Em mercados / acoes-e-indices

Souza Cruz revela lucro maior em 2013; Petrobras, Oi e mais 4 empresas estão no radar

Entre os destaques, Petrobras aprova contratação de oito embarcações de apoio às suas atividades marítimas; Sabesp não vai alterar operação no Cantareira

Souza Cruz - colheita 2
(Divulgação)

SÃO PAULO - A semana inicia com uma série de notícias corporativas. A Óleo e Gás Participações (OGPX3), antiga OGX, concluiu na última sexta-feira por volta das 23h (horário de Brasília), a assinatura do acordo com os credores que trará US$ 215 milhões ao caixa da empresa, garantindo os recursos para todo este ano, pelo menos. 

Pelo acordo, os maiores detentores dos bônus internacionais da empresa serão donos da empresa ao fim de tudo. Isso deve começar a ocorrer no segundo semestre deste ano, entre julho e agosto. Até o dia 17, o plano de recuperação da OGX deverá ser apresentado à Justiça e a expectativa é que seja aprovado dentro de 60 dias, quando será feita a conversão da dívida antiga em ações.

Petrobras aprova contratação de oito embarcações
A diretoria executiva da Petrobras (PETR3; PETR4) aprovou na última quinta-feira a contratação de oito embarcações de apoio às suas atividades marítimas. Elas fazem parte do Terceiro Programa de Renovação da Frota de Embarcações de Apoio Marítimo. Nessa 5ª rodada foram contratadas quatro embarcações da empresa Bram, que construirá as unidades no estaleiro Navship, em Santa Catarina; três da Starnav, com construção programada para o estaleiro Detroit, também em Santa Catarina, e uma da Norskan, que usará o estaleiro STX (Vard), no Rio de Janeiro.

Lucro da Souza Cruz cresce 3,2%
A fabricante de cigarros Souza Cruz (CRUZ3) registrou lucro líquido de R$ 1,69 bilhão em 2013, alta de 3,2% em relação aos 12 meses anteriores. A receita líquida subiu 2,5% de janeiro a dezembro, para R$ 6,29 bilhões. O volume de cigarros vendidos no mercado brasileiro correspondeu a 107 bilhões de unidades no ano passado, queda de 9,8% ante 2012. O principal motivo da queda, segundo a empresa, foi o aumento de 18% do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), aplicado a partir de janeiro do ano passado.  

Leilão de OPA da Dasa ocorre hoje às 16h
O fundador da Amil, Edson Godoy Bueno, pode conseguir hoje o controle da companhia de medicina diagnóstica Dasa (DASA3) com a realização de uma oferta pública de aquisição. O leilão está previsto para às 16h (horário de Brasília). Segundo a XP Investimentos, vale monitorar a porcentagem de acionistas que irão aderir, lembrando que após a mudança do edital, não existe mais limite mínimo à adesão para a OPA ser efetivada (no edital original havia a condição de adesão mínima de 26,41%). 

Sabesp não vai alterar operação no Cantareira
A Sabesp (SBSP3) informou por meio de nota que não deverá fazer alterações na operação do sistema Cantareira, em razão da queda do nível dos reservatórios abaixo dos 20%. No último domingo, a empresa comunicou que o índice de água do sistema chegou a 19,8%. De acordo com a companhia de saneamento básico, as precipitações estão abaixo da média de dezembro, quando foram registrados 62 milímetros de chuva. A média histórica é de 226 milímetros.  

Oi presta esclarecimento sobre fusão com Portugal Telecom
A Oi (OIBR3; OIBR4) enviou nesta manhã comunicado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) esclarecendo sobre a fusão com a Portugal Telecom. O operação, segundo a companhia, compreenderá diferentes etapas, dentre as quais um aumento de capital da Oi realizado mediante oferta pública de distribuição primária de ações ordinárias e preferenciais da empresa. Para a oferta, a companhia contará com um sindicato de instituições intermediárias nacionais e internacionais de primeira linha que deverá assumir compromisso para subscrição do valor de R$ 6 bilhões, adicionalmente à colocação de ordem de subscrição de R$ 2 bilhões por atuais acionistas da Telecom Portugal e um veículo de investimento administrado e gerido pelo BTG Pactual. 

EDP Brasil vende 33,3% do direito de construção de hidrelétrica
A EDP Brasil (ENBR3) assinou contrato para venda de 33,3% de direito de construção da hidrelétrica São Manoel para a CWEI Brasil, empresa controlada pela China Three Gorges, também conhecida como Três Gargantas. A CWEI Brasil reembolsará os custos incorridos pela EDP Brasil e assumirá futuros compromissos de capital até o final da construção, riscos e benefícios do projeto na proporção da participação adquirida. O financiamento do projeto considera dívida de longo prazo com alavancagem estimada até 66,6% em um investimento de R$ 2,7 bilhões, sem considerar inflação e juros capitalizados.

Raízen aprova linhas de crédito
O conselho de administração da Raízen, joint venture entre Cosan (CSAN3) e Shell, aprovou a contratação da linha de crédito rotativo no valor total de até R$ 400 milhões, por um prazo de até 18 meses contados a partir da sua contratação, junto aos bancos HSBC e Santander.

 

Contato