Em mercados / acoes-e-indices

Mesmo com alta de blue chips, Bolsa fecha em queda por cenário político; dólar sobe

Petrobras sobe 4% e Vale 3%, mas apenas 16 das 66 ações sobem e Ibovespa fecha no vermelho; Datafolha e aprovação de pauta bomba no Congresso trouxeram pessimismo

Ações
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa fechou em queda de 0,55%, a 50,011 pontos, nesta quinta-feira (6) apesar de fortes altas de blue chips como Petrobras e Vale. Os principais drivers do dia foram políticos com pesquisa Datafolha mostrando a presidente Dilma Rousseff com uma aprovação "boa ou ótima" caindo de 10% para 8%, menor até que a do ex-presidente Fernando Collor de Mello. O volume negociado no pregão foi de R$ 7,027 bilhões.

Já o dólar comercial subiu 1,39% a R$ 3,5351 na compra e R$ 3,5374 na venda, enquanto o dólar futuro para setembro subiu 1,39%, a R$ 3,564. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 disparou 46 pontos-base a 14,23%, enquanto o DI para janeiro de 2021 saltou 52 p.bs. a 13,72%.

Segundo o trader da H. Commcor, Ari Santos, a virada de diversas ações da Bolsa teve influência do dólar ficando mais caro, o que aumenta a atratividade das ações brasileiras ao investidor estrangeiro, o que para ele deve ter alimentado o movimento muito mais do que qualquer fato concreto. 

Tensão política
No radar político, ficou a aprovação da PEC 443 que vincula os salários de advogados públicos e delegados de polícia à remuneração dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Além disso, a saída do PDT e do PTB da base aliada se juntaram com as notícias de que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) se reuniu com os senadores do PSDB, José Serra e Aécio Neves para discutir o impeachment de Dilma. Isso ajudou a piorar ainda mais o clima político.

Isso ocorre ao mesmo tempo em que a Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno a PEC 443, que vincula salários de advogados públicos e delegados de polícia à remuneração dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), mais um duro golpe no ajuste fiscal.

Em meio à crise política e às polêmicas, o vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP) contemporizou as suas falas da véspera durante palestra para universitários em Brasília. "Nós temos uma estabilidade institucional extraordinária, temos tranquilidade institucional". O vice afirma que a democracia vive da contestação e que "ela se acende dessa forma". 

Indicadores
Dentre os indicadores, foi divulgada a ata do Copom (Comitê de Política Monetária), que segundo analistas reforça o compromisso do Banco Central com a meta de inflação em 4,5% em 2016. No trecho em que faz essa ponderação, o Banco Central excluiu a frase "ainda não se mostram suficientes" quando falou sobre os efeitos da política monetária. 

Contudo, diante da ata, alguns especialistas entenderam que o BC deixou a porta aberta para elevar a Selic novamente, mais cedo ou mais tarde. "O Copom pode voltar a elevar juros, mas num cenário em que tenha um desvio muito grande em relação ao que se projeta para o ano que vem. Ele se colocou uma barreira para voltar a aumentar o juro que é relativamente alta", afirmou o economista-chefe, Icatu Vanguarda, Rodrigo Melo.

Destaques de ações
Os bancos acompanharam as quedas das últimas sessões. Destaque para Itaú Unibanco (ITUB4, R$ 29,04, -0,38%) e Bradesco (BBDC3, R$ 27,14, -0,37%BBDC4, R$ 26,00, +0,19%). 

As maiores baixas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 GOAU4 GERDAU MET PN 3,92 -6,00 -65,01 21,05M
 CCRO3 CCR SA ON 13,80 -5,28 -10,14 91,47M
 RUMO3 RUMO LOG ON EG 9,20 -5,06 -47,31 4,53M
 LAME4 LOJAS AMERIC PN 15,99 -4,88 -6,86 36,17M
 POMO4 MARCOPOLO PN N2 2,16 -4,85 -32,89 7,80M

Depois de cair forte pela manhã, as ações da Petrobras (PETR3, R$ 11,46, +4,28%PETR4, R$ 10,32, +3,10%) fecharam em alta antes antes da divulgação do balanço da estatal, que é o grande destaque corporativo do pregão. A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) petroleira voltou a se reunir para tomada de depoimentos e deve ouvir o delator Milton Pascowitch, responsável por informações que culminaram na prisão de José Dirceu. Ainda houve instalação da CPI do BNDES também nesta manhã.

