Em mercados / acoes-e-indices

Radar: comece o pregão sabendo as novidades do cenário corporativo

Ibovespa futuro indica abertura no positivo; Gerdau anuncia resultados trimestrais, reportando prejuízo de R$ 329 milhões

SÃO PAULO - Os mercados acionários internacionais iniciam a quinta-feira (6) em alta, acompanhando um maior otimismo em relação ao setor financeiro global, bem como as decisões sobre as políticas monetárias do Reino Unido e da Zona do Euro.

Como era esperado, ambas as autoridades mantiveram as taxas básicas de juros inalteradas em 0,5% e 1% ao ano, respectivamente. O destaque fica com a expansão do programa de compra de ativos do BoE (Bank of England), em cerca de £ 50 bilhões.

Além das referências europeias, a agenda do dia também inclui a divulgação do Initial Claims nos Estados Unidos, que veio abaixo do esperado. O indicador mede o número de pedidos de auxílio-desemprego feitos na última semana, sendo mais uma sinalização da situação em que se encontra o mercado de trabalho do país.

Mercado doméstico
No Brasil, o Ibovespa futuro indica abertura no positivo, marcando alta de 0,20%. De olho nas referências econômicas, os investidores também devem observar as trajetórias do mercado de commodities: enquanto o petróleo é negociado em alta, os metais industriais e as commodities agrícolas registram queda nesta manhã.

Entretanto, o foco da quinta-feira fica com o noticiário corporativo, especialmente devido ao número de empresas que divulgam seus resultados trimestrais. Dentre os balanços que ainda devem ser anunciados, destaque para a siderúrgica CSN e para as varejistas B2W e Lojas Americanas. Iochpe-Maxion, Companhia Providência, Dasa, Iguatemi, e Tempo Participações também apresentam balanços nesta sessão.

Temporada de resultados
Além dos resultados esperados, os investidores avaliam os dados já divulgados por empresas brasileiras. A Gerdau (GGBR4) fica em evidência, tendo anunciado um prejuízo líquido de R$ 329 milhões no segundo trimestre deste ano, frente ao lucro de R$ 2,121 bilhões contabilizado no mesmo período de 2008.

Reportando crescimento substancial do lucro na comparação anual, a SEB - Sistema Educacional Brasileiro - (SEBB11) e a Cremer (CREM3) anunciaram ganhos de R$ 13 milhões e R$ 11,5 milhões, respectivamente.

A melhora dos números também foi registrada pela BR Malls (BRML3), que reverteu o prejuízo de R$ 7,9 milhões contabilizado no segundo trimestre de 2008, apresentando lucro líquido de R$ 66,5 milhões entre abril e junho deste ano.

Por outro lado, tanto a Confab (CNFB4), cujo lucro líquido somou R$ 11,2 milhões no trimestre, quanto o Banco Daycoval (DAYC4), que apresentou lucro de R$ 38,5 milhões, mostraram queda nos ganhos na comparação anual, de 85% e 38,4%, respectivamente.

Lei do Petróleo
Embora a proposta para a nova Lei do Petróleo, apresentada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva na última quarta-feira (5), não seja pública, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, confirmou que a Petrobras (PETR3, PETR4) será a operadora de todos os blocos do pré-sal.

Vale lembrar que, caso a Petrobras seja a única operadora, empresas privadas que queiram explorar os blocos de petróleo da camada pré-sal terão que ser sócias da estatal. Conforme informações da agência Reuters, Lobão também desmentiu a informação de que a União ficaria com 80% do petróleo que será explorado na região.

 

Contato