Em mercados / acoes-e-indices

Petrobras esclarece plano de negócios; HSBC recomenda manter Vale e mais 18 no radar

Em esclarecimento ao mercado, a Petrobras esclarece que o Plano de Negócios e Gestão 2015-2019 ainda está em elaboração

Petrobras
(Bloomberg)

SÃO PAULO - Na manhã desta quarta-feira (24), a Petrobras (PETR3;PETR4) segue em destaque no noticiário. Ontem, o Broadcast havia destacado o conselho de administração da Petrobras vai analisar na próxima sexta-feira (26), a proposta da diretoria da empresa de cortar os investimentos em cerca de 25%, o que desanimou os papéis no final do pregão. Em vez dos US$ 220,4 bilhões previstos inicialmente no prazo de cinco anos, como definido no plano de negócios para o período de 2014 a 2018, o investimento ficará na casa dos US$ 165 bilhões.

Contudo, hoje, a agência Estado afirmou que o corte planejado vai ser maior entre 2014 e 2019, ficando próximo a 40%, com o novo orçamento em torno dos US$ 130 bilhões. 

"Um corte de 30% a 40% ajudaria a empresa a melhorar a situação financeira com impacto de curto prazo. Seria a principal sinalização para retomar a credibilidade, já que um corte menor traria impacto sobre o rating (classificação de risco) da companhia. Com menos investimento, a empresa reduz também o potencial de receitas futuras", avaliou Walter de Vitto, da consultoria Tendências.

Em esclarecimento ao mercado, a Petrobras esclarece que o Plano de Negócios e Gestão 2015-2019 ainda está em elaboração. "Os fatos julgados relevantes serão oportunamente comunicados ao mercado", afirmou a companhia.

B2W
A B2W Digital (BTOW3) anunciou que a sua controlada 8M comprou a Sieve, da Usina Internet Group por cerca de R$ 131,1 milhões. 

A Usina Internet Group LLC é controlada pela ACP Investments, a Arpex, titular de 71,88% do seu capital. Arpex tem como sócios, dentre outros, Roberto Moses Thompson Motta, Marcel Hermann Telles, Carlos Alberto da Veiga Sicupira e Jorge Paulo Lemann, estes três últimos da 3G Capital, grupo de acionistas que, indiretamente, controla Lojas Americanas (LAME4), que por sua vez é controladora direta do emissor. O grupo é titular, em conjunto, de 47,8570% do capital da Arpex.

Embraer
De acordo com o jornal Valor Econômico, durante a visita da presidente Dilma Rousseff aos EUA no final deste mês, a brasileira Embraer (EMBR3) e a americana Boeing assinarão um acordo de cooperação. O novo acordo visa estreitar a cooperação entre as duas companhias. 

Cetip 
As ações da Cetip (CTIP3) tiveram a recomendação elevada pelo BTG Pactual, que destacou sua preferência pela companhia em relação à BM&FBovespa (BVMF3), principalmente após o melhor desempenho da última ação em relação à primeira. 

A BM&FBovespa, destacam os analistas, apesar de ter um bom potencial, tem decepcionado em relação aos volumes de negociação. Os analistas avaliam ainda a resiliência da Cetip. 

Recomendações do HSBC: Eletropaulo, Vale e siderúrgicas
O HSBC fez algumas revisões de recomendações para diversas empresas. O banco elevou a recomendação da Eletropaulo (ELPL4) de manutenção para compra.

Além disso, o banco iniciou a cobertura para empresas de mineração e siderurgia da América Latina. O HSBC tem recomendação de manutenção para a Vale (VALE3;VALE5), Bradespar (BRAP4) e Gerdau (GGBR4) e recomendação de reduzir para Usiminas (USIM5) e CSN (CSNA3). 

Destaque ainda para outras notícias para a Vale. A companhia obteve receita de R$ 350 milhões com a venda de resíduos, como correias transportadoras, sucata metálica e óleo lubrificante, produzidos em 4 anos de operações. 

A empresa está gerando receita suficiente para cobrir os custos do transporte de resíduos e do processamento dos materiais, disse Márcio Valente, gerente de destinação sustentável de resíduos da Vale. “Acreditamos que em 2015 a tendência é ter um ano superavitário”, disse Valente.

A companhia fala hoje de manhã em São Paulo. Ainda no radar da Vale, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Extração do Ferro e Metais Básicos de Brumadinho (Metabase Brumadinho) informou hoje que a mineradora está dando férias coletivas à 173 funcionários de Minas Gerais a partir do dia 7 de julho. Ainda segundo o sindicato, os trabalhadores atuam nas minas de Feijão e Jangada, nos municípios de Brumadinho e Sarzedo. A medida é resultado dos baixos preços do minério de ferro no mercado internacional, afirmou o Metabase, em nota.

