Em mercados / acoes-e-indices

Tensão nas negociações da Grécia tira 500 pontos do Ibovespa; dólar e DIs sobem

Índice tem novo dia negativo por causa do cenário externo enquanto o lado doméstico fica em torno de evento com a presença de Levy

Ações
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa cai nesta sexta-feira (12) seguindo o movimento baixista das bolsas internacionais. O FMI (Fundo Monetário Internacional) decidiu deixar as negociações em Bruxelas por conta de diferenças com a Grécia. O presidente do Eurogrupo disse que espera por "propostas sérias" do país. Por aqui fica no radar a 73ª plenária do Grupo dos 30 no Rio de Janeiro com a presença do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini e do presidente do BCE (Banco Central Europeu), Mario Draghi.

Às 11h30 (horário de Brasília), o contrato futuro do índice para fevereiro caía 0,88%, a 53.217 pontos (uma queda aproximada de 500 pontos), enquanto o dólar comercial sobe 0,51%, a R$ 3,1211 na compra e a R$ 3,1218 na venda. No mercado de juros futuros tem influência o relatório do Credit Suisse revisando a sua projeção para a taxa Selic em 2015 para 14,75%. O DI para janeiro de 2017 avança 20 pontos-base para 13,94%, ao passo que o DI para janeiro de 2020 sobe 2 pontos-base, para 12,89%. 

Do lado político, o Congresso do PT terá o seu segundo dia, com a presidente Dilma Rousseff (PT) tentando amenizar o conflito com a base por conta do ajuste fiscal. Em relatório ao mercado, a XP Investimentos lembra que a petista afirmou que conta com a sigla para a defesa do governo, do pacote e da Petrobras e que não tem receio de se "submeter ao julgamento da história".

Ações em destaque
Do lado negativo, depois de dois pregões de ganhos, as ações da Vale (VALE3, R$ 21,06, -1,27%; VALE5, R$ 17,81, -1,17%) caem nesta sexta-feira. A produção de minério de ferro da China caiu 9,9% em maio ante o mesmo mês de 2014, para 117,66 milhões de toneladas, informou nesta sexta-feira o departamento de estatísticas do país. Mas a produção de minério de ferro subiu 13% ante o volume produzido em abril deste ano.

Acompanham o movimento da mineradora as ações da Bradespar (BRAP4, R$ 11,73, -1,84%), holding que detém participação na Vale, além das siderúrgicas Usiminas (USIM5, R$ 4,76, -1,24%), CSN (CSNA3, R$ 6,05, -1,31%) e Gerdau (GGBR4, R$ 8,60, -1,26%). A Gerdau faz hoje em Nova York o Gerdau Day para investidores e analistas. Em teleconferência realizada no início de maio por ocasião da divulgação do balanço do primeiro trimestre, o presidente da companhia, André Gerdau Johannpeter, afirmou que alguma melhora na demanda de aço no Brasil deverá acontecer no segundo semestre do ano, mas "nada muito grande".

Bancos estendem as perdas da véspera, depois de subir forte com notícias de que o governo não está tão inclinado assim a tributar dividendos e acabar com os juros sobre capital próprio. Recuam Itaú Unibanco (ITUB4, R$ 33,14, -1,22%), Bradesco (BBDC3, R$ 26,35, -1,27%; BBDC4, R$ 27,88, -1,48%) e Banco do Brasil (BBAS3, R$ 22,63, -0,85%). 

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia
 BRML3 BR MALLS PAR ON 14,62 -1,95
 BRKM5 BRASKEM PNA 13,84 -1,84
 BRAP4 BRADESPAR PN 11,73 -1,84
 SBSP3 SABESP ON 17,49 -1,80
 CYRE3 CYRELA REALT ON 10,00 -1,77

As ações da Petrobras (PETR3, R$ 14,16, +0,07%; PETR4, R$ 12,97, -0,61%) caíram no começo do pregão, mas já zeram perdas. A tão esperada reunião do conselho da estatal ainda não está confirmada para o dia 26 de junho, quando o colegiado aprovaria o novo plano de negócios da companhia. Além disso, a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) e Dilma Rousseff mantêm conteúdo local e modelo de partilha.

Do lado das altas se destacam os papéis da Oi (OIBR4, R$ 6,22, +0,32%). A empresa de telefonia vai recomprar até 333,1 milhões de euros em oferta por títulos com vencimentos em 2016 e 2017. A companhia aceitou 173,7 milhões em ofertas preferenciais e 141,4 milhões de euros em ofertas não-preferenciais, segundo o comunicado da empresa. Na quinta-feira, a operadora captou 600 milhões de euros em bonds para 2021. Segundo Flavio Guimarães, diretor-financeiro da Oi, a captação é parte de uma estratégia mais ampla para melhorar perfil de dívida da empresa. 

Apesar da alta do dólar, a Embraer (EMBR3, R$ 23,68, +0,98%) é a única exportadora que vê suas ações se valorizarem hoje. Segundo informações do Valor, a companhia disse que está animada com a possibilidade de vender E-Jets para portuguesa TAP, adquirida ontem pelo consórcio Gateway, integrado pelo empresário David Neeleman, dono da brasileira Azul. A TAP tem 77 aviões, sendo 61 Airbus e oito aeronaves da Embraer. Vale mencionar que entre as posições que o megainvestidor George Soros se desfez no Brasil, conforme informado ontem à SEC (Securities and Exchange Commission), estão ações da Embraer. 

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia
 SANB11 SANTANDER BR UNT 16,41 +1,93
 ENBR3 ENERGIAS BR ON 10,61 +1,92
 EMBR3 EMBRAER ON 23,68 +0,98
 CTIP3 CETIP ON 33,35 +0,30
 QUAL3 QUALICORP ON 20,81 +0,29
* - Lote de mil ações 
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)

Grécia preocupa
O dia é negativo para as bolsas mundiais com destaque, mais uma vez, para o impasse na Grécia. A Alemanha tentou amenizar o clima de embate entre a Grécia e seus credores ao afirmar que quer manter o país na zona do euro e que um resgate de Atenas sem o FMI é "impensável", o que ajudou a amenizar perdas nas bolsas, segundo relatório da XP Investimentos.

O FMI (Fundo Monetário Internacional) tomou na quinta-feira a decisão surpreendente de deixar as negociações em Bruxelas e voltar para casa devido a grandes diferenças com Atenas. A decisão veio após a União Europeia dizer ao primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, para parar de jogar com o futuro de seu país e tomar as decisões cruciais para evitar um default devastador.

Entre os dados europeus, a produção industrial da zona do euro sobe 0,1% em abril ante março e o CPI da Espanha tem queda anual de 0,2% em maio após recuo de 0,6% em abril. 

Por outro lado, o mercado da China deu continuidade à sua sequência altista. A bolsa em Xangai subiu 0,9%, tocando o nível mais alto desde o início de 2008, com as ações ligadas ao setor imobiliário mais firmes por sinais de recuperação na demanda por imóveis. A economia da China cresceu a um ritmo razoável em maio com alguns indicadores mostrando sinais de recuperação, afirmou nesta sexta-feira uma autoridade da Agência Nacional de Estatísticas. Zhang Zhibin, estatístico sênior da divisão de estatísticas de população e emprego, disse, segundo o site da agência, que a taxa de desemprego urbano com base em pesquisa da China diminuiu ligeiramente para cerca de 5,1% em maio.

 

Contato