Em mercados / acoes-e-indices

Possível fim de alta da Selic ajuda Ibovespa a subir 1%, com bancos e Petrobras

Recuperação desta quinta não esconde retrospecto negativo do índice, que caiu em 4 das últimas 6 sessões; Ucrânia segue em foco

painel com cotações
(Divulgação)

SÃO PAULO - Depois de cair mais de 1% por dois pregões seguidos, o Ibovespa se recuperou nesta quinta-feira (6) ao fechar com alta de 1,08%, a 47.093 pontos, fato que não ofuscou o retrospecto negativo das últimas 6 sessões, quando teve 4 quedas. Neste dia, o mercado deixou em segundo plano os temores por conta das tensões na Ucrânia e se concentrou na sinalização sobre o fim do ciclo de altas da Selic e a consequente maior atratividade dos investimentos em bolsa e o noticiário corporativo. O giro financeiro negociado na Bovespa foi de R$ 5,78 bilhões, mostrando recuperação após o fraco volume visto na quarta-feira pós-carnaval.

No noticiário econômico nacional, o grande destaque ficou para a ata da última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária), que, na semana passada, decidiu pela elevação da Selic em 0,25 ponto percentual, para 10,75% ao ano. A ata mostrou que, embora o ciclo de aperto monetário não tenha terminado, já é possível enxergar um fim na onda de alta de juros, apontam os analistas. Conforme aponta a LCA Consultores, espera-se uma nova elevação de mais 0,25 ponto percentual na Selic na próxima reunião do dia 2 de abril, com a taxa permanecendo neste patamar até o final do ano.

Ainda por aqui, saiu a balança comercial de fevereiro, que mais uma vez viu o petróleo como seu grande vilão. Conforme informou o MDIC nesta tarde, o indicador brasileiro registrou déficit de US$ 2,125 bilhões em fevereiro, recorde para esses meses, afetada pela queda nas exportações e pelo aumento nas importações de combustíveis e lubrificantes. O resultado veio abaixo do esperado pela mediana de 20 especialistas consultados pela Reuters, com projeção de déficit de US$ 3,05 bilhões. Com isso, somando com o desempenho ruim também visto em janeiro, a balança encerrou o primeiro bimestre com déficit de US$ 6,183 bilhões, recorde histórico.

Também merece destaque o desempenho do dólar, que apresentou leve correção nesta sessão, ao fechar em alta de 0,07%, cotado a R$ 2,3212 na venda, após sucessivos movimentos de desvalorização ante o real. A moeda americana segue distante do patamar dos R$ 2,40, temido pela autoridade monetária brasileira e companhias que lidam mais com importações.

Destaques do pregão
Contribuindo para o dia positivo apareceram as ações da Petrobras (PETR3, R$ 12,93, +1,73%; PETR4, R$ 13,43, +1,05%), os bancos Bradesco (BBDC3, R$ 29,64, +3,89%; BBDC4, R$ 28,00, +3,78%) e Itaú (ITUB4, R$ 31,58, +2,77%) e a imobiliária MRV Engenharia (MRVE3, R$ 8,40, +5,26%). O setor elétrico também apareceu entre os maiores ganhos, com destaque para a Copel (CPLE6, R$ 26,00, +4,38%).

Do lado da Petrobras, vale mencionar que a estatal divulgou durante a manhã a produção de petróleo em janeiro, com queda de 2,4% em janeiro ante dezembro. Na véspera, a estatal informou que a produção de petróleo nos campos operados pela companhia no pré-sal atingiu, em 27 de fevereiro, a marca de 412 mil barris de petróleo, novo recorde de produção diária. A marca foi obtida com 21 poços produtores.

