Em mercados / acoes-e-indices

Gol sobe 16%, Eletropaulo avança 7% e Cemig cai 4,6%; veja mais destaques

Ações da Petrobras caem mais de 3% em meio ao impasse sobre reajuste e pressiona o Ibovespa; empresas de Eike Batista avançam

Gol sobrevoa São Paulo
(Divulgação)

SÃO PAULO - Mais um dia de forte volatilidade marcou o mercado acionário. Diante da menor liquidez por conta da proximidade das festas de final de ano e em torno do impasse envolvendo o abismo fiscal norte-americano - que ganha ares de dramaticidade com os últimos dias para o prazo de um acordo entre republicanos e democratas nos EUA -, o Ibovespa fechou o dia com leve baixa de 0,08%, aos 60.959 pontos. As empresas elétricas, do grupo EBX e a Gol (GOLL4) figuraram entre as maiores altas desta quarta-feira (26). Por outro lado, Cemig (CMIG4) e Petrobras (PETR3; PETR4) figuraram entre as maiores perdas.

A começar pelas maiores altas, as ações da Gol decolaram 16,0% nesta sessão, fechando a R$ 13,05. O movimento deve-se à notícia de segregação das atividades do Smiles, além de fortes dados operacionais de novembro e venda de ações preferenciais em tesouraria.

Para a equipe de análise da XP Investimentos, a notícia sobre o IPO (sigla em inglês para Oferta Pública Inicial de Ações) é positiva, já que faria com que a empresa recebesse dinheiro no curto prazo e possivelmente a levaria a criar uma fonte de geração de receita no longo prazo, semelhante ao que a TAM (LATM11) tem feito com a Multiplus (MPLU3).

Elétricas: Eletropaulo, Cesp e Celesc disparam...
Outra empresa a se destacar positivamente na Bovespa foi a Eletropaulo (ELPL4), cujos papéis subiram 7,17%, aos R$ 16,00. Já na última sessão da sexta-feira (21), os papéis apresentaram a maior valorização do índice - com ganhos de 9,54%. No acumulado dos dois dias os ativos saltam 14,5%.

Segundo o analista-chefe da SLW, Pedro Galdi, esse desempenho pode refletir um otimismo dos investidores de que a companhia vai voltar a ser boa pagadora de dividendos. Isso porque a companhia anunciou na semana passada o pagamento de juros sobre o capital próprio de R$ 54,3 milhões - apesar do otimismo, foi um valor bem abaixo do que a companhia costumava apresentar. Galdi também ressaltou que a alta pode ser um movimento técnico de cobertura de posições vendidas, visto que os ativos ELPL4 estavam entre os mais alugados no mercado brasileiro - na prática, o aumento no número de alugueis de uma determinada ação mostra que o mercado está apostando na queda.

Procurada pelo Portal InfoMoney na sexta-feira para explicar o motivo da alta, o departamento de relações com investidores da Eletropaulo não foi localizado. Já nesta segunda-feira eles foram encontrados, mas disseram que não havia nenhuma informação relevante que pudesse justificar o atual desempenho dos papéis.

Ainda no setor, vale mencionar outras empresas que subiram forte dentro do Ibovespa, como é o caso da Cesp (CESP6, R$ 18,82, +3,07%). Fora do índice, destaque para Celesc (CLSC4), cujos papéis dispararam 8,84%, para R$ 25,98.

...enquanto Cemig cai forte
Já na outra ponta do Ibovespa, as ações da Cemig caíram 4,64%, aos R$ 22,19. Na última sexta-feira (21), as ações da companhia elétrica mineira subiram 6,45% após o conselho de administração aprovar o pagamento de proventos no valor de R$ 3,3 bilhões, com as ações ficando "ex-direito" nesta segunda-feira - ou seja, só receberá esses proventos quem detinha a ação até sexta. Dessa forma, o investidor que já detém o direito de receber o provento se desfez do papel nesta sessão, provocando essa queda.

Esse movimento negativo já era previsto por conta do desempenho dos seus ativos negociados na Nyse (New York Stock Exchange) na segunda-feira (24), dia em que a Bovespa estava fechada por conta da véspera de Natal. Na ocasião, os recibos de ações da Cemig recuaram 4,97% em Wall Street.

Petrobras caem mais de 3% à espera de reajuste
Ainda entre os destaques corporativos, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, disse no último domingo em entrevista ao jornal O Globo que aguarda um aumento no preço da gasolina de 6%, considerando o plano de negócios da estatal até 2016, mas argumentou que o governo ainda não definiu como será feito o reajuste. 

Mas, segundo a equipe de análise da XP Investimentos, mesmo com o reajuste ainda haverá uma certa defasagem sobre o mercado internacional, embora possa aliviar de modo considerável em termos operacionais para os próximos resultados.

Diante de todo esse impasse, as ações da Petrobras preferenciais da Petrobras caíram 3,04%, para R$ 20,06, enquanto as ordinárias recuaram 3,30%, para R$ 20,19. O desempenho negativo dessas ações afeta bastante o desempenho geral do Ibovespa, visto que elas respondem pela segunda maior participação da composição do índice, atrás apenas da Vale (VALE3, VALE5).

Empresas de Eike avançam
Contrabalanceando às quedas da Petrobras, as ações da OGX Petróleo (OGXP3), que respondem pela terceira maior participação do Ibovespa, terminaram o dia com alta de 3,06%, a R$ 4,38. Outra empresa pertecente ao grupo de Eike Batista que terminou o dia no azul foi a LLX Logística (LLXL3), que ganhou 2,20% de valor de mercado nesta quarta, valendo R$ 2,32 por ação.

 

Contato