Em mercados / acoes-e-indices

Bovespa sobe 0,3% em dia de Lava Jato, pesquisa Ibope e recuperação nas bolsas mundiais

Pólítica e recuperação das bolsas internacionais após uma sequência de fortes quedas e antes de decisão do Fomc ajuda Bovespa a terminar o dia no positivo

Ações
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa fecha em alta nesta terça-feira (15), com o mercado brasileiro seguindo os ganhos das bolsas internacionais e das commodities. Os índices norte-americanos sobem pouco mais de 1% após fortes quedas nas últimas sessões. Por aqui, ficou no radar a notícia de que a Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão em imóveis do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em mais uma fase da Operação Lava Jato. 

Quer saber onde investir em 2016? Veja no Guia Especial InfoMoney clicando aqui!

O benchmark da Bolsa brasileira subiu 0,28%, a 44.872 pontos. O volume financeiro negociado na Bovespa foi de R$ 4,725 bilhões. Já o dólar comercial fechou em queda de 0,25% a R$ 3,8744 na compra e a R$ 3,8765 na venda, em um dia bastante volátil, enquanto o dólar futuro para janeiro de 2016 tem leve queda de 0,18% a R$ 3,894. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 operava em queda de 6 pontos-base a 15,97%, ao passo que o DI para janeiro de 2021 registrava ganhos de 1 ponto-base a 16,10%. 

Segundo o trader da H. Commcor, Ari Santos, o movimento do índice hoje foi uma recuperação da queda de três dias consecutivos apresentada recentemente. Ele ainda avaliou que o exterior ajudou a Bolsa a ganhar forças neste dia de correção, mas está tudo aberto ainda e não se sabe o que ocorrerá na bolsa. 

Cunha 
Além de ir atrás de Cunha, as buscas também foram realizadas nas residências do deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE) e do senador Edison Lobão (PMDB-MA). A ação foi batizada de Catilinárias. Cabe lembrar que hoje, o novo relator no Conselho de Ética da Câmara que investiga se Cunha cometeu quebra de decoro parlamentar, o deputado Marcos Rogério (PDT-RO), apresentou seu parecer preeliminar sobre o caso. O Conselho decidiu, por 11 votos a 9 a continuidade do processo contra o presidente da Câmara. 

Cunha será notificado e terá 10 dias para apresentar defesa por escrito. Minutos antes da votação, os deputados chegaram a tentar acordos para adiar a sessão pela oitava vez. Os parlamentares queriam evitar novas estratégias para atrasar o andamento da representação protocolada há mais de 60 dias e também evitar a judicialização do processo.

Ibope
A CNI divulgou a pesquisa Ibope de popularidade do governo Dilma Rouseff nesta tarde. A pesquisa foi feita entre os dias 4 e 7 deste mês, com 2.002 pessoas em 143 municípios, com poucas mudanças em relação à pesquisa anterior. A taxa de aprovação à maneira de governar da presidente Dilma ficou em 14%, enquanto quem acha o governo bom/ótimo foi 9% dos entrevistados, oscilação de um ponto para baixo em relação a última pesquisa. 

Outros números da pesquisa mostram uma estabilidade dos números da presidente em relação à pesquisa anterior. 20% consideram o governo regular ante 21% em setembro, enquanto 70% acham que o governo Dilma é ruim/péssimo ante 69% na pesquisa anterior, todos dentro da margem de erro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. 82% desaprovam a maneira da presidente governar. 

Meta fiscal
Também no noticiário brasileiro, destaque para as informações sobre a meta fiscal de 2016. De acordo com diversos jornais, Dilma deve reduzir a meta de superávit de 0,7% do PIB (Produto Interno Bruto), contrariando o ministro da Fazenda, Joaquim Levy. A presidente ainda não se definiu, mas sinais dados por ela desde sexta-feira e conversas correntes em Brasília dão como certo de que o Palácio do Planalto já decidiu reduzir a meta para 0,50% do PIB.

Conforme informa o blog Primeiras Leituras, depois dessa declaração, Levy ficou mais ameno, dando sinais contraditórios de que pode ficar. Porém, registram alguns jornais, auxiliares dele na Fazenda apostam num desenlace em breve. O ministro foi ontem à luta no Congresso pelo seu número e reclamou que o ajuste precisa também do aumento de receitas ainda não aprovado pelo Congresso. De acordo com a consultoria de risco político Eurasia, aumenta risco de saída descoordenada de Levy por mudança da meta. 

Se a situação fica pior para Levy, há um alívio para Dilma. De acordo com a Folha de S. Paulo, o TCU (Tribunal de Contas da União) pode deixar a presidente de fora e condenar o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o ex-secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. 

Inflação nos EUA
As pressões inflacionárias aumentaram em novembro mesmo que a nova fraqueza nos preços da gasolina tenham mantido o índice geral de preços ao consumidor nos Estados Unidos sob controle, o que pode dar ao banco central mais munição para elevar a taxa de juros na quarta-feira.