Já no campo negativo do Ibovespa, apareceram as ações de Gol (GOLL4, R$ 10,52, -2,32%), que caíram mais de 2% pelo 3º dia seguido,  e a Kroton (KROT3, R$ 43,53, -2,31%), que chegou a subir mais de 2% nos minutos iniciais do pregão.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 MRVE3 MRV ON 8,40 +5,26 -0,36 38,14M
 CPLE6 COPEL PNB 26,00 +4,38 -14,84 18,81M
 CCRO3 CCR SA ON 16,90 +4,13 -4,90 89,99M
 ECOR3 ECORODOVIAS ON 13,11 +4,05 -11,42 47,50M
 BBDC3 BRADESCO ON EJ 29,64 +3,89 -6,48 30,77M

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 GOLL4 GOL PN N2 10,52 -2,32 +0,38 11,27M
 KROT3 KROTON ON 43,53 -2,31 +10,88 163,82M
 BBAS3 BRASIL ON 20,25 -2,17 -16,48 121,79M
 MRFG3 MARFRIG ON 3,96 -1,49 -1,00 5,45M
 EMBR3 EMBRAER ON 20,41 -1,40 +8,05 85,48M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram :

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN 13,43 +1,05 387,03M 374,87M 28.251 
 VALE5 VALE PNA 28,11 0,00 272,39M 405,89M 22.161 
 BBDC4 BRADESCO PN EJ 28,00 +3,78 270,71M 188,97M 16.457 
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN ED 31,58 +2,77 260,41M 305,57M 20.572 
 BRFS3 BRF SA ON 44,25 -1,01 178,02M 96,08M 11.799 
 ITSA4 ITAUSA PN ED 8,48 +2,17 175,78M 116,23M 26.057 
 VALE3 VALE ON 31,75 -0,31 173,91M 149,82M 8.393 
 KROT3 KROTON ON 43,53 -2,31 163,82M 109,62M 12.919 
 BVMF3 BMFBOVESPA ON 10,20 +2,00 154,19M 105,12M 19.800 
 ABEV3 AMBEV S/A ON 16,87 +0,42 126,64M 129,43M 22.491 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão) 

Obama fala sobre Ucrânia
No exterior, os investidores deram um tempo ao pessimismo com relação à questão da Crimeia, na Ucrânia, apesar de importantes capítulos terem sido escritos nesta quinta-feira. De manhã, cidadãos de Simferopol, capital da Crimeia, comemoraram a decisão do Parlamento da república autônoma de anexar a península à Rússia e a convocação de um referendo para confirmar a medida. O governo ucraniano já afirmou considerar a decisão anunciada na região de população majoritariamente russa inconstitucional. 

A fala das lideranças ucranianas foi amparada pelo discurso do presidente americano Barack Obama, que também afirmou ver o referendo da Crimeia como uma violação contra as leis internacionais. "Hoje, o mundo pode ver que os EUA estão unidos com seus parceiros e aliados" no sentido de confirmar o cumprimento das normas estabelecidas pela legislação internacional, afirmou Obama, que mais cedo havia ordenado o congelamento dos ativos dentro da economia americana e a proibição de viajar nos EUA daqueles taxados por ele como envolvidos por ameaçar a soberania e integridade territorial da Ucrânia.

Ainda na maior economia do mundo, mas do lado dos indicadores, ganharam destaque os dados de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA positivos, ao virem abaixo do esperado, ao cair para 323 mil na última semana, com queda de 26 mil pedidos. Por outro lado, os dados da produtividade da economia nos EUA decepcionaram ao apontar para alta de 1,8%, ante expectativa de 2,5%. Já as novas encomendas à indústria local recuaram 0,7% em janeiro, ante uma baixa de 2% no último mês de 2013. Os três principais índices acionários do país caminhando para fechamento ligeiramente positivo.

Reuniões de BCE e BoE também agitam a Europa
Já no Velho Continente, destaque ainda para a reunião do BoE (Bank of England), com a decisão de manter a taxa básica de juros em 0,5% ao ano, assim como o programa de compra de títulos.

O BCE (Banco Central Europeu) também manteve a taxa de juros na mínima histórica de 0,25% nesta quinta-feira, mantendo o curso apesar de receios de que a inflação pode ficar travada em uma "zona de perigo" abaixo de 1%.

 

Contato