Segundo a empresa, a medida tem relação com a paralisação de usinas de tratamento de minério a seco que operam com maior custo e material de menor qualidade nessas unidades. “As demais atividades realizadas em Feijão e Jangada continuarão normalmente.” O grupo de empregados colocados em férias representa, segundo a mineradora, menos de 1% do total de empregados da Vale em Minas Gerais.

Kroton
A Kroton (KROT3) avalia duas propostas para a venda da Uniasselvi, segundo informações do Valor: uma delas é do grupo Cruzeiro do Sul e do fundo inglês Actis. A outra é do fundo Carlyle, que poderia pagar até R$ 1 bilhão pelo negócio. 

BRF
A BRF (BRFS3) pretende levantar R$ 400 mi com emissão de CRA (Certificado de recebíveis de agronegócio), tendo o Bradesco BBI como coordenador líder. As informações são do Valor

Braskem
Em comunicado divulgado ontem a Braskem (BRKM5) informou que o governo federal publicou a medida provisória que adita os contratos de fornecimento de energia da Chesf com as indústrias de base do Nordeste do Brasil. 

A expectativa é de que a assinatura dos novos aditivos contratuais, com prazo de vigência até 2037, ocorra até 30 de junho de 2015. 

Ainda no noticiário da companhia, a Operação Lava Jato segue no radar. O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa confirmou hoje em depoimento à Polícia Federal que recebeu propina da petroquímica Braskem (BRKM5), para agilizar a venda de nafta pela estatal. Em depoimento complementar aos investigadores da Lava Jato, Costa disse que, entre 2006 e 2012, recebeu em média US$ 3 milhões a US$ 5 milhões por ano, em contas na Suíça.

O ex-diretor explicou que o dinheiro foi transferido para Bernardo Freiburghaus, um dos operadores financeiros que está foragido. O ex-diretor disse que participou de uma reunião na qual estava presente Alexandrino de Salles de Alencar, executivo da Odebrecht, controladora da Braskem, para tratar dos pagamentos. No depoimento, Costa disse que a compra da nafta era mais vantajosa por meio da Petrobras, devido ao alto custo do frete.

Smiles
A rede de programas de fidelidade Smiles (SMLE3) informou na terça-feira que os clientes poderão pagar taxa de embarque com milhas para voos nacionais da Gol e vai cobrar 1.500 milhas para o cliente que usar o serviço. Atualmente, as taxas de embarques nos aeroportos brasileiros vão de 21,70 a 35 reais. A opção passa a valer na quarta-feira.

A Smiles teve lucro líquido de R$ 69,6 milhões no primeiro trimestre, queda de 11% na comparação anual.

Camargo Corrêa
A Construtora Camargo Corrêa informou que o novo presidente executivo da companhia será Artur Coutinho. Ele assume a vaga deixada por Dalton Avancini, que cumpre prisão domiciliar, após fechar acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava-Jato. Além de Avancini, outros dois executivos da companhia, Eduardo Leite e João Auler, estavam afastados desde a prisão em novembro de 2014 e, segundo a empresa, foram demitidos em abril. 

A construtora informou também que criou uma diretoria de governança corporativa “para centralizar os diversos esforços de aprimoramento de seus programas de controle interno e transparência administrativa”. Para essa diretoria foi nomeado Flavio Rímoli, também ex-executivo da Embraer, onde trabalhou por 33 anos. 

Marfrig 
Após a empresa processadora de proteína brasileira anunciar a venda da Moy Park para a JBS por US$ 1,5 bilhão, a S&P reafirmou os ratings de crédito corporativo e de emissão 'B+' na escala global e o rating de crédito corporativo 'brBBB' na Escala Nacional Brasil atribuídos à Marfrig (MRFG3).

"A perspectiva estável reflete nossa visão de que a Marfrig manterá sua liquidez "adequada" e um perfil de vencimento de dívida de longo prazo, mas suas métricas de crédito ajustadas permanecerão altamente alavancadas." afirmou a agência de rating em relatório divulgado hoje (23). 

JBS
A empresa processadora de proteína brasileira JBS (JBSS3) anunciou a aquisição da Moy Park por US$1,5 bilhão e a agência de rating S&P reafirmou os ratings de crédito corporativos e de emissão 'BB+' na escala global e o rating de crédito corporativo 'brAA+' na Escala Nacional Brasil atribuídos à JBS.

A perspectiva positiva reflete o fato que a elevação dos ratings da JBS pode ocorrer ainda nos próximos 12-18 meses, uma vez que a aquisição tem impacto limitado nas métricas de alavancagem da empresa. Uma elevação dependeria principalmente de políticas financeiras mais claras.

Rossi
A Rossi Residencial (RSID3) comunicou aos seus acionistas e ao mercado em geral a mudança do seu Diretor Financeiro e de Relações com Investidores. O atual diretor financeiro e de relações com investidores da companhia, Rodrigo Ferreira Medeiros da Silva, renunciou e deixará a companhia no dia 30 de junho.