O Departamento do Trabalho informou nesta terça-feira que o índice geral de preços ao consumidor ficou inalterado em novembro, mas que o núcleo dos preços, que exclui alimentos e energia, subiu 0,2%. Foi o terceiro mês seguido de alta de 0,2% do núcleo.

Nos 12 meses até novembro, o núcleo do índice subiu 2,0%, o maior ganho desde maio de 2014, depois de subir 1,9% em outubro.

O aumento no núcleo do índice de preços ao consumidor reflete ganhos estáveis no custo de aluguéis, taxas aéreas, veículos novos e cuidado médico. Eles foram, entretanto, compensados pela queda dos preços da gasolina.

Ações em destaque
Em um dia de recuperação para o petróleo, a Petrobras (PETR3, R$ 9,10, +3,76%; PETR4, R$ 7,42, +2,91%) teve uma sessão de alta. O contrato do brent com vencimento em janeiro de 2016 registrou alta de 2,3% nesta sessão, a US$ 39,70. 

Contudo, vale destacar uma notícia que mostra o "dilema" da Petrobras. A forte queda do preço do petróleo no mercado internacional aumentou consideravelmente a vantagem com que a gasolina e o diesel estão sendo vendidos no mercado interno, conforme informa o jornal Valor Econômico. Com isso, ajudou a diminuir, nos últimos 12 meses, em quase R$ 16 bilhões os prejuízos da Petrobras, mas ainda está longe de zerar as perdas acumuladas pela estatal ao longo dos últimos anos, destaca a publicação. A consultoria GO Associados estima que a gasolina seja negociada em dezembro 27% acima dos preços externos. 

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano
 OIBR4 OI PN 1,44 +9,09 -83,28
 NATU3 NATURA ON 27,36 +6,58 -9,16
 VALE5 VALE PNA 10,28 +4,15 -43,06
 CMIG4 CEMIG PN 5,99 +3,99 -52,96
 PETR3 PETROBRAS ON 9,10 +3,76 -5,11

 

 

Na mesma toada, subiram os papéis da Vale (VALE3, R$ 12,88, +3,37%; VALE5, R$ 10,28, +4,15%). O preço da tonelada do minério de ferro spot com 62% de pureza e entrega no porto de Qingdao teve alta de 0,77%, a US$ 39,36. 

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% Ano
 JBSS3 JBS ON 12,26 -3,77 +10,66
 BBSE3 BBSEGURIDADE ON 26,73 -3,64 -12,18
 USIM5 USIMINAS PNA 1,68 -3,45 -66,55
 GOLL4 GOL PN N2 3,24 -3,28 -78,66
 RADL3 RAIADROGASIL ON EJ 37,70 -2,84 +51,11

 

 

Já do lado das quedas esteve a CCR (CCRO3, R$ 13,23, -2,51%), que informou ao mercado que o seu Conselho de Administração aprovou a emissão de R$ 400 milhões em debêntures de três anos. Os recursos captados com a emissão das debêntures serão destinados para o reforço do caixa da Companhia.

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 CódigoAtivoCot R$Var %Vol1
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN EJ 28,30 +0,64 574,76M
 VALE5 VALE PNA 10,28 +4,15 254,46M
 PETR4 PETROBRAS PN 7,42 +2,91 243,63M
 BBDC4 BRADESCO PN 20,77 +1,56 185,60M
 BBSE3 BBSEGURIDADE ON 26,73 -3,64 177,83M
 ABEV3 AMBEV S/A ON 17,85 -1,11 139,62M
 BBAS3 BRASIL ON EJ 16,76 +0,72 120,23M
 UGPA3 ULTRAPAR ON 62,46 +0,39 118,20M
 JBSS3 JBS ON 12,26 -3,77 95,76M
 BRFS3 BRF SA ON 56,55 -0,96 93,49M

* - Lote de mil ações 
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
 

Cenário externo
Na Europa, o dia foi positivo repercutindo os dados do setor automotivo, com alta nos registros de novos carros, enquanto repercute uma recuperação dos preços do petróleo, com o barril do brent em alta de cerca de 2,4%.

Enquanto isso, as bolsas asiáticas fecharam em baixa na sessão desta terça. Os índices chineses terminaram as operações desta terça-feira com leve queda, com a correção das ações bancárias e de matérias-primas contendo uma alta das empresas imobiliárias provocada por esperanças de mais medidas de suporte para o setor.

Os líderes do país comprometeram-se a manter o crescimento econômico do país em uma "faixa razoável" em 2016 através da expansão da demanda doméstica e de aperfeiçoamentos do lado da oferta. As ações imobiliárias subiram com o governo prometendo adotar mais medidas no próximo ano para ajudar as companhias a reduzirem seus custos, combater os grandes estoques de casas não vendidas e conter os riscos financeiros.

Quer saber onde investir em 2016? Veja no Guia InfoMoney clicando aqui!

 

Contato