Em mercados / acoes-e-indices

Usiminas cai 7,22%, enquanto Copom faz Gafisa subir 3,00%; veja destaques

Telebrás sobe mais de 50% após firmar acordo com a TIM para distribuir planos de Banda Larga

operário - siderúrgica - Usiminas - Gerdau
(Getty Images)

SÃO PAULO - Dia bastante negativo no mercado acionário mundial, fazendo com que o Ibovespa tivesse queda de 0,82%, terminando a quarta-feira (10) aos 58.456 pontos. Esse movimento foi puxado pelas ações preferenciais da Usiminas (USIM5), que tiveram queda de 7,22% - aos R$ 9,51, enquanto a Gafisa (GFSA3) liderou os ganhos ao subir 3,00%, terminando aos R$ 4,12. 

Os papéis ordinários da siderúrgica, listados sob USIM3, ficaram entre as maiores quedas ao recuar 5,09%, terminando o dia aos R$ 11,00. Em documento enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) nesta manhã, a siderúrgica mostrou que o conselho de administração se desfez de 30 mil ações ordinárias da empresa no dia 12 de setembro, resultando em operações de R$ 323,5 mil. 

Já os membros da diretoria, na mesma data, venderam 250 mil ADR (American Depositary Receipt) representantes de ações preferenciais, em operações que totalizaram US$ 1,3 milhão. "É um número relevante e não é bem visto pelo mercado, ainda mais pelo momento que a Usiminas vive", disse um analista que não quis ser identificado. O InfoMoney tentou contato com a siderúrgica para esclarecer os motivos da venda, mas não obteve resposta por parte da companhia. 

Gafisa sobe com possibilidade de corte na Selic
Os papéis da Gafisa continuam com bom movimentação, após a divulgação de números prévios melhores que o esperado - referente ao terceiro trimestre de 2012. "Mas para isso pode ser a expectativa de um corte na Selic na reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) que termina hoje", avalia João Pedro Brugger, analista da Leme Investimentos. 

Isso justifica alta de outros papéis que também se beneficiariam dessa situação, como a PDG Realty (PDGR3), cuja ação subiu 2,03% para R$ 3,52, MRV Engenharia (MRVE3), que teve alta de 1,90% aos R$ 12,35, e Brookfield (BISA3) – que subiu 3,23% no intraday – mas terminou o dia com ganhos de “apenas” 1,08%, aos R$ 3,76. “Ainda é uma decisão muito controversa, ainda pode vir tanto para um lado quanto para o outro", diz Brugger, lembrando que o setor imobiliário é um dos mais afetados pela variação da taxa de juro no país. 

Ações de Eike também chamam atenção
Os papéis das empresas de Eike Batista também se destacaram no dia de hoje. "Pode ser uma correção, já que elas subiram bastante nos últimos dias", afirma Brugger, destacando que por conta do beta mais elevado - já que muitas das empresas do megaempresário são pré-operacionais - elas tendem a sofrer mais que o mercado como um todo. A soma do valor de mercado das seis companhias de capital aberto de Eike diminuiu de R$ 29,20 bilhões para R$ 28,48 bilhões - uma queda de 2,48%.

Esse movimento foi puxado pelas ações da OGX Petróleo (OGXP3) - a de maior valor de mercado -, que caíram 2,95% para R$ 5,59. Enquanto isso, a MPX Energia (MPXE3) teve queda de 3,26%, terminando aos R$ 10,38, a MMX Mineração (MMXM3) viu seus ativos recuarem 2,30% para R$ 4,68 e a LLX Logística (LLXL3) apresentou queda de 2,15%, para R$ 2,73. A OSX Brasil (OSXB3) teve queda de 0,16% para R$ 12,18 e os papéis da CCX Carvão (CCXC3) ficaram estáveis, terminando aos R$ 2,45. 

Cade aprova compra da Webjet pela Gol, mas ação cai 2,84%
As ações da Gol (GOLL4) caíram 2,84%, terminando aos R$ 10,93, no dia em que o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou a compra da Webjet pela empresa. "Acredito que tenha sido um movimento de mercado, já que o papel tem estado muito volátil nos últimos dias", destaca Brugger.

De acordo com ele, por conta do julgamento, a tendência é que o mercado ficasse um pouco na defensiva. "O fato de ser aprovado não deve impulsionar a empresa na bolsa", afirma. O Cade condicionou a operação ao condicionada ao cumprimento de um acordo para garantir um patamar de 85% de eficiência na operação dos slots do aeroporto de Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

Telebrás sobe 50% após anúncio
As ações da Telebras (TELB3TELB4) dispararam após o anúncio de uma coletiva de imprensa para incentivar o PNBL (Programa Nacional de Banda Larga). As ações ordinárias avançam 28,00%, aos R$ 12,80, enquanto as preferenciais se valorizam em 52,03%, aos R$ 7,10.

Segundo comunicado enviado no fim da tarde de terça-feira, a Telebras fará um compartilhamento de infraestrutura com a TIM Participações (TIMP3) para expandir o plano, que tem como meta expandir o acesso à banda larga para todo o Brasil até 2014. "É uma ação muito especulativa, ela se movimenta com base em qualquer comentário. O papel carece de fundamentos", alerta Felipe Rocha, analista da Omar Camargo. 

 

Contato