Em mercados / acoes-e-indices

Pai de Eike deixa Conselho da OSX; refinaria da Petro no Japão suspende embarques

Além de Eliezer Batista, outros três membros deixaram Conselho; em destaque, Even divulga dados do segundo trimestre

Eliezer e Eike Batista em Brasília - 15/08/12
(Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

SÃO PAULO - Nesta quinta-feira, o noticiário segue agitado, principalmente para o grupo EBX. Nesta manhã, a OSX Brasil (OSXB3) informou a alteração no Conselho de Administração da companhia, logo após as mudanças no Conselho da OGX Petróleo (OGXP3), divulgadas na véspera. 

Rodolpho Tourinho Neto, Luiz do Amaral de França Pereira, Samir Zraick e Eliezer Batista da Silva, pai de Eike Batista, não integram mais o Conselho de Administração da OSX.

"O Conselho de Administração da OSX, em reunião realizada no dia 05 de julho de 2013, autorizou a convocação e realização de assembleia geral extraordinária para eleição de novos membros visando a sua recomposição", afirmou a companhia em comunicado.

Refinaria japonesa da Petrobras suspende embarques por Tufão
A Nansei Sekiyu KK, uma refinaria japonesa totalmente detida pela Petrobras (PETR3;PETR4), suspendeu as remessas por terra e mar para sua unidade em Okinawa, que está fechada para manutenção programada, devido à aproximação de um tufão.

A capacidade da refinaria é de 100 mil barris por dia. As operações foram suspensas nesta quarta-feira devido à passagem esperada de uma tempestade, disse a Nansei Sekiyu por e-mail na quinta-feira (horário local).

A Petrobras ainda emitiu comunicado informando que, a partir de meados de maio, passou a aplicar às exportações a prática contábil conhecida por contabilidade de hedge.

"Essa prática, regulada no Brasil pelo pronunciamento contábil CPC38 - Instrumentos Financeiros: Reconhecimento e Mensuração, permite que empresas reduzam impactos provocados por variações cambiais em seus resultados periódicos, desde que gerem fluxos de caixa futuros em moeda de outro país que se equivalham e tenham sentidos opostos", informou a companhia. 

No caso da Petrobras, esse mecanismo contempla, inicialmente, cerca de 70% do total das dívidas líquidas expostas à variação cambial, protegendo cerca de 20% das exportações, por um período de sete anos. "A aplicação dessa prática permite que os resultados contábeis da companhia sejam melhor alinhados à sua realidade econômica e operacional", destacou a petrolífera.

Even divulga prévia operacional
A Even (EVEN3) divulgou a sua prévia operacional para o segundo trimestre de 2013, com o lançamento no período totalizando R$ 513 milhões, distribuídos em São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Assim, o primeiro semestre de 2013 finalizou com valor acumulado de R$ 799 milhões em lançamentos.

Já as vendas contratadas atingiram R$ 609 milhões entre abril e junho de 2013, sendo R$ 208 milhões de lançamentos e R$ 401 milhões de estoque. No mesmo período, foram adquiridos novos terrenos com valor potencial de vendas de R$ 589 milhões.

BTG diminui participação na Lojas Renner 
O BTG Pactual informou que os fundos geridos pelo banco reduziram sua participação acionária na Lojas Renner (LREN3), passando para nível inferior a 5%. No dia 4 de julho, a posição agregada era de aproximadamente 4,79 milhões de papéis ON, correspondendo a 3,83% do total das ações emitidas pela companhia da classe ordinária.

"Ressalta-se, ainda, que, a redução da participação acionária dos Fundos tem por objetivo a mera realização de operações financeiras, não objetiva alterar a composição do controle da Companhia e, por fim os fundos não têm o objetivo de atingir qualquer participação acionária em particular", afirma. 

Mills celebra acordo para vender unidade de negócios
A Mills (MILS3) informou que celebrou, em 10 de julho de 2013, acordo para a venda de sua unidade de negócio Serviços Industriais para o FIP Leblon Equities Partners V, fundo gerido pela Leblon Equities Gestão de Recursos Ltda, por R$ 102 milhões, a serem pagos em moeda corrente nacional. A venda está sujeita ao cumprimento de determinadas condições precedentes, dentre as quais a obtenção de aprovações governamentais.

A unidade de negócio Serviços Industriais acumulou Ebitda de R$ 19,5 milhões nos últimos 12 meses findos em 31 de março de 2013, representando 5,3% do Ebitda da Mills no mesmo período, informou a companhia.

OGX não tem mais conselheiros independentes
OGX Petróleo (OGXP3) informou na noite da véspera (10) que não possui mais conselheiros independentes. Os dois membros restantes, Samir Zraick e Luiz do Amaral de França Pereira, não integram mais a composição do conselho de administração da companhia.

A empresa informou que tomará as providências necessárias para recompor o número mínimo de membros do seu conselho de administração o mais breve possível, em atenção às determinações da Lei, dos seu estatuto social e do regulamento de listagem do Novo Mercado da BM&FBovespa.

Com isso, restararam apenas quatro membros (nenhum deles independente): Eike Batista, que preside a empresa; seu pai, Eliezer Batista da Silva, vice-presidente; Aziz Ben Ammar e Rodolfo Riechert. 

Desta forma, sem conselheiros independentes, é cada vez mais improvável que haja a injeção de recursos do controlador para tirar a empresa da crise financeira. No início deste mês, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) abriu análise sobre a "put" (opção de venda) de US$ 1 bilhão da OGX. 

Eike diminui participação na OGX, mas não haverá novas vendas
Ainda na sessão passada, a OGX divulgou a posição consolidada da companhia nas duas primeiras semanas de junho, com Eike Batista vendendo cerca de 56 milhões de ações. Esse montante vendido na bolsa representa 1,7% da posição de Eike na empresa, que caiu de 58,92% para 57,18%.

De acordo com a EBX, a alienação dessa parcela final das ações de emissão da OGX foi realizada no processo de conclusão da reestruturação do grupo, encerrado no mês de junho. "Conforme oficialmente informado no comunicado do dia 13 de junho pela EBX, não houve e nem haverá qualquer venda adicional", afirmou a assessoria da holding.

OSX anuncia novo diretor
Ainda em destaque no mundo "X", o conselho de administração da OSX  elegeu o executivo Ivo Dworschak Filho como diretor de construção naval, após a renúncia de Danilo Souza Baptista, informou a companhia nesta quarta-feira à Comissão de Valores Mobiliários.

Além disso, os conselheiros Luiz do Amaral de França Pereira, Samir Zraick, Eliezer Batista da Silva e Rodolpho Tourinho renunciaram a seus postos, segundo ata de reunião da empresa naval do Grupo EBX, do empresário Eike Batista.

Já o Credit Suisse Group AG, segundo maior banco da Suíça, aumentou sua participação na OSX no segundo trimestre ao passo que a construtora de navios do Grupo EBX, do bilionário Eike Batista, reportou as maiores perdas na América Latina. No acumulado deste ano, os papéis registram queda de 89,58%. As informações são da Bloomberg.

Segundo dados compilados pela agência de notícias, o hedge fund, Hedging-Griffo, com sede em São Paulo, adquirido pela Credit Suisse em 2006, comprou 1,4 milhão de ações da OSX possuindo um total de 2,1 milhões de ações em 30 de junho. O valor total da participação era de R$ 2,33 milhões, segundo fechamento desta quarta-feira (10). Procurado pela Bloomberg, o porta-voz da Credit Suisse em Londres, Perrin Wheeler, não fez comentários sobre as aquisições do fundo.

 

Contato