios em pessoas na área do norte da Líbia, onde há também outras instalações do setor de petróleo.

O incêndio é resultado de um ataque realizado por militantes do Estado Islâmico, segundo a empresa. O ataque é um dos vários a atingir Ras Lanuf nas duas últimas semanas, o que levou ao colapso de geradores de energia e afetou a oferta de eletricidade na cidade.

O trader da Daycoval Investimentos, Daniel Ximenes Almeida acredita que tanto os estoques quanto o incêndio impactam a commodity, principalmente porque sendo um produto que ficou em evidência durante toda a semana, os traders acabam especulando mais em cima dele. 

Ações em destaque
As ações da Petrobras (PETR3, R$ 6,29, +6,07%; PETR4, R$ 4,50, +1,58%) dispararam após os estoques de petróleo e se recuperaram da série de quedas recentes. Junto com os preços do petróleo, um relatório um tanto "tranquilizador" do Itaú BBA para a estatal traz ânimo. O banco vê um impacto limitado da queda do petróleo no Ebitda da Petrobras. “Para a Petrobras, ao contrário das empresas de óleo regulares, a queda nos preços do petróleo provavelmente terá um impacto limitado sobre o Ebitda de 2016”, segundo relatório de analistas. Aproximadamente 60% da receita da estatal não é atrelada aos preços do petróleo.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 PETR3 PETROBRAS ON 6,29 +6,07 -26,60 123,02M
 FIBR3 FIBRIA ON 45,07 +4,67 -13,14 95,41M
 WEGE3 WEG ON 14,49 +4,47 -3,08 44,97M
 JBSS3 JBS ON 11,00 +4,46 -10,93 79,74M
 RADL3 RAIADROGASIL ON 37,81 +3,42 +6,57 45,41M



As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 RUMO3 RUMO LOG ON 2,02 -8,18 -67,63 10,66M
 BBSE3 BBSEGURIDADE ON 21,72 -5,32 -10,73 259,93M
 PCAR4 P.ACUCAR-CBD PN 33,50 -4,88 -19,97 53,36M
 ECOR3 ECORODOVIAS ON 3,48 -4,13 -31,63 13,43M
 USIM5 USIMINAS PNA 0,98 -3,92 -36,77 8,33M



As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN 23,12 +0,22 416,99M 365,59M 38.883 
 PETR4 PETROBRAS PN 4,50 +1,58 396,22M 317,40M 38.340 
 BBSE3 BBSEGURIDADE ON 21,72 -5,32 259,93M 117,34M 26.913 
 BBDC4 BRADESCO PN 17,01 -1,45 256,97M 204,53M 28.779 
 VALE5 VALE PNA 6,86 -1,30 206,28M 194,19M 24.258 
 ABEV3 AMBEV S/A ON 16,32 -1,33 180,95M 193,74M 25.288 
 CIEL3 CIELO ON 32,50 +0,03 130,81M 167,69M 13.908 
 SUZB5 SUZANO PAPEL PNA 15,29 +3,10 125,82M 83,11M 19.930 
 PETR3 PETROBRAS ON 6,29 +6,07 123,02M 82,86M 27.878 
 BVMF3 BMFBOVESPA ON 10,08 -1,66 114,78M 98,04M 18.555 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
 

BCE e Copom
Desde a manhã a Bolsa já subia graças ao sinal positivo do BCE (Banco Central Europeu), que acenou com a possibilidade de reconsiderar a sua posição em política monetária em março, o que ofuscou o pessimismo com a decisão do Copom (Comitê de Política Monetária). 

Segundo o presidente da autoridade monetária europeia, Mario Draghi, os riscos de piora no cenário econômico europeu aumentaram desde o início do ano e podem ser considerados aumentos no estímulo do Quantitative Easing da zona do euro. Draghi ainda disse que as taxas de juro na região devem se manter no mesmo nível ou mais baixo por algum tempo.

Já com relação ao Copom, a Nomura disse em relatório que a comunicação do Banco Central foi incomum, embora a decisão de manter a Selic possa ser defendida pelas condições econômicas do País, “a forma como o BC pareceu mudar sua posição pode acabar custando em termos de credibilidade”.

Já o Santander disse que o trecho de curto prazo da curva de juros, que precificava aperto monetário no fechamento de ontem, deve ter ampliação da inclinação. Os mercados de renda fixa devem manter acréscimo de prêmios aos vencimentos mais longos pelo menos até que a inflação mostre sinais claros de desaceleração. Na mesma linha vai o economista-chefe da Opus Asset, José Márcio Camarago. Para ele, a mudança do plano de voo na véspera do Copom afeta a confiança na política monetária. 

Também comentou o Copom o economista e ex-diretor do BC, Alexandre Schwartsman. Segundo ele, os historiadores econômicos podem se lembrar dessa data do Copom como a lápide do regime de metas de inflação. Para ele, a possibilidade de manter IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) dentro das fronteiras estabelecidas pelo CMN deve entrar em colapso e probabilidade de inflação atingir 8-9% neste ano aumenta acentuadamente.

Caged
Para aumentar ainda mais o otimismo na sessão, o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) mostrou uma perda menor do que a esperada em vagas de trabalho no Brasil em 2015. Foram 598.208 empregos perdidos em dezembro, contra 650 mil esperados, completando 1,63 milhão de empregos a menos no ano passado. 

Dilma pode depor na Operação Zelotes
A presidente Dilma Rousseff foi autorizada pelo juiz da 10ª Vara Federal de Brasília, Vallisney de Souza Oliveira a ser ouvida como testemunha de defesa em um processo que apura a suposta compra de uma MP (Medida Provisória) que beneficiou o setor automotivo. Pela decisão, a presidente terá de responder por escrito a perguntas sobre o suposto esquema, formuladas pela defesa do advogado Eduardo Gonçalves Valadão, réu que a arrolou.

 

Contato