Em mercados / acoes-e-indices

IPO: conheça a Locamerica, empresa de terceirização com mais de 27 mil veículos

Fundada em 1993, companhia atua desde a customização até o planejamento e gestão de frotas para outras empresas

SÃO PAULO - A Locamérica é uma das cinco empresas neste ano autorizadas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) a possuir novas ações negociadas na BM&FBovespa. O período de reserva teve início na terça-feira (10) e se encerra no dia 17 de abril, por isso é importante conhecer a empresa antes de tomar a decisão de investimento.

A empresa atua no mercado de terceirização de frotas para empresas, desde a customização até o planejamento e gestão. Fundada em 1993, pelos sócios Luis Fernando Porto e Sérgio Resende, com o nome Locarvel, em 2008 associou-se à BV Empreendimentos e se transformou na Locamerica, atualmente com 27 filiais no Brasil e uma frota de mais de 27 mil veículos.

Ainda em 2008, antes de explodir a crise econômica mundial, o Banco Votorantim entrou no negócio, com uma participação de 34% e uma injeção de recursos de R$ 110 milhões. Com esse aporte, a Locamerica conseguiu sobreviver diante do conturbado cenário econômico que seguiu por alguns anos.

A Locamerica possui um investimento na controlada Locarvel e um contrato de mútuo no qual a Locamérica se compromete a realizar a gestão de frota de veículos locados da Locarvel.

A Locamerica atende mais de 200 clientes de diversos setores de todos os portes. Os clientes utilizam frota de motos, carros populares, carros executivos, blindados, utilitários ou caminhões. De acordo com a companhia, é feito o acompanhamento das atividades e o comportamento da frota. Até o momento, o setor de locação de veículos é representado na bolsa pela Localiza (RENT3), desde 2005. 

Entrada no mercado de capitais
No ano de 2010, a companhia realizou duas emissões de debêntures, em operações que somaram R$ 225 milhões, correspondente a 80% do valor captado ao longo daquele ano.

Em 2011, realizou três emissões de debêntures, captando R$ 320,7 milhões. De acordo com o relatório de demonstrações financeiras de 2011, a Locamérica informa que alongou os prazos de novas captações e aumentou em 23% o caixa.

Com isso, a dívida de curto prazo da companhia foi reduzida em 37% em relação ao ano de 2010. No início deste ano, a Locamérica captou mais R$ 121 milhões em uma quarta emissão de debêntures.

Dados operacionais em 2011
O Ebitda (geração operacional de caixa) da companhia em dezembro de 2011 alcançou R$ 155 milhões, ante R$ 109 milhões em 2010, aumento de 42%. A companhia informa ainda em seu balanço que a Fitch Ratings atribuiu nota de longo prazo BBB+ para a empresa.

A frota da companhia cresceu 24,4% em 2011, e o faturamento avançou 26%, no comparado com o ano de 2010. Os investimentos somaram R$ 313 milhões, com expansão e renovação da frota.

O lucro líquido da empresa em 2011 atingiu R$ 22,5 milhões, quase o dobro do registrado em 2010, quando reportou R$ 11,5 milhões de lucro. Já a receita líquida subiu 26,4%, para R$ 390,7 milhões.

“Esse aumento decorreu principalmente da alta de 39,2%, ou R$ 85 milhões, em nossas receitas com atividades de locação de veículos no exercício de 2011”, disse a diretoria da empresa em relatório.

 

Contato