Em mercados / acoes-e-indices

Small cap decide suspender dividendos; novo Ibovespa, "block trade" e mais 8 notícias no radar

Confira os principais destaques corporativos desta quarta-feira

gráfico
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa segue para o 3° ano de queda seguido nesta quarta-feira (30), que marca a última sessão de 2015. Apesar do fraco volume financeiro de negociação na Bolsa, que tem sido característico nesta última semana, isso não inibe o noticiário corporativo, que segue movimentado hoje.

Nos destaques, a Petrobras (PETR3; PETR4) estendeu por mais um ano, até 2018, prazo para explorar o pré-sal, enquanto tenta encontrar um interessado na área de Sagitário, segundo informou o Valor. A estatal tenta estender também o prazo necessário para concluir a exploração de Júpiter. 

Ainda sobre a petroleira, a companhia teve êxito parcial na Justiça dos Estados Unidos na semana passada, quando o juiz Jed Rakoff decidiu excluir alugns títulos da dívida da ação coletiva movida por investidores contra a estatal. A decisão pode reduzir o número de investidores no processo e eventual indenização, informou o Valor.

Nova prévia Ibovespa
A BM&FBovespa divulga hoje a terceira e última prévia do Ibovespa, que passará a valer a partir do 1° pregão de janeiro até abril de 2016.  

CPFL Energia
A CPFL Energia (CPFE3) aprovou contratação de financiamento de até R$ 764,1 milhões com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Sabesp
A Sabesp (SBSP3) emitiu R$ 500 milhões em debêntures a CDI mais 380 pontos, com vencimento em dezembro de 2019. A oferta é destinada a investidores qualificados. O coordenador líder da operação será o Bradesco BBI. 

Log-In
Pressionada financeiramente, a Log-In (LOGN3), especializada na navegação de cabotagem, recebeu oferta de investidor interessado em adquirir o seu controle acionário, mas a operação ainda não está fechada, segundo apurou o Valor. Ao mesmo tempo, a companhia negocia com bancos credores para conseguir um desconta da dívida, processo conhecido como "haircut". Para conduzir o processo de reestruturação, a companhia contratou a assessoria financeira Moelis & Company, que vem conduzindo as discussões com os bancos.  

Vanguarda Agro 
A BM&FBovespa informou que ocorrerá um leilão hoje para venda de R$ 6,2 milhões em ações da Vanguarda Agro (
VAGR3). A operação, conhecida como "block trade", resultará sozinha em um volume financeiro 8 vezes maior que o giro médio diário dos últimos 21 pregões movimentado com a ação na Bolsa (ou R$ 780 mil).

Segundo comunicado da Bolsa, o leilão está programado para ocorrer entre 15 e 15h15 (horário de Brasília). A operação envolverá a venda de 750 mil ações, ou 4,18% do capital total da empresa, a preço de R$ 8,30. 

O comunicado da Bovespa não informa quem é o acionista, mas que ele não é controlador ou integrante do bloco de controle e que ele desconhece qualquer informação relevante sobre a empresa que não seja de domínio público. A Bolsa informa, no entanto, que o investidor é membro do conselho deliberativo, fiscal, de administração ou de qualquer outro órgão que exerça direta ou indiretamente qualquer tipo de ato de gestão, fiscalização ou controle da companhia.

BB
O Banco do Brasil (BBAS3) informou que a Fazenda reconheceu dívida com o banco e pagamento parcial de R$ 1,5 bilhão. 

Cemig
A Cemig (CMIG4) votará mudança em conselho dia 20 de janeiro. A companhia propõe Ricardo de Sena para ocupar o lugar no conselho de Otavio Azevedo.  

São Martinho
O Grupo São Martinho (SMTO3) encerrou a moagem de cana de açúcar referente à safra 2015/16 com 20 milhões de toneladas de cana processadas em suas usinas, uma alta de 7% ante as 18,71 milhões de toneladas da safra anterior, segundo comunicado divulgado nesta segunda-feira. 

O volume da produção de açúcar e etanol da empresa alcançou 98,9% da estimativa da companhia, medido em ATR, devido à queda do teor de açúcar na cana causada por fortes chuvas principalmente em novembro. No entanto, segundo a companhia, a moagem em toneladas totalizou 102,7% da previsão, o que compensou em parte o ATR reduzido.

Contax
A Contax (CTAX11) suspendeu o pagamento de R$ 24,2 milhões em dividendos. 

SulAmérica
A SulAmérica (SULA11) informou que sua controlada indireta Salic transferiu apólices para Pan e recebe R$ 59,9 milhões.  

 

Contato