Por outro lado, a Vale (VALE3, R$ 19,58, +3,00%VALE5, R$ 15,67, +1,82%) fechou em alta apesar da queda do minério de ferro. A commodity spot no porto de Qingdao caiu 0,67% a US$ 56,40 a tonelada.

Os papéis de Suzano (SUZB5, R$ 17,84, +1,36%) e Fibria (FIBR3, R$ 49,59, +1,93%) também subiram em meio à alta do dólar. Por terem perfil exportador, estas empresas se beneficiam com o câmbio, já que possuem receitas em dólar. 

A Braskem (BRKM5, R$ 13,50, +6,55%) fechou em alta pelo segundo pregão seguido na semana. Com ela, teve alta também a Smiles (SMLE3, R$ 56,03, +3,57%), que caiu quase 3% ontem.

As maiores altas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 BRKM5 BRASKEM PNA 13,50 +6,55 -18,77 53,33M
 PETR3 PETROBRAS ON 11,46 +4,28 +19,50 300,23M
 SMLE3 SMILES ON 56,03 +3,57 +26,34 36,81M
 PETR4 PETROBRAS PN 10,32 +3,10 +2,99 601,75M
 VALE3 VALE ON 19,58 +3,00 -7,67 200,12M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 CódigoAtivoCot R$Var %Vol1Vol 30d1Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN 10,32 +3,10 601,75M 473,35M 56.732 
 CIEL3 CIELO ON 42,23 -4,00 523,50M 186,89M 21.337 
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN ED 29,04 -0,38 495,08M 386,08M 39.834 
 VALE5 VALE PNA 15,67 +1,82 398,49M 338,76M 38.956 
 ITSA4 ITAUSA PN 8,00 -2,08 321,04M 159,87M 33.776 
 PETR3 PETROBRAS ON 11,46 +4,28 300,23M 176,76M 41.534 
 ABEV3 AMBEV S/A ON 19,86 -0,45 266,59M 198,45M 29.611 
 BRFS3 BRF SA ON 71,75 -0,44 207,60M 168,40M 7.268 
 BBDC4 BRADESCO PN EJ 26,00 +0,19 200,32M 228,45M 21.518 
 VALE3 VALE ON 19,58 +3,00 200,12M 113,97M 27.401 

* - Lote de mil ações 
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão) 

Fed indica aumento de juros
As bolsas asiáticas caíram nesta quinta-feira depois que dados fortes dos Estados Unidos e declarações do presidente do Federal Reserve de Atlanta, Dennis Lockhart, alimentaram expectativas sobre a elevação da taxa de juros na maior economia do mundo em setembro. 

Lockhart, membro com direito a voto no Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), disse que seria necessária uma "deterioração significativa" na economia norte-americana para que ele não apóie uma elevação do juro em setembro.

O operador da Capital Spreads Jonathan Sudaria disse que investidores estão cautelosos com tantos dados apontando em direções diferentes, com bancos centrais apesar disso aparentemente tendo a firme intenção de dar os primeiros passos ao longo de um ciclo de alta nas taxas de juros.

"Operadores estão compreensivelmente agindo cautelosamente", escreveu ele em nota a clientes. O índice de Xangai perdeu quase 1% após notícias de que o regulador bancário da China estimou que as dívidas podres de bancos cresceram 35,7% ante o ano passado, para 1,8 trilhão de iuanes (289,92 bilhões de dólares) ao final de junho.

Na Europa, o dia foi de quedas; as empresas que mais sofrem na bolsa são do setor de commodities em meio à queda do preço do petróleo. O Banco da Inglaterra manteve a taxa de juros em 0,5%.

 

Contato