Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa fecha na máxima em 7 meses com "dados ruins" dos EUA; Vale sobe 1,4%

Relatório de emprego pior que o esperado nos EUA faz investidores apostarem que Fed retardará retirada de estímulos; com isso, ouro avançou para máxima em 5 semanas, enquanto dólar voltou a cair

Ibovespa
(Divulgação)

SÃO PAULO – O Ibovespa conheceu sua terceira alta consecutiva nesta terça-feira (22), ao fechar com variação positiva de 0,68%, a 56.460 pontos, seu maior patamar desde 18 de março de 2013, quando fechou a 56.972 pontos. O benchmark da bolsa brasileira acompanhou o clima de otimismo dos investidores, que se animaram com a possibilidade de manutenção da política de estímulos nos Estados Unidos, devido aos dados negativos do relatório de emprego de setembro no país. O volume financeiro da Bovespa nesta sessão foi de R$ 6,45 bilhões.

Divulgado com 18 dias de atraso por conta da paralisação econômica que atingiu os EUA até a semana passada, o relatório de emprego do país mostrou número um número bem abaixo de empregos criados para o mês - 148 mil, contra expectativa de 183 mil. A taxa de desemprego, por sua vez, recuou para 7,2%, contra expectativa de manutenção em 7,3%.

Com os resultados fracos do mercado de trabalho norte-americano, aumentaram as expectativas de que o Federal Reserve retarde o início da retirada do Quantitative Easing 3 – política que consiste na injeção mensal de até US$ 85 bilhões na economia do país via compra de títulos públicos. Em relatório, a equipe do Barclays revisou sua expectativa de que a autoridade monetária inicie os cortes graduais no programa em março do ano que vem, e não mais em dezembro deste ano.

Isso fez com que o ouro registrasse alta no dia, tendo em vista a iminente desvalorização do dólar por conta da possível prorrogação do prazo de injeção abundante da moeda na economia, através do QE3, que levou os investidores a optarem por um negócio mais seguro. O dólar fechou em queda de 0,48% em relação ao real nesta sessão, cotado a R$ 2,1715 na venda. O desempenho da bolsa brasileira acompanhou o movimento dos principais índices norte-americanos e europeus.

Destaques de alta
Na ponta positiva desta sessão, destacaram-se as ações da Eletropaulo (ELPL4, R$ 9,69, +7,19%), Gol (GOLL4, R$ 11,96, +6,50%), CSN (CSNA3, R$ 12,40, +4,11%), Fibria (FIBR3, R$ 28,35, +3,85%) e B2W (BTOW3, R$ 17,68, +3,70%). Vale ressaltar que a companhia aérea registrou um aumento de 25% em seu yield em setembro - o indicador mostra os preços de passagens aéreas da empresa. Na véspera, a companhia foi destaque de alta com rumores sobre uma possível ajuda do governo para o setor aéreo.

Ainda na ponta de cima figuraram as ações da Vale (VALE3, R$ 35,89, +1,44%; VALE5, R$ 32,80, +1,44%), que subiram após dados otimistas apresentados pela mineradora global BHP Billiton, que mostrou resultado positivo no terceiro trimestre e elevou sua projeção de produção de minério de ferro para este ano. As ações da companhia abriram em queda, mas viraram para o terreno positivo com a abertura do mercado norte-americano.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Ibovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 ELPL4 ELETROPAULO PN N2 9,69 +7,19 -42,30 25,48M
 GOLL4 GOL PN N2 11,96 +6,50 -7,29 28,99M
 CSNA3 SID NACIONAL ON 12,40 +4,11 +12,36 107,28M
 FIBR3 FIBRIA ON 28,35 +3,85 +25,61 42,73M
 BTOW3 B2W DIGITAL ON 17,68 +3,70 +4,00 7,67M

Baixas do Ibovespa
Após um dia de alta expressiva, as ações da Petrobras (PETR3, R$ 17,40, -1,64%; PETR4, R$ 18,55, - 1,75%) anularam a alta da Vale nesta sessão. Vale destacar que, na véspera, foi anunciado o resultado do leilão do campo de Libra, a maior reserva petrolífera do Brasil, com a estatal conquistando participação de 40% sobre a exploração da região.

Também registraram queda nesta sessão os papéis de OGX Petróleo (OGXP3, R$ 0,43, -2,27%), Souza Cruz (CRUZ3, R$ 25,35, -1,93%) e Natura (NATU3, R$ 48,00, -1,84%), sendo que a fabricante de cigarros caiu após divulgar recuo de 0,88% em seu lucro líquido, com R$ 412,377 milhões, em seu resultado trimestral. A companhia também registrou queda de 9,55% em sua receita de vendas de bens e/ou serviços, para R$ 1,461 bilhão.

Outra empresa que repercutiu no noticiário desta terça-feira foi a Klabin (KLBN4, R$ 12,02, -0,66%), cujas ações caíram com a companhia decidindo prosseguir com processo de capitalização para construção de uma nova planta no Paraná, através do Projeto Puma.

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Ibovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 OGXP3 OGX PETROLEO ON 0,43 -2,27 -90,18 71,95M
 CRUZ3 SOUZA CRUZ ON 25,35 -1,93 -14,74 38,96M
 NATU3 NATURA ON 48,00 -1,84 -14,78 36,33M
 PETR4 PETROBRAS PN 18,55 -1,75 -1,28 610,98M
 PETR3 PETROBRAS ON 17,40 -1,64 -9,73 131,53M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 VALE5 VALE PNA EDJ 32,80 +1,33 651,31M 501,07M 31.819 
 PETR4 PETROBRAS PN 18,55 -1,75 610,98M 425,15M 40.806 
 BBDC4 BRADESCO PN 33,07 +1,44 289,70M 203,00M 16.610 
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN 33,79 +0,54 281,43M 307,04M 21.326 
 BBAS3 BRASIL ON 28,15 +0,18 182,19M 150,45M 14.679 
 VALE3 VALE ON EDJ 35,89 +1,44 146,58M 164,32M 10.792 
 PETR3 PETROBRAS ON 17,40 -1,64 131,53M 136,77M 14.883 
 AMBV4 AMBEV PN 86,96 +0,94 126,14M 115,90M 6.537 
 CIEL3 CIELO ON 65,20 -0,91 121,09M 124,86M 5.815 
 ITSA4 ITAUSA PN 9,35 +0,54 114,42M 101,89M 23.445 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão) 

Indicadores mundiais
Nos Estados Unidos, o também atrasado Construction Spending avançou 0,6% em agosto, ante projeção de 0,4%. Os gastos com construção no país haviam subido 1,4% no mês anterior, segundo dados revisados.

Em Portugal, o ministro da Economia, Antonio Pires de Lima, comentou em entrevista à CNBC, na véspera, que o país fará tudo para evitar precisar de um novo empréstimo estrangeiro.

Na Alemanha, o Bundesbank alertou para um aumento excessivo nos preços de moradia do país, com supervalorização de cerca de 20% segundo o BC.

 

Contato