Em mercados / acoes-e-indices

Petrobras, BB, ex-OGX, recomendação e mais 8 notícias ganham destaques nesta noite

Confira as notícias que movimentam o mercado após o fechamento da Bolsa nesta segunda-feira

Petrobras - Bloomberg
(Bloomberg)

SÃO PAULO - O noticiário seguiu bastante agitado na noite desta segunda-feira (15), entre Petrobras, Banco do Brasil, recomendação e resultado do primeiro trimestre da OSX, empresa de Eike Batista em recuperação judicial. Confira abaixo os principais destaques corporativos abaixo: 

Petrobras 
O noticiário da Petrobras (PETR3;PETR4) segue agitado movimentado nesta noite. A plataforma P-40 da companhia, que opera no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, está com a produção paralisada desde domingo, após sofrer com um vazamento de gás, informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), nesta segunda-feira. Esse é o segundo problema no campo de Marlim Sul em menos de um mês. "O controle já foi efetuado e a unidade encontra-se parada para realização dos reparos", disse a ANP em nota, explicando que não houve vazamento no mar. 

No radar ainda, a empresa informou que, através de sua subsidiária integral Petrobras Global Trading BV, recebeu hoje recursos do financiamento assinado em 20 de maio deste ano com o Banco de Desenvolvimento da China, no valor de US$ 1,5 bilhão. Com esse recebimento, o valor total contratado junto ao CDB ao longo de 2015 totaliza US$ 5 bilhões.

Ainda sobre a estatal, prefeitos dos municípios produtores de petróleo do Estado do Rio de Janeiro, com apoio do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), se mobilizam em defesa de mudanças nas regras do pré-sal em discussão no Senado. No último sábado, o jornal "O Estado de S. Paulo" revelou que o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), se aliou ao senador José Serra (PSDB-SP) para levar a plenário projeto do tucano que, entre outras mudanças, acaba com a obrigatoriedade de que a Petrobras seja responsável por ao menos 30% do investimento em exploração de todas as áreas do pré-sal. "O País não pode esperar a Petrobras ter recursos para avançar nos investimentos no pré-sal. É natural que a Petrobras participe de tudo, desde que tenha recursos. Essa participação de 30% deve, pelo menos, diminuir", afirmou o governador.

Banco do Brasil
Foi divulgada ata da reunião do Conselho de Administração do Banco do Brasil (BBAS3), que informou a aprovaçao do remanejamento de Edson Rogério da Costa da Diretoria Corporate Bank para a Diretoria de Crédito, a eleição de Márcio Luiz Moral no cargo de Diretor Corporate Bank e a eleição de Wilsa Figueiredo para o cargo de Diretora de Soluções de Atacado.

Cemig
A Cemig (CMIG4divulgou que realizará pagamento da primeira parcela dos juros sobre capital próprio no dia 30 de junho. Serão distribuídos R$ 0,09 por ação referente ao exercício de 2014, que totalizará o montante de R$ 115 milhões. Receberão os proventos os acionistas que detinham as ações no dia 26 de dezembro. Os papéis passaram a ser negociadas "ex" em 29 de dezembro do ano passado.

OSX
Em recuperação judicial, a empresa de construção naval OSX Brasil (OSXB3), de Eike Batista, conseguiu reverter R$ 2,42 bilhões de prejuízo no primeiro trimestre de 2014 em lucro líquido de R$ 168,9 milhões entre os meses de janeiro a março deste ano. 

A companhia registrou receita operacional líquida no trimestre de R$ 275,1 milhões, contra R$ 118 milhões no mesmo período do ano passado, crescimento de 133%. 

Ex-OGX
A Óleo e Gás Participações (OGXP3), antiga OGX Petróleo, que está em recuperação judicial, informou que sua produção de óleo no mês de maio alcançou um total de 413.836 barris, dos quais 310.036 barris refletem a produção do Campo de Tubarão Martelo e 103.800 barris pertencem à produção do Campo de Tubarão Azul.  

Mills 
A Mills (MILS3) teve sua recomendação cortada para underperform (desempenho abaixo da média) pelo Itaú BBA. 

Alpargatas
A Alpargatas  (ALPA4) comunicou hoje ao mercado e aos acionistas que, nesta data, recebeu correspondência anexa do Norges Bank Investment Management, informando que o banco reduziu hoje sua participação acionária na empresa, atingindo 4,94% de suas ações preferencias.

IMC Holdings
A IMC Holdings (IMCH3), dona do Frango Assado e Viena, informou nesta noite que a UV Gestora aumentou sua participação para 5,10% da companhia, que corresponde a 4.305.600 ações ordinárias emitidas pela empresa. 

Even
A Even (EVEN3) comunicou que a Arx Investimentos reduziu sua participação na companhia para 4,76% das ações ordinárias da construtora. 

Banco Indusval
Por outro lado, o banco Indusval (IDVL4) informou que o fundo Greengo, da SLW Corretora, aumentou sua participação na instituição para 6,5% das ações preferenciais.  

CCR
O conselho de administração da CCR (CCRO3) decidiu retomar análise de Projeto Nasp para novo aeroporto na região metropolitana de São Paulo. A proposta foi feita pelos controladores Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa, disse a companhia, em comunicado enviado ao mercado.

A análise poderá resultar em aquisição dos direitos decorrentes do contrato de opção de compra do terreno. A companhia aprovou a criação de novo comitê independente para análise da proposta. 

Minerva
O conselho de administração da Minerva (BEEF3) aprovou o aumento do capital social da companhia, dentro do capital autorizado, em função da conversão obrigatória das debêntures diante do seu vencimento nesta segunda-feira. As debêntures da 2ª emissão serão convertidas em ações de emissão da companhia na proporção de uma para 131,468928 ações.

(com Reuters e Agência Estado)

 

Contato