A partir de 01 de julho quem assume é Leonardo Nogueira Diniz, atual diretor presidente executivo da companhia, que acumulará as duas funções.

Paranapanema
A Paranapanema (PMAM3), informou através de comunicado a seus acionistas e o mercado em geral, que, de acordo com a medida provisória publicada no Diário Oficial da União hoje, o Grupo das Indústrias Eletrointensivas do Nordeste obteve sucesso na negociação visando à renovação dos contratos de fornecimento de energia elétrica que possui com a CHESF.

A Companhia já tem contratada toda a energia demandada para o ano de 2015, e possui propostas firmes no Mercado Livre para os volumes a partir de 2016, o qual será contratado em breve. Com isso, a tarifa média paga pela planta de Dias d’Ávila passará de R$110,00/MWh para R$ 154,00/MWh 1, refletindo um incremento anual médio de R$ 12 milhões (a valor presente) no custo de transformação nos próximos cinco anos e meio.

Eztec
A construtora e incorporadora Eztec (EZTC3) estuda ampliar o financiamento direto a clientes para fugir da desaceleração no setor imobiliário provocado pela escassez de crédito, enquanto se prepara para lançar mais três empreendimentos em 2015.

Os financiamentos têm prazo de 150 meses, com taxa de 9,99% ao ano mais Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), mediante entrada de 20% do valor do imóvel. A medida veio num momento em que as construtoras buscam alternativas para reduzir o elevado volume de estoques de imóveis acumulado nos últimos anos, ao mesmo tempo em lutam para cortar despesas. A Eztec terminou março com estoque de imóveis avaliado em R$ 1,26 bilhão. 

Souza Cruz
Foi fixado um novo preço da OPA da Souza Cruz (CRUZ3) em R$ 26,12 por ação e o valor foi definido em função de juros sobre capital próprio aprovado ontem pelo conselho de administração, diz companhia em fato relevante. A análise do edital e registro da oferta feita pela British American Tobacco encontram-se em andamento na CVC.

Lojas Americanas
A rede varejista Lojas Americanas (LAME3) informou nesta terça-feira que vai inaugurar 13 unidades até o fim de julho. A empresa terá a primeira unidade em sete cidades de Santa Cruz do Capibaribe (PE), Camaragibe (PE), Palhoça (SC), Brusque (SC), Corumbá (MS), Ariquemes (RO) e Gramado (RS), além de abrir outras seis lojas no período.

A Lojas Americanas lançou seu plano de expansão em novembro, com previsão de abertura de 800 lojas em cinco anos e investimentos de 4 bilhões de reais. A empresa tem previsão de abrir cerca de 140 lojas em 2015, e dobrar a quantidade de cidades atendidas.

Distribuidoras
As distribuidoras de energia entraram com ação no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para derrubar uma liminar favorável à Santo Antônio Energia e que gera uma cobrança de R$ 400 milhões a ser repassada para as contas de luz dos consumidores. A petição foi protocolada na segunda-feira, 22, e deve ser julgada pela ministra Laurita Vaz, vice-presidente do STJ.

Na ação, as distribuidoras pedem ao STJ que derrube liminar obtida pela concessionária responsável pela usina de Santo Antônio na 1ª Vara de Justiça Federal de Rondônia. O juiz federal Dimis da Costa Braga reconheceu que a hidrelétrica sofreu um atraso de 56 dias nas obras devido a greves e determinou que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) conceda o chamado "excludente de responsabilidade" para esse período.

As concessionárias de distribuição cobram do STJ o mesmo entendimento que o órgão teve em ação semelhante, julgada no ano passado. Na época, a Santo Antônio Energia obteve liminar com o mesmo teor no Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), derrubada no STJ sob o argumento de que as discussões a respeito do assunto não haviam sido encerradas no âmbito administrativo, ou seja, na própria Aneel. Até hoje, a Santo Antônio Energia e a Aneel travam uma batalha em relação ao tema.

A liminar foi obtida pela Santo Antônio Energia na Justiça Federal de Rondônia em 3 de junho. Porém, seus efeitos só serão aplicados no dia 30, quando será encerrada a liquidação do mês de maio. Se a liminar for mantida, a despesa será repassada para a conta de luz. Com isso, as distribuidoras terão que pagar R$ 400 milhões até 10 de julho, e a soma deve atingir R$ 1 bilhão até o fim do ano.

Copel
A Copel (CPLE6) informou ter recebido comunicado da BlackRock informando a redução de sua participação de forma agregada para 6.262.722 ações preferenciais classe B (PNB), passando a deter aproximadamente 4,88% do total de ações PNB de emissão da companhia. 

(Com Reuters, Agência Estado e Bloomberg)

 

